Connect with us

Amazonas

Conselheiro chama Wilson Lima de ladrão e diretores da Cigás de bandidos em audiência

Publicado

em

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), Ari Moutinho, chamou o governo de Wilson Lima de “quadrilha”, além de afirmar que o chefe do Executivo é “analfabeto”, “ladrão” e “cleptomaníaco”. O episódio aconteceu nesta segunda-feira, dia 15, durante audiência pública sobre a liberação do serviço de distribuição de gás no Amazonas.

Durante a reunião virtual, divulgada no facebook da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Ari Moutinho interrompeu a fala dos representantes da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás), que estavam apresentando alguns dados. “Eu confesso que estou sem paciência. Ouvir o dr. René (Levy – diretor-presidente da Cigás) dizer que o Estado é majoritário. Se vender a Cigás por R$ 100 mil, o Estado leva R$ 51 mil ou R$ 17 mil? Fale a verdade. Parou a brincadeira!”

Ainda na reunião, Ari Moutinho se exaltou e disse que “essa molecagem não cabe mais no Amazonas”.

“Esse governo de plantão que está nas páginas nacionais como uma quadrilha, não pode continuar fazendo graça no segmento do gás”, afirmou. “Pare de brincadeira! Esse governo cleptomaníaco, esse chefe de quadrilha, investigado pela PGR, tem que respeitar o povo do Amazonas. Os senhores me desculpem o desabafo, mas conversa fiada não cabe mais”.

O conselheiro Ari Moutinho sugeriu a Aleam a criação de uma CPI para que se investigue a Cigás. “O Tribunal de Contas todo mês cai a arrecadação, o TJAM todo mês cai a arrecadação, o MPAM cai a arrecadação e esses senhores não querem aumentar no Estado do Amazonas dinheiro de royalty, não querem gerar emprego no interior. Essa patifaria tem que acabar”, afirmou. “Essa quadrilha que vendeu o Banco do Estado do Amazonas, que vendeu a Cosama tem as mesmas digitais desses bandidos na Cigás. Basta! O Amazonas não aguenta mais”.

Antes de sair da videoconferência, Ari Moutinho pediu desculpas aos presentes e àqueles que querem investir no Estado do Amazonas. “Me desculpem, porque no Amazonas nós temos uma quadrilha, com sede lá na Bahia. É uma vergonha internacional. Esses bandidos estão matando o povo do Amazonas de fome”, disse. “Tentei ficar calado até onde deu, mas quando vemos uma canalhice, uma patifaria dessa quadrilha que será visitada pela PF, vai entender que basta”.

Veto ao PL

O governador Wilson Lima vetou o Projeto de Lei nº 153/2020 que regulamenta o mercado do gás no Amazonas. O veto ainda não tem data para ser votado dentro da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam).  O projeto é considerado inconstitucional pelo governo. Segundo justificativa, é competência privativa da União legislar sobre jazidas, minas, outros recursos minerais e metalurgia e, além disso, a Lei Federal nº 11.909/2009 trata sobre o tema.

Além de Ari Moutinho, o conselheiro Mário de Mello chegou a repudiar o veto do governador Wilson Lima. Moutinho afirmou que o governador “de forma desrespeitosa veta e sequer comunicou o Tribunal de Contas.

No início de maio, o TCE enviou aos Ministérios Públicos Federal (MPF) e Estadual (MPE), à Polícia Federal, ao Tribunal de Contas da União (TCU) e à Assembleia Legislativa do Estado (Aleam) cópia do processo que tramita na Corte de Contas do Amazonas que trata sobre possíveis ilegalidades nos benefícios fiscais regulamentados pelo Decreto nº 40.709/19 e denúncias de irregularidades na Cigás.

Amazonas

Prefeitura de Manaus começa vacinar pessoas de 36 anos nesta sexta (18)

Publicado

em

A prefeitura de Manaus anunciou para esta sexta-feira (18) o começo da vacinação contra a Covid-19 para pessoas de 36 anos.

A imunização pode ser feita em quatro pontos de Manaus, das 18h às 22h:

  • Centro de Convivência da Família Padre Pedro Vignola, localizado no bairro Cidade Nova, zona Norte
  • Centro de Convenções Studio 5, localizado no Japiim, zona Sul
  • Clube do Trabalhador – Sesi, localizado no bairro Coroado, zona Leste
  • sambódromo, localizado no Dom Pedro, zona Centro-Oeste de Manaus

 

Nesta sexta começaram a receber a dose do imunizante pessoas de 37 e 38 anos. O novo grupo se soma ao de 39 anos, nascido de julho a dezembro, que já estava programado para receber a primeira dose nesta data. Os nascidos entre janeiro e junho começaram a ser imunizados na quinta-feira (17).

Para a vacinação, é obrigatória a apresentação de documento de identificação original com foto, e CPF. Quem vai se vacinar por faixa etária também precisa apresentar comprovante de residência (original e cópia) que ateste moradia em Manaus.

Os outros grupos devem consultar a exigência de documentos específicos no site da Semsa.

Leia Mais

Amazonas

Homem que estuprou e matou menina é torturado e tem pênis cortado na cadeia

Publicado

em

O indígena de 20 anos, que havia sido preso na tarde desta terça-feira (15) após estuprar e matar uma criança de apenas cinco anos, foi encontrado morto na manhã desta sexta-feira (18) no presídio de Parintins, interior do Amazonas. Ele teria sido torturado por outros presidiários e teve o pênis arrancado como punição pelo crime que cometeu.

Segundo informações da Polícia Militar (PM/AM), o índio contou detalhadamente o crime com bastante frieza. Na confissão, ele disse que teria bebido bastante e avistado a criança. Ele a chamou para olhar o celular dele, e quando ela se aproximou, a agarrou. Em seguida, arrastou a menina para o rio e a matou afogada.

Depois de morta ele amarrou os braços e as pernas com as próprias roupas dela para dificultar o encontro do cadáver.

O crime só foi descoberto por causa de uma outra criança que teria visto o índio com a garotinha às margens do rio. O corpo da criança foi encontrado na tarde de ontem.  O momento foi de muita dor e desespero depois que a mãe recebeu o corpo da filha morta.

A situação gerou revolta em todo o estado e em todas as cadeias do Amazonas. Ele então foi torturado e morto por outros criminosos.

Leia Mais

Amazonas

Registrados mais 620 casos novos de Covid-19 e 15 mortes confirmadas no Amazonas

Publicado

em

Amazonas – O estado registrou o diagnóstico de 620 novos casos de Covid-19, totalizando 395.724 casos da doença no estado até esta quinta-feira (17), segundo a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM).

Foram confirmados 15 óbitos por Covid-19, sendo seis ocorridos no dia 16 e nove óbitos após investigação, elevando para 13.197 o total de mortes pela doença.

Na capital, de acordo com dados da Prefeitura de Manaus, nesta quarta-feira (16), foram registrados cinco sepultamentos por Covid-19.

O boletim acrescenta, ainda, que 43.053 pessoas com diagnóstico de Covid-19 estão sendo acompanhadas pelas secretarias municipais de saúde.

Leia Mais

Mais lidas