Connect with us

Amazonas

Após assaltos a PAC do Educandos, moradores reclamam de diminuição de serviços oferecidos na unidade

Publicado

em

Segundo moradores, PAC oferece apenas quatro serviços.

Com o registro de assaltos no Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) do bairro Educandos, a unidade diminuiu o número de serviços oferecidos aos moradores da região. Nesta sexta-feira (6), a Rede Amazônica voltou ao local, e a população reclamou da situação.

Um dos moradores afetados é o aposentado Francisco Soares. Ele tem 72 anos e mora há muito tempo no bairro Santa Luzia, também na Zona Sul. Ele disse que frequenta o local desde a inauguração.

“No PAC, eu tinha todos os serviços que um cidadão pode ter. Agora, não tem mais nada, nenhum atendimento, por causa de gente que não tem dó e fica roubando”, contou.

No local, os moradores têm acesso apenas a um posto do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran). Além de poderem realizar a emissão de RG, a população tem acesso somente à Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) e um caixa eletrônico. Todos os outros serviços que antes eram oferecidos foram desativados.

Em nota, a Sejusc informou que apenas o serviço de emissão de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) está interrompido temporariamente na unidade. Os demais serviços desenvolvidos por órgãos do Estado, como Detran-AM, Polícia Civil e Sefaz, , segundo a pasta, continuam sendo operados normalmente.

Segundo a direção do órgão, desde fevereiro deste ano, agentes patrimoniais fazem a segurança do local por 24 horas. Após assaltos, os aparelhos de ar-condicionado funcionam na parte de dentro e os da área externa estão protegidos com grades.

A aposentada Sildnei Costa e Silva, de 63 anos, é moradora do bairro e disse que se mobiliza junto ao poder público para que o PAC volte a oferecer os serviços do passado.

“Estamos nos mobilizando junto ao nosso representante do bairro. Ele iria fazer uma reunião geral com os bairros adjacentes e disponibilizar um abaixo-assinado para o retorno dos serviços do PAC”, contou.

Fonte: Rede Amazônica

Leia Mais
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 14 =

Amazonas

Comerciantes que não devolviam cartões auxílio para clientes são investigados no interior do AM

Publicado

em

Comerciantes que não devolviam cartões de programas sociais em estabelecimentos de Nova Olinda do Norte (AM), distante 135 quilômetros de Manaus, são alvo de uma operação da Polícia Civil e a Polícia Militar do Amazonas nesta sexta-feira (26). Segundo os agentes, os suspeitos retinham cartões de auxílio do governo e também do Bolsa Família.

No total, serão cumpridos nove mandados de busca e apreensão na operação, chamada “Livre Arbítrio”.

Com coordenação da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP), a operação é comandada pelo Departamento de Polícia Civil do Interior, com participação da Polícia Militar, através do Batalhão de Choque e da Companhia de Operações Especiais (COE). Segundo as investigações, comerciantes da cidade seguram os cartões benefícios de consumidores como forma de assegurar o pagamento por compras realizadas ao longo do mês.

“O objetivo é dar enfrentamento a essa prática ilegal de retenção de cartões magnéticos, de auxílio emergencial, cartão bancário, de pessoas idosas e com deficiência, além da apropriação indébita. Tem dois crimes que vem sendo praticados de forma corriqueira e, estamos juntos, Polícia Civil, Polícia Militar e Ministério Público agindo para coibir essa prática ilegal”, afirmou o delegado Bruno Fraga, diretor do Departamento de Polícia do Interior.

Leia Mais

Amazonas

Micro-ônibus colide com ônibus e motorista fica preso nas ferragens em acidente em Manaus

Publicado

em

Um micro-ônibus que levava funcionários de uma empresa do Polo Industrial de Manaus, colidiu com um ônibus da linha 621, na Avenida Buriti, no Distrito, na Zona Sul da capital. O acidente aconteceu por volta de 6h da manhã.

Segundo informações do Capitão Márcio Lima, do Corpo de Bombeiros, o condutor do micro-ônibus e um passageiro ficaram presos nas ferragens e precisaram ser resgatados pelos agentes.

Outras pessoas que também estavam no veículo ficaram feridas e foram encaminhadas para um hospital, por uma equipe da Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ainda não se sabe o estado de saúde delas.

Com o acidente, o trânsito ficou lento na região e agentes do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) foram acionados para fazer a sinalização da área. Não há informações sobre as causas do acidente, que serão investigadas.

Leia Mais

Amazonas

Morre homem que teve 80% do corpo queimado em explosão de prédio em Manaus

Publicado

em

Um homem de 42 anos, vítima da explosão de um prédio em um condomínio localizado Zona Norte de Manaus, morreu nesta sexta-feira (26). Ele estava internado no Hospital 28 de Agosto desde a quarta-feira (24), quando aconteceu o acidente, e tinha 80% do corpo queimado (veja o vídeo da explosão acima).

A morte foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-AM). Em nota, foi informado que o homem veio a óbito após sofrer três paradas cardiorrespiratórias.

Além do homem, outras cinco pessoas também ficaram feridas na explosão. A suspeita é que o acidente tenha sido ocasionado por gás de cozinha. Quatro vítimas, todas crianças, receberam os primeiros atendimentos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Campos Sales e foram encaminhadas em seguida para os Pronto-Socorros da Criança da Zona Oeste e Zona Sul.

Outra vítima teve ferimentos leves e não precisou de hospitalização. Trata-se de Jéssica Carvalho, de 26 anos. Ela vivia no apartamento de cima da unidade em que ocorreu a explosão e sofreu várias queimaduras.

O bloco de oito apartamentos que ficou parcialmente destruído após a explosão, foi condenado pela Defesa Civil por apresentar risco de desabamento. De acordo com o diretor de Operações da Defesa Civil, major Robson Falcão, a explosão destruiu quatro apartamentos e comprometeu outros quatro.

Vários órgãos foram acionados para inspecionar o local e, inclusive, começar o trabalho de demolição de algumas áreas, que apresentam riscos.

Leia Mais

Mais lidas