Connect with us

Polícia

Deputado Fausto Jr, recebe inúmeras denúncias de agressões, assédio moral e sexual nos colégios da Polícia Militar

Publicado

em

Manaus- Após denúncias de professores, estudantes e pais de alunos envolvendo agressões físicas, assédio moral e sexual e outras condutas irregulares cometidas por gestores de colégios militares da Polícia Militar do Amazonas (CMPM), a Assembleia Legislativa do Amazonas decidiu intervir no problema.

Representantes da Associação de Pais, Mestres e Comunitários (APMC) dos colégios da Polícia Militar foram recebidos hoje (quinta-feira – 12), na Assembleia Legislativa.

Eles denunciaram casos de agressão física cometidos por gestores contra professores. Também relataram casos de assédio moral e sexual contra estudantes e pais de estudantes, que seriam assediados em troca de vagas no colégio ou melhores notas nas avaliações escolares.

O deputado estadual Fausto Jr, que abriu espaço na Assembleia para a APMC denunciar o problema, reconhece o importante papel desempenhado pelos colégios da Polícia Militar na melhoria da educação pública no Amazonas. Porém, segundo o deputado, as supostas irregularidades cometidas nos colégios “não podem ser varridas para debaixo do tapete.”

“São graves denúncias feitas por professores e estudantes contra policiais militares que cuidam da gestão dos colégios. São casos que precisam de investigação. A verdade deve prevalecer”, acrescentou Fausto.

O advogado das APMCs, Ricardo Gomes, esteve na Assembleia Legislativa e disse que cinco dos nove colégios da Polícia Militar possuem denúncias contra gestores. “Temos o caso de um professor que levou um tapa na cara, em pleno pátio do colégio”, revelou o advogado.

“A agressão foi feita pelo diretor da escola, que estava armado e levou o professor a uma sala fechada onde ocorreram mais intimidações”, denunciou Ricardo Gomes.

Outra denúncia foi feita por mães de estudantes, que seriam assediadas sexualmente por diretores de colégio em troca de melhores notas para os filhos ou vagas para o próximo ano letivo.

“As denúncias estão surgindo em vários colégios da Polícia Militar. É sinal que alguma coisa errada está acontecendo e precisa ser investigada pela Seduc e pelo comando da Polícia Militar”, alerta Ricardo Gomes.

Na tentativa de ouvir todos os envolvidos no caso, a comissão de Educação da Assembleia Legislativa marcou para a próxima quarta-feira (18/09) uma reunião com representantes dos colégios militares, da Seduc, do comando da Polícia Militar e das APMCs.

O objetivo é ouvir todos e buscar uma solução para o problema, além de identificar os gestores que estariam cometendo irregulares na administração dos colégios. “Queremos ouvir todos os lados e apontar a verdade do que está acontecendo nos colégios”, completou Fausto Jr.

Leia Mais

Amazonas

Assaltantes armados perseguem trabalhador no bairro do Alvorada

Publicado

em

Onda de assaltos preocupam moradores de Manaus. Um vídeo enviado para o Portal Cm7 mostra um jovem sendo perseguido por homem armado no bairro do Alvorada I, zona Centro-Oeste da capital.

Os assaltantes estavam em uma motocicleta XRE 300 e pararam na frente de uma residência, supostamente para realizar furtos, mas é neste momento que o trabalhador passa com uma mochila nas costas pelos criminosos e começa ser perseguido por um dos homens. A vítima corre e os dois ladrões seguem a sua procura.

Não há informações sobre a vítima ou os criminosos.

Leia Mais

Amazonas

PM é preso por assassinar namorado

Publicado

em

Manaus – Na madrugada deste sábado (3), Lucas Santos Brandão, de 19 anos, foi morto a tiros dentro do carro do policial militar Daniel Lendel Oliveira Nascimento, de 33 anos.

Uma testemunha do crime, uma jovem de 20 anos, afirma que os dois se apresentavam como primos, mas a desconfiança é de que mantinham um relacionamento. Ela alega que eles estavam em uma festa, quando começaram uma discussão por ciúmes.

Após pegar carona com eles, a testemunha conta que os dois foram discutindo durante todo o trajeto, e em determinado ponto ela desceu do carro e os dois foram para o banco de trás, onde continuaram brigando porque Daniel havia pego o celular de Lucas sem permissão e não queria devolver.

A jovem conta ainda que Daniel afirmou que iria dar um tiro, mas achou que tudo não passava de brincadeira. Mas não era. Daniel acabou disparando o tiro em Lucas.

Após o crime, a jovem parou um mototaxista que passava pelo local e pediu ajuda para socorrer Lucas, mas ele não resistiu e acabou morrendo no banco do passageiro do carro de Daniel.

Nervoso, o policial olhava a todo instante para Lucas ensanguentado e acabou perdendo o controle do veículo causando um acidente em frente ao Ciops, no bairro do Aleixo.

Segundo a testemunha, ele ainda pediu para que ela confirmasse à polícia de que haviam sido assaltados e tentou guardar a arma em sua bolsa, mas ela não aceitou.

Versão alternativa

A segunda versão foi contada por Daniel aos policiais que atenderam a ocorrência. Segundo o policial, ele teve o carro fechado por outro veículo e que os ocupantes desse veículo haviam efetuado o disparo que vitimou Lucas.

O policial teria revidado, perdendo o controle do carro, sofrendo o acidente. Mas no relatório da polícia consta Daniel como o autor do disparo que matou Lucas.

O PM foi levado preso para o 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e permanece à disposição da Justiça.

Leia Mais

Brasil

Pai é morto a facadas pela filha em Belo Horizonte

Publicado

em

Brasil – Na noite do último sábado (03), uma mulher de 27 anos matou o pai a facadas em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Segundo a Polícia Militar, pai e filha saíram juntos para beber e, quando voltaram para casa, ela acendeu um cigarro de maconha e os dois começaram a discutir. O crime aconteceu no bairro Vila Aparecida.

A mãe da jovem relatou que escutou a discussão e foi intervir quando viu o marido tentar enforcar a filha. Em seguida, a filha entrou em casa e foi seguida pelo pai. Ela tirou uma faca da bolsa e o golpeou. Segundo a perícia, a vítima teve quatro perfurações no peito, uma na barriga e uma na perna direita.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas o homem veio a óbito antes que o socorro chegasse. A autora do crime foi presa em flagrante por homicídio e conduzida à Delegacia de Plantão de Nova Lima.

Conforme o depoimento da mãe, a jovem morava na rua durante a maior parte do tempo, e as discussões pelo uso de drogas eram frequentes quando ela estava em casa. As visitas geralmente eram para ver a filha de 10 anos, que mora com os avós.

Leia Mais

Mais lidas