Connect with us

Política

CMM mantém imparcialidade e aguardará resultado de sindicância

Publicado

em

Manaus – A prefeitura de Manaus instaurou duas comissões de sindicância para apurar, administrativamente, a conduta do sargento da Polícia Militar Eliseu da Paz, servidor lotado na Casa Militar do Executivo, no episódio que resultou na morte do engenheiro Flávio Rodrigues e também o uso indevido de veículo que servia ao órgão.

A informação foi prestada pelo secretário de Articulação Política da Prefeitura, Luiz Alberto Carijó, que acompanhado do procurador geral do município, Rafael Albuquerque, esteve na Câmara Municipal de Manaus (CMM), durante a sessão ordinária desta quarta-feira (9/10), atendendo convite da presidência da Casa, para prestar esclarecimentos sobre as notícias veiculadas nos meios de comunicação sobre um suposto uso indevido da estrutura da prefeitura, no caso que culminou com o homicídio do engenheiro Flávio Rodrigues.

O presidente da Câmara Municipal, Joelson Silva, destacou que a reunião foi altamente produtiva e que, mais uma vez, a CMM cumpriu o papel dela de forma transparente e respeitosa para com a sociedade. “Acredito que a Câmara cumpriu o seu papel, com a vinda dos representantes da Prefeitura a esta casa”, disse o presidente, afirmando na sequencia que, a partir de agora, os parlamentares vão aguardar a conclusão das sindicâncias. “Os esclarecimentos foram feitos e nós vamos continuar cumprindo o nosso papel com imparcialidade, tranquilidade, serenidade, que é o mais importante aqui nesta casa”, enfatizou, o presidente que se solidarizou com todas as famílias envolvidas no episódio. “Todos nós vereadores somos pais de família e também estamos enlutados”, disse.

Além dos vereadores, a sessão foi acompanhada por populares, jornalistas e até por um grupo de estudantes, que estavam em visita à Casa, à convite do programa Curumim no Parlamento. Dezenove, dos 38 parlamentares presentes, manifestaram-se com vários questionamentos.
Três questões foram abordadas e respondidas por Carijó, por conta da repercussão que geraram, após publicações na mídia. A primeira está relacionada ao sargento Da Paz, que é servidor municipal e presta serviços no Gabinete Militar, na segurança do prefeito. O mesmo estava de folga e se deslocou até a casa de Alejandro Valeiko, sem nenhuma ordem superior para que fizesse isso, de acordo com o secretário.
“O prefeito estava num procedimento médico, sedado, no Hospital Adventista”, justificou. O sargento da Paz continua preso, à disposição do inquérito policial. E, enquanto ele não estiver no serviço da função, também não recebe pagamento salarial”, disse Carijó.
Passagens
Outra questão está relacionada a passagens e diárias, que os servidores teriam se beneficiado na viagem que fizeram com Alejandro Valeiko (filho da primeira dama de Manaus, Elizabeth Valeiko), logo após o homicídio.
“Não houve dinheiro, nem passagem paga pela Prefeitura, e nenhum deslocamento pago com o erário”, frisou Carijó. Ele enfatizou que os fatos serão apurados, seguindo determinação do próprio prefeito Arthur e, se for necessário, haverá punições dentro do rigor e da delimitação da lei.
Acobertamento
Por fim, em relação a uma possível interferência do prefeito na investigação policial, , Carijó afirmou que tanto o prefeito quanto a Prefeitura estão tranquilos. “Quem não deve, não teme. O prefeito está com a consciência tranquila, porque não deve nada. A

Prefeitura tomou todas as medidas administrativas. Outros fatos que forem necessários, também serão instruídos para que tudo fique claro, isso é uma determinação do prefeito”, concluiu.
Com base no decreto municipal 2572, de 22 de outubro de 2013, que garante a segurança do prefeito, do vice e suas famílias, o procurador Rafael Albuquerque acrescentou que o momento é de cautela e prudência. “Tomadas as devidas providências, o trabalho investigativo está previsto para ser concluído em até 45 dias”, garantiu o procurador.
Celeridade
Durante a sessão, o presidente Joelson Silva abriu espaço para que todos os vereadores se manifestassem sobre o assunto e fizessem seus questionamentos, o que foi feito pela maioria. Os parlamentares pediram celeridade nas investigações e que a Prefeitura tome todas as medidas administrativas necessárias, após a finalização da apuração pelas comissões de sindicância.
Emoção
Visivelmente emocionado, o vereador Marcel Alexandre (PHS), líder do Executivo Municipal na CMM, disse esperar que as investigações sejam concluídas o mais rápido possível, e salientou que a Câmara não pode usar essa tragédia como palanque político. “Quando começou esse episódio, eu implorei que essa Casa não deixasse que a política, no sentido mais negativo entrasse nesse caso, e ouso acrescentar que ninguém suba a sepultura de ninguém para conseguir míseros dígitos de promoção pessoal, em cima de uma coisa tão dolorosa como essa”.

Leia Mais
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 13 =

Amazonas

Presa pela PF, deputada propõe indenização a famílias de vítimas da Covid-19

Publicado

em

Um fato inusitado chamou a atenção dos Amazonenses na última quinta-feira (30). A esposa do Senador Omar aziz, a deputada Nejmi Aziz, propôs que o governo do estado idenize familiares de vítimas fatais da Covid-19. O valor proposto no projeto de lei é de R$100 mil por vítima e, se houver mais de um sucessor, o valor deverá ser dividido em partes iguais.

