Connect with us

Sociedade

Corpos encontrados em caminhão eram vítimas de tráfico humano

Publicado

em

Inglaterra – Os 39 corpos encontrados no baú de um caminhão em Grays, na região de Essex, na Inglaterra, na quarta-feira (23,) eram de chineses, informou a polícia britânica na manhã desta quinta-feira (24). A polícia informou ainda que, entre as vítimas, havia 31 homens e oito mulheres.

A tragédia motivou pedidos de luta contra os traficantes de seres humanos. O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, considerou o ocorrido uma “tragédia inimaginável”.

O motorista de 25 anos, que é norte-irlandês, foi detido por suspeita de assassinato. A imprensa britânica afirmou que o nome dele é Mo Robinson e que ele é mora na cidade norte-irlandesa de Portadown, no condado de Armagh.

Na noite de quarta, a polícia britânica fez operações de busca em três propriedades relacionadas ao motorista na Irlanda do Norte.

Rota do caminhão

Os corpos dentro do caminhão foram encontrados na madrugada de quarta-feira, em uma zona industrial na cidade de Grays. A polícia britânica foi alertada pelo serviço de emergência sobre os cadáveres e agora investiga a rota que o caminhão percorreu até lá.

O que se sabe até agora é que:

O reboque do caminhão chegou aproximadamente às 23h30 de segunda-feira (horário local) a Purfleet, porto do Tâmisa, procedente de Zeebrugge, Bélgica. O Ministério Público Federal da Bélgica informou que o contêiner do caminhão passou por Zeebrugge na terça (22).
A cabine partiu da Irlanda do Norte.
As autoridades búlgaras também confirmaram o emplacamento do veículo na Bulgária em 2017, mas afirmaram que o veículo não retornou ao país desde então. “Não há conexão, apenas com as placas”, declarou o primeiro-ministro búlgaro Boyko Borissov.

Outro caso

Na quarta, a polícia de Kent também anunciou que localizou e transferiu para as autoridades de imigração nove pessoas encontradas vivas em um caminhão em uma rodovia ao sudeste de Londres.

Fonte G1

Leia Mais
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 1 =

Amazonas

Número de motoristas flagrados na Lei Seca cresce 63% no réveillon em Manaus

Publicado

em

No total, 85 motoristas foram flagrados em operação do Detran em Manaus.

Dados do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) indicam que o número de motoristas flagrados dirigindo alcoolizados no réveillon de 2021 em Manaus cresceu 63% em comparação com a virada do ano passado. A quantidade de penalizações também foi superior: quase quatro vezes mais que em 2020.

Segundo o diretor-presidente do Detran, a situação é ainda mais crítica porque neste ano ainda havia uma série de restrições em relação a festas e reuniões por causa do aumento dos casos de Covid-19.

No total, 85 motoristas foram flagrados pela Lei Seca. Destes, 62 testaram positivo no bafômetro e 23 se recusaram a realizar o teste.

Um motorista ainda foi autuado em flagrante pelo crime de embriaguez ao volante, que é quando o teor alcoólico aferido no teste supera os 0,34 mg/l. Ele foi conduzido ao 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP), na Cidade Nova, na Zona Norte de Manaus. Esse condutor ainda tentou atear fogo no veículo, mas foi contido pelos agentes.

Já em 2020, a Operação Réveillon flagrou 52 condutores na Lei Seca, sendo que três estavam embriagados.

Infrações

 

Nos cinco pontos da Operação Réveillon, os agentes emitiram 371 autos de infração. O número é quase quatro vezes maior que as autuações da virada de 2020. No ano passado foram 102 autos.

A maioria das infrações estava relacionada com licenciamento em atraso, o que gerou a remoção de 60 veículos, sendo 41 motocicletas.

Outros 33 condutores preferiram pagar o licenciamento em atraso direto na blitz e tiveram os veículos liberados.

A Operação Réveillon do Detran aconteceu em cinco pontos da cidade de Manaus: Avenidas Santos Dumont (Tarumã), Maneca Marques (Parque 10), Torres (Cidade Nova), Ephigênio Sales (Adrianópolis) e Mário Ipiranga (Parque 10).

Leia Mais

Brasil

Menino de 7 anos resgata irmã bebê de casa em chamas nos EUA

Publicado

em

‘Tive medo, mas não queria que minha irmã morresse’, conta o herói Eli. Família teve casa destruída pelo fogo, mas vaquinha virtual já coletou mais de R$ 1,7 milhão em ajudas.

Um menino de apenas 7 anos ajudou a salvar a irmã de 22 meses em meio a um incêndio na casa onde moravam no estado americano de Tennessee, nos EUA.

De acordo com a mãe, Nicole Davidson, seu filho Eli garantiu que a irmã bebê saísse com segurança da casa em chamas. As informações são da emissora local WVLT.

Nicole disse que acordou no meio da noite e percebeu que havia fumaça e chamas na casa. Ela e seu marido Chris são ex-bombeiros e entraram em ação, tirando dois de seus filhos da situação de perigo.

“Chris pegou o extintor tentando me dar tempo para pegar as crianças, e eu agarrei os meninos porque eles estavam mais próximos do fogo”, disse Nicole.

Nicole conta que o fogo na sala de estar a impediu de chegar ao quarto onde sua filha de 22 meses ainda estava dormindo.

Assim que os pais e os dois meninos saíram em segurança, Chris ergueu Eli para que ele pudesse entrar no quarto da bebê por uma janela. Mesmo dizendo que estava com medo, ele pegou a irmãzinha de seu berço, entregando-a ao pai.

“Papai quebrou a janela e então eu disse:‘ Não consigo ’, umas duas vezes. Aí eu falei: ‘Papai, eu a peguei’. E quando descemos, eu disse: ‘Estava com medo, mas não queria que minha irmã morresse’ ”, conta Eli.

 

Ninguém ficou ferido no incêndio. Os bombeiros atenderam ao chamado, mas a casa teve perda total. A família agora está hospedada por um parente que mora nas proximidades.

Investigadores não determinaram uma causa oficial, mas há suspeita de que tenha ocorrido um incêndio elétrico.

Uma página que recebe doações para a família indica que, com a repercussão do caso, já foram recebidos mais US$ 334 mil (R$ 1,76 milhão) até esta segunda-feira (28).

Leia Mais

Amazonas

Carro capota após derrapar em avenida de Manaus durante chuva

Publicado

em

Durante acidente de trânsito, carro ainda colidiu contra outro veículo. Não houve feridos, segundo polícia.

Um carro capotou após derrapar na pista e colidir contra outro veículo, na Avenida André Araújo, na Zona Centro-Sul de Manaus. O acidente aconteceu durante a chuva, por volta das 20h desta sexta (25), no sentido Centro.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas não há registro de feridos. Nos dois carros estavam apenas os condutores de cada veículo, que conseguiram sair sem ferimentos graves.

Carro capotou durante chuva, mas não deixou feridos. — Foto: Rebeca Beatriz/G1 AM

De acordo com informações da 16ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), um carro de modelo Prisma deslizou na pista, que estava molhada por conta da chuva, bateu em outro carro, de modelo Fiat Uno, e capotou.

O Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (Immu) foi acionado ao local para orientar as partes envolvidas e controlar o fluxo de veículos no local, que ficou mais lento.

Leia Mais

Mais lidas