" >Criança de 4 anos vítima de maus-tratos morre em hospital de Manacapuru, no AM – Acorda manaus
Connect with us

Amazonas

Criança de 4 anos vítima de maus-tratos morre em hospital de Manacapuru, no AM

Published

on

Menina deu entrada em unidade hospitalar no início da semana, recebeu alta, mas voltou a passar mal nessa sexta-feira (7). Conselho Tutelar informou que mãe deve responder por maus-tratos.

Uma criança de 4 anos morreu, nessa sexta-feira (7), no Hospital Pronto Socorro (HPS) Lázaro Reis, em Manacapuru, distante 68 Km de Manaus. Segundo o Conselho Tutelar, a menina foi vítima de maus-tratos. A Polícia Civil (PC) informou que ela apresentava desnutrição, um hematoma no queixo e secreções nos pulmões.

A criança deu entrada na unidade hospitalar no início da semana, apresentando desidratação, conforme o Conselho Tutelar. Ela recebeu alta, mas voltou a passar mal nessa sexta-feira, e foi a óbito.

O órgão informou que a mãe da menina, de 40 anos, é usuária de drogas e tem outros 12 filhos. O Conselho Tutelar afirmou, ainda, que pediu retirada da guarda da criança logo quando ela deu entrada no hospital, mas ainda aguardava decisão da Justiça. A mãe foi identificada e deve responder pelo crime de maus-tratos.

De acordo com a delegada Roberta Merly, titular da Delegacia Especializada de Polícia (DEP) de Manacapuru, a equipe médica que cuidava do garota comunicou o Conselho Tutelar, que acionou os policiais civis para informar as circunstâncias do caso.

Segundo a delegada Roberta, os investigadores da delegacia iniciaram apurações sobre a morte da menina, com o intuito de averiguar se houve maus-tratos por parte dos pais da criança. Merly informou que todos os procedimentos cabíveis estão sendo adotados, e que as oitivas estão sendo realizadas.

Amazonas

TCE-AM confirma superfaturamento em cirurgias no governo de Davi Almeida

Published

on

TCE aplicou multa ao ex-secretário Vander Alves, da Susam.

Manaus/AM – O Tribunal de Contas do Estado (TCE) confirmou o superfaturamento de cirurgias na gestão do então governador interino David Almeida e aplicou multa de R$ 43,8 mil  ao  então secretário de Saúde, Vander Rodrigues Alves, “por ato praticado com grave infração à norma legal”. A decisão foi publicada no Diário Oficial do TCE da última quinta-feira e determina a tomada de contas especial para levantamento do prejuízo causado aos cofres públicos.

Os conselheiros julgaram procedente a representação do Ministério Público de Contas (MPC)  com pedido de medida cautelar, para apuração da contratação RDL 295/2017, feita em caráter emergencial com o Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (Imed), no valor de R$ 8.433.233,40, para a realização de 780 cirurgias eletivas diversas, com valor  de R$ 10,8 mil por cirurgia.

O processo foi relatado pelo conselheiro Alípio Reis Firmo Filho, com base em uma denúncia apresentada pelo procurador de Contas  Ruy Marcelo Alencar de Mendonça, contra  Vander Rodrigues Alves e  a então secretaria executiva do Fundo Estadual de Saúde -(FES), Maria Belém Martins Cavalcante, também nomeada pelo então governador interino David Almeida. A proposta do relator foi aprovada por unanimidade dos conselheiros presentes.

O TCE determinou, ainda, a anexação do processo à Prestação de Contas Anual da Secretaria de Saúde, do  exercício de 2017, tendo em vista que o objeto da  Representação refere-se  ao Termo de Contrato nº 116/2017. Também foi determina a ciência do julgamento  do julgamento do processo ao Ministério Público de Contas.

A mesma decisão foi tomada na  representação interposta pelo deputado federal José Ricardo Wendling, no mesmo sentido, também para apurar  irregularidades na contratação de cirurgias por empresa terceirizada feita através de dispensa de licitação.
O TCE adotou o mesmo dispositivo do Relatório da Proposta de Voto do conselheiro Alípio Reis Firmo Filho Alípio Reis Firmo Filho onde serão aplicadas as sanções, com o intuito de evitar duplicidade de decisões (non bis in idem). Tal princípio proíbe que uma pessoa seja processada, julgada e condenada mais de uma vez pela mesma conduta.

Continue Reading

Amazonas

Blogueira ‘garota de luxo’ usa rede social para atrair homens casados “Ser corna não é uma escolha, ser vagabunda…!”

Published

on

Esposas que se segure, a blogueira Huma Kimak é flagrada transando dentro de uma carro com um homem casado no estacionamento da academia. A esposa traída ao descobrir o adultério, quebra o carro do marido e tira a forças a pobre  amante, Kimak a puxões de cabelo.

Se não bastasse o escândalo a blogueira ainda teve a audácia de mostrar para a esposa traída uma mensagem do amante e nudes do caso de amor. Veja que a blogueira é tão descarada que mandou nudes para a esposa do amante.

Vamos mostrar o vídeo amanhã cedo. Aguarde o desenrolar dessa novela. As fotos e vídeos dos amantes no motel Cê-que-sabe.

O Pai da jovem amante chorou muito ao saber das denuncias contra filha e lamentou o ocorrido nas redes sociais.

veja o link da ultima matéria da blogueira ‘rainha da juteira’. veja

https://portalcm7.com/entretenimento/faca-o-que-eu-digo-mas-nao-o-que-eu-faco-blogueira-critica-amantes-mas-era-supostamente-infiel

Procuramos a digital Influêncie e não quis falar com a equipe do CM7.

Continue Reading

Amazonas

Operação da Polícia Federal contra garimpo ilegal no AM desativa dragas e balsas com combustíveis

Published

on

Investigações apontam fortes indícios de que bacia hidrográfica e fauna na região foram atingidas por mercúrio. Ações ocorreram de quinta (19) a domingo (20).

Uma operação da Polícia Federal, deflagrada para combate ao garimpo ilegal no Amazonas, desativou dragas e balsas que eram usadas como centro logístico para a distribuição de combustíveis. As ações iniciaram na quinta-feira (17) e encerraram neste domingo (20).

A Operação Minamata teve objetivo de reprimir a prática de garimpo ilegal no Rio Boia e em seus afluentes, na região do município de Jutaí, distante 749 Km de Manaus.

Segundo a PF, investigações apontam fortes indícios de que a bacia hidrográfica e a fauna na região foram atingidas por mercúrio, metal líquido utilizado no processo da extração do ouro. O mercúrio é profundamente danoso à saúde humana e a sua ingestão pode levar à morte.

Nas ações, foram desativadas quatro dragas e três balsas, onde havia cerca de 50 mil litros de diesel e de gasolina e que, segundo a PF, eram utilizadas como centro logístico para a distribuição de combustível. Também foram apreendidos objetos e documentos que serão analisados pela PF na apuração das responsabilidades pelos crimes ambientais, especialmente decorrentes das atividades de garimpo ilegal.

Além disso, foram coletadas amostras de água e de material biológico humano, que permitirão mensurar a contaminação nos recursos ambientais e nos habitantes da região, ainda conforme a PF.

O nome da operação remete ao evento em que ocorreu a intoxicação, pelo consumo de peixes contaminados pelo mercúrio, de centenas de pessoas na cidade de Minamata na costa do Japão. Naquela situação o mercúrio era utilizado como um catalizador químico na produção de fertilizantes.

Participaram das ações 32 policiais federais, incluindo integrantes dos grupos táticos e especializados da PF, com a utilização de aeronave da Instituição.

Continue Reading

Mais lidas