Nejmi Aziz

Nejmi Aziz, esposa do senador e ex-governador do Amazonas Omar Aziz, foi presa pela Polícia Federal em 2019, acusada de pertencer a uma organização criminosa no estado do Amazonas.

Foram presos além de Nejmi, três irmãos de Omar, três policiais militares e uma oitava pessoa não identificada. Todos foram alvos da operação “Vertex”, que investigou a prática de crimes de corrupção passiva, lavagem de capitais e organização criminosa.

Omar Aziz

O senador Omar Aziz, um dos indicados para integrar a CPI que vai investigar as responsabilidades de autoridades e mal uso de recursos públicos na pandemia, foi acusado por desvios de recursos para a área da saúde quando ele foi governador do Amazonas.

Aziz foi alvo de uma operação do Ministério Público Federal chamada “Maus Caminhos”. Ela  foi deflagrada em 2016 e houve uma série de desdobramentos. O objetivo principal da investigação foi o desvio de cerca de R$ 260 milhões de verbas públicas da saúde por meio de contratos milionários firmado com o governo do estado do Amazonas.

Os autos chegaram a ser encaminhados para o Supremo Tribunal Federal em razão do fato de Aziz ser senador, mas o novo entendimento da corte sobre foro privilegiado fez com que, em junho de 2018, retornassem ao Amazonas. A investigação contra o senador atualmente está na Justiça Federal do Amazonas.
Ainda não há decisão da Justiça no processo

Além da esposa Nejmi Aziz, três irmãos de Omar Aziz, foram presos na operação, são eles: Murad, Amim e Mansour Aziz.

A esposa que teve a família acusada pela polícia federal, suspeita por vários crimes no estado do Amazonas, incluindo o desvio de verbas públicas da saúde, propõe indenização a famílias das vítimas acometidas pela Covid-19? Seria cômico se não fosse trágico.

Leia Mais

Amazonas

Médico Anoar Samad é anunciado como novo secretário estadual de Saúde

Publicado

em

Amazonas – O médico urologista Anoar Abdul Samad foi anunciado pelo governador Wilson Lima, nesta segunda-feira (28), como novo secretário estadual de Saúde. “Ele aceitou o convite para fazer parte da nossa equipe para que a gente possa continuar avançando nas estratégias na área da saúde”, disse o governador ao anunciar o novo titular da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), durante entrevista coletiva na sede do Governo, na zona oeste de Manaus.

Com 57 anos, casado e pai de dois filhos, Anoar Samad possui quase 30 anos de experiência na área de saúde, com reconhecimento nacional e internacional pela sua atuação na especialidade de urologia no Amazonas. Durante a entrevista, o médico agradeceu o convite do governador e disse que o combate à pandemia continuará sendo prioridade.

“O grande desafio continua sendo o combate à pandemia de Covid-19, conheci a equipe hoje e já estamos marcando reuniões para me inteirar de tudo, dos projetos e quais terão prioridade. Eu vou lutar todos os dias para tentar levar uma melhora na saúde do povo amazonense”, afirmou o novo secretário da SES-AM.

Nascido em Belo Horizonte, Minas Gerais, Anoar Samad vive em Manaus desde os 12 anos de idade. Formado pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), fez residência em urologia e cursou especializações na área na Espanha, Bélgica e Estados Unidos.

O médico também já foi professor nos cursos de medicina da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e também atuou por 16 anos como especialista na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Amazonas (FCecon), tendo exercido o cargo de diretor de ensino e pesquisa na fundação.

Em seu currículo, Anoar Samad tem a realização de cirurgias urológicas pioneiras no Amazonas. Foi ele o primeiro médico a realizar uma cirurgia de câncer de próstata e um procedimento de troca de bexiga no Estado, tonando-se referência no tratamento de câncer urológico.

Agora, ao iniciar um novo desafio profissional, dessa vez à frente de uma pasta importante como a da Saúde, o novo secretário reforçou que o seu principal objetivo é trabalhar para oferecer ainda mais qualidade de vida para a população do Estado usuária do Sistema Único de Saúde (SUS).

Leia Mais

Amazonas

Acusado de ser caloteiro, Secretário Emerson Quaresma, usa militância e sites fakes para atacar o Portal CM7

Publicado

em

Manaus (AM) –  Após  matéria  veiculada pelo Portal CM7 na tarde desta sexta-feira (25), falando que o Secretário Municipal de Comunicação, Emersom Quaresma, foi massacrado por comentários negativos nas redes sociais do prefeito David Almeida, alguns blogs, possivelmente aliados do secretário, começaram a se manifestar na manhã deste sábado (26).  Eles decidiram atacar a proprietária do Portal CM7, a empresária Cileide Moussallem, defendendo a postura totalmente duvidosa de Quaresma.

Dois blogs que surgiram do nada,  ‘Amazonia.com’ e ‘Portal do JJ’, afirmaram que a proprietária do portal estaria insatisfeita com o secretário e a acusam de extorsão, sem provas nenhuma.

 veja

 

Na matéria publicada pelo Portal CM7, internautas acusaram o próprio secretário e o publicitário Durango Duarte de não arcar com as suas promessas de pagamentos após a contratação da militância.  Os militantes chamam o secretário de caloteiro, mentiroso e enganador.

 Veja

Após ser acusado de veicular notícia falsa, o Portal CM7 convoca todos que foram enganados para provar que contra fatos, não há argumentos.

Leia Mais

Mais lidas