Connect with us

Amazonas

Câncer de útero no Amazonas tem o dobro da taxa do Brasil

Publicado

em

Com uma taxa bruta de casos de câncer de colo de útero 102,3% maior que a brasileira, o Amazonas tem como um dos grandes desafios na saúde pública, e também na privada, conscientizar sobre a importância da prevenção à doença, através de ações individuais e coletivas, como a realização anual do exame preventivo Papanicolau e a vacinação contra o HPV (Papilomavírus Humano), principal agente causador da alteração, explica a presidente da Liga Amazonense Contra o Câncer (Lacc), enfermeira oncológica Marília Muniz.

Dados da Estimativa de Casos Novos, do Instituto Nacional do Câncer (Inca), apontam que a taxa bruta, que projeta o número de casos para cada 100 mil mulheres, é de 16,35 para o Brasil e 33,08 para o Amazonas. Quando se trata de Manaus, a situação é ainda mais grave, com uma taxa bruta de incidência de 51,94 para a mesma proporção de mulheres. Significa dizer que a maior parte dos casos está concentrada na capital.

Em 2019, o movimento Março Lilás foi lançado no Amazonas, por meio da Lei 4.768/19, sancionada pelo Governo do Amazonas. Em 2021, ano de pandemia, explica Marília Muniz, as ações educativas estão mais tímidas, restritas à conscientização em ambientes hospitalares internos e à internet.

“Por isso, decidimos lançar um alerta sobre a situação. A ampliação de ações educativas, tendo as novas tecnologias como aliadas, podem ajudar a mudar uma triste realidade que assombra nosso Estado. Temos um dos maiores índices da doença no País e sabemos que isso pode ser evitado, uma vez que o câncer de colo uterino é 100% prevenível”, destacou.

Usar o preservativo durante as relações sexuais, vacinar meninas em idade escolar para imunizá-las contra o HPV e chamar a atenção de mulheres em idade reprodutiva, sobre a necessidade do preventivo, são medidas essenciais para conter o avanço desse tipo de neoplasia maligna, que deve acometer, só em 2021, cerca de 700 mulheres no Amazonas e 16.710 no Brasil.

Manaus – Com uma taxa bruta de casos de câncer de colo de útero 102,3% maior que a brasileira, o Amazonas tem como um dos grandes desafios na saúde pública, e também na privada, conscientizar sobre a importância da prevenção à doença, através de ações individuais e coletivas, como a realização anual do exame preventivo Papanicolau e a vacinação contra o HPV (Papilomavírus Humano), principal agente causador da alteração, explica a presidente da Liga Amazonense Contra o Câncer (Lacc), enfermeira oncológica Marília Muniz.

Dados da Estimativa de Casos Novos, do Instituto Nacional do Câncer (Inca), apontam que a taxa bruta, que projeta o número de casos para cada 100 mil mulheres, é de 16,35 para o Brasil e 33,08 para o Amazonas. Quando se trata de Manaus, a situação é ainda mais grave, com uma taxa bruta de incidência de 51,94 para a mesma proporção de mulheres. Significa dizer que a maior parte dos casos está concentrada na capital.

Amazonas tem como um dos grandes desafios na saúde pública, e também na privada, conscientizar sobre a importância da prevenção à doença (Foto: Agência Brasil)

Em 2019, o movimento Março Lilás foi lançado no Amazonas, por meio da Lei 4.768/19, sancionada pelo Governo do Amazonas. Em 2021, ano de pandemia, explica Marília Muniz, as ações educativas estão mais tímidas, restritas à conscientização em ambientes hospitalares internos e à internet.

“Por isso, decidimos lançar um alerta sobre a situação. A ampliação de ações educativas, tendo as novas tecnologias como aliadas, podem ajudar a mudar uma triste realidade que assombra nosso Estado. Temos um dos maiores índices da doença no País e sabemos que isso pode ser evitado, uma vez que o câncer de colo uterino é 100% prevenível”, destacou.

Usar o preservativo durante as relações sexuais, vacinar meninas em idade escolar para imunizá-las contra o HPV e chamar a atenção de mulheres em idade reprodutiva, sobre a necessidade do preventivo, são medidas essenciais para conter o avanço desse tipo de neoplasia maligna, que deve acometer, só em 2021, cerca de 700 mulheres no Amazonas e 16.710 no Brasil.

