Connect with us

Amazonas

Com comitê de atenção ao coronavírus criado em Manaus, secretário de saúde diz que ‘Não há motivo para pânico’

Publicado

em

Procura por máscaras e álcool em gel teve aumento em farmácias na capital após confirmação do primeiro caso de infectado no Brasil.

Com o primeiro caso de coronavírus no Brasil confirmado pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (25), em São Paulo, secretarias de saúde do Amazonas e de Manaus atuam com plano de contingência e atenção ao vírus e afirmam que Estado está preparado para enfrentar um eventual problema de saúde pública. Ambos os órgãos afirmam que não há motivo para pânico.

Um comitê de atenção ao vírus foi criado, em conjunto, pelas secretarias municipal e estadual, sob orientações em conjunto com o Ministério da Saúde. Segundo o secretário de Saúde do Amazonas, Rodrigo Tobias, o Estado já vem se preparando e intensificando as ações em função da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), que costuma aumentar no período de chuva.

“Criamos o Comitê com ênfase no coronavírus, que é um vírus novo, mas as medidas de controle são basicamente as mesmas. Então, diante da entrada de um novo vírus, a gente mantém o controle do que já vem sendo feito e fica atento às novas recomendações do Ministério da Saúde”, disse o secretário.

Segundo o secretário municipal de saúde Marcelo Magaldi, não há motivos para a população entrar em pânico, mas é necessário redobrar os cuidados para evitar o contágio.

“Manaus está preparada. [se houver suspeita] a porta de entrada é a unidade básica de saúde, mas, se for um caso mais agravante, o paciente é encaminhado à sala de verificação. Para evitar o contágio é importante manter as mãos limpas, usar o antebraço para tossir ou espirrar. E utilizar álcool gel.

Secretário municipal de saúde, Marcelo Magaldi diz que não há motivo para pânico. — Foto: Rebeca Beatriz. G1/AM.

Os Equipamentos de Proteção Individual (EPI), insumos e medicamentos para o tratamento dos sintomas estão sendo reforçados em toda rede de saúde, afirma a prefeitura. O órgão afirma também que a equipe de Vigilância Epidemiológica vem acompanhando todos os rumores, informes, boletins epidemiológicos mundiais e nacionais para uma pronta resposta.

Precaução

Em farmácias pela capital amazonense, funcionários relatam alta procura por máscaras de proteção e álcool em gel – produtos listados como prioridade na prevenção. A atendente de uma farmácia no Petrópolis, Zona Sul de Manaus, Irene Paes disse que todas as máscaras foram vendidas e há dificuldade de encontrar o produto também nas distribuidoras.

“A busca por álcool em gel e máscara tem aumentado esses últimos dias devido a esse novo vírus. Temos o álcool em gel, mas máscaras não temos no momento. Iremos providenciar”, contou.

Fonte: G1

Amazonas

Estudante morre engasgado enquanto jantava em Manaus

Publicado

em

Um estudante de 21 anos morreu engasgado no fim da noite deste sábado (15), dentro de casa, no bairro Presidente Vargas, em Manaus, enquanto jantava.

A família de Jhonatas Duarte de Souza contou que, horas antes de o caso ocorrer, ele chegou a passear com a filha, uma bebê de nove meses, em uma orla do bairro.

“Ele pediu minha bênção, e disse que ia dormir, mas antes perguntou da mãe dele se tinha algo para comer pois estava com fome. A namorada dele chegou em seguida. A janta foi linguiça com miojo. Não demorou muito, ouvimos gritos. Ele estava jogado no chão, se debruçando”, disse o pai da vítima, João da Silva, jardineiro de 56 anos.

O pai disse que bateram nas costas do jovem para tentar socorrê-lo, mas ele não reagiu. A família chegou a acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

De acordo com o pai, a região da garganta do filho ficou inchada e, horas antes do caso, o estudante reclamou de dor na garganta para a mãe.

João da Silva perdeu o filho mais velho. Ele tem outro filho de 18 anos. Todos moravam na mesma casa.

“Um rapaz jovem, novo, deixou a filha de nove meses … linda a minha neta. Ele vivia com ela, mas, tem que ser o dia [da morte]. A gente fez de tudo que estava ao nosso alcance”, comentou o pai. A vítima ajudava um tio com serviços de metalúrgica.

Leia Mais

Amazonas

Fiscalização flagra motoristas sob efeito de álcool no trânsito em Manaus

Publicado

em

O Núcleo Especializado de Operações de Trânsito (Neot), do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), flagrou quatro motoristas sob efeito de álcool na noite de sexta-feira (14), na avenida Itaúba, na Zona Leste de Manaus. Um homem foi preso após tentar fugir da barreira de fiscalização.

O flagrante ocorreu durante mais uma edição da operação “Pela Vida”, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM).

Durante a ação, agentes conseguiram capturar um motorista que, na fuga para fugir da fiscalização, acabou provocando uma colisão. O motorista, que estava alcoolizado, foi conduzido ao 1° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Além de alcoolemia, outras irregularidades foram encontradas durante a fiscalização, entre elas a ausência de documentos e equipamentos obrigatórios.

Durante a operação, oito veículos foram removidos ao parqueamento do Detran-AM.

Leia Mais

Amazonas

Quarenta metros cúbicos de madeira ilegal são apreendidos em carreta no interior do Amazonas

Publicado

em

Quarenta metros cúbicos de madeira ilegal foram apreendidos pela polícia no município de Humaitá, distante 590 quilômetros de Manaus, no sábado (15). Segundo a polícia, a madeira ilegal era transportada em uma carreta e o motorista foi detido.

De acordo com o Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb), a polícia fazia uma fiscalização a crimes ambientais na rodovia BR-230, durante a manhã. Por volta de 7h, a carreta passou pelo local e foi abordada pelos policiais.

Os agentes solicitaram o Documento de Origem Florestal (DOF), obrigatório para o transporte deste tipo de material, mas o documento apresentado pelo motorista informava uma quantidade de madeira inferior a que estava no veículo.

A carreta e a madeira foram apreendidas pelo Batalhão Ambiental. O motorista foi detido e levado para a 8ª Delegacia Interativa de Humaitá (DIH) para prestar esclarecimentos.

Leia Mais

Mais lidas