“Uma informação importante é: se fizer o Papanicolau, busque o resultado. E, em caso de alteração sugestiva, procure ajuda médica especializada o mais rápido possível”, orienta Marília. De acordo com ela, mais de 90% dos casos de câncer de colo uterino são provocados pelo HPV (Papilomavírus Humano), considerado uma Doença Sexualmente Transmissível (DST), mas que pode ser evitado.

O ideal, segundo a especialista, é que mulheres com vida sexual ativa façam um check up médico uma vez ao ano, se antecipando a eventuais problemas, ou, detectando-os precocemente.

Fonte: D24am.

Amazonas

Filho se recusa a cortar o cabelo e mata o pai após discussão em Manaus

Publicado

em

Um jovem de 18 anos foi preso em Manaus, nesta terça-feira (13), suspeito de matar o pai, um vendedor ambulante de 38 anos. Segundo a polícia, o crime ocorreu depois que o filho se recusou a cortar o cabelo para se apresentar no Exército.

O pai foi atingido por três facadas após uma discussão com o suspeito na casa da família. A vítima ainda foi socorrida e levada por parentes até o Hospital 28 de Agosto, mas não resistiu.

O filho foi preso em flagrante, pouco depois do assassinato, e levado para a sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Segundo o delegado Daniel Vezzani, responsável pelo caso, o jovem disse que não estava sob efeito de drogas.

“O filho alega que realmente haviam ocorrido outros desentendimentos, mas de pequena proporção, mas dessa vez, o autor disse que o ‘balde transbordou’ e ele se arrependeu do que praticou”, disse o delegado.

“O filho alega que o pai era muito exigente, cobrava muito do filho, e nessa exigência, resultou nesse crime. Um gesto impensado, segundo o depoimento. Ele cometeu esse crime de homicídio qualificado por motivo fútil, que é aquele banal, insignificante por causa de um corpo de cabelo”, finaliza.

O suspeito está custodiado na DEHS e será encaminhado para audiência de custódia ainda nesta terça-feira (13).

Leia Mais

Amazonas

Corpo de homem é encontrado boiando em igarapé no Educandos; cenas fortíssimas

Publicado

em

 

Manaus – Um homem até o momento não identificado, foi encontrado boiando na tarde desta segunda-feira (12), nas proximidades da ponte da ponte na Avenida Lourenço da Silva, no bairro do Educandos, na Zona Sul de Manaus.

CENAS FORTES:

 

 

Segundo informações, pedestres avistaram um corpo e acionaram a polícia, que informou ao Instituto Médico Legal (IML), para fazer a remoção.

Segundo a perícia criminal, o homem tinha perfurações no pescoço e nas costas. A polícia investiga o crime.

FONTE: CM7

Leia Mais

Amazonas

Emenda de Alessandra vai reforçar a educação de crianças da Zona Norte

Publicado

em

A deputada estadual licenciada Alessandra Campêlo (MDB) inaugurou, nesta segunda-feira (12), o projeto Reforço Jovem Manaus, que vai oferecer aulas de reforço a 160 alunos das redes municipal e estadual de ensino da Zona Norte da capital de forma gratuita. O projeto é executado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc), e viabilizado por meio de emenda parlamentar de autoria de Alessandra no valor de R$ 200 mil.

As aulas acontecerão na sede do Instituto Jovens do Futuro, localizado no bairro Santa Etelvina, e serão direcionadas a estudantes do 4º, 5º e 6º ano do Ensino Fundamental do bairro e adjacências.

De acordo com a diretora do instituto, Hellen Andrade, as aulas terão duração de 12 meses e irão trabalhar com foco na melhoria da aprendizagem desses alunos.

“O projeto vai identificar dificuldades e trabalhar em cima delas para que os estudantes aprendam melhor. Para isso, temos uma equipe multidisciplinar preparada para atendê-los. Estou feliz em finalmente darmos início a esse projeto. A deputada é nossa parceira desde 2019 e não hesita em escutar e atender nossas demandas, seja na capital, seja em Manacapuru e Iranduba, onde também executamos esse projeto”, disse.

A atual secretária de Assistência Social, Alessandra Campêlo, destacou o papel do projeto para a melhoria da aprendizagem.

“Dessa forma, estamos chegando até as dificuldades desses alunos e trabalhando com uma equipe extremamente capacitada para que todas essas dificuldades sejam sanadas, além de uma sala equipada e confortável para eles. A educação também é uma bandeira que carrego em meu mandato e me alegro em ver que emendas minhas vão beneficiar esses estudantes”, afirmou.

FONTE: CM7

Leia Mais

Mais lidas