Connect with us

Amazonas

Dezoito morrem de Síndrome Respiratória Aguda Grave no AM, e 129 casos são registrados, diz FVS

Publicado

em

Registros fazem parte de Boletim Epidemiológico de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), entre novembro de 2019 e janeiro de 2020.

Entre novembro de 2019 e janeiro de 2020, 18 pessoas morreram no Amazonas em decorrência de vírus e síndromes respiratórias, de acordo com o Boletim Epidemiológico divulgado pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) nesta semana. Além dos óbitos, outros 129 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) também foram registrados.

De acordo com o Boletim Epidemiológico, entre os 129 casos notificados pela FVS, durante o período, 13 foram identificados como Influenza B, 11 casos provocados por Adenovírus, quatro para Vírus Sincicial Respiratório (VSR), dois para Metapneumovírus e um para Parainfluenza 1.

O Boletim informou ainda que, no total, 18 óbitos por SRAG foram registrados a partir de novembro. Entre eles, sete confirmados por vírus respiratórios e 11 por outras síndromes respiratórias. Dos sete óbitos, todos são residentes de Manaus, sendo três casos por Influenza B, dois por Adenovírus, um por Metapeneumovírus, e um por Vírus Sincicial Respiratório (VSR).

Ainda em relação aos óbitos, 71% dos casos apresentaram pelo menos um fator de risco agravamento, com 42% respectivamente em pacientes idosos, cardiovasculares ou com diabetes, 28% pneumopatas e 14% em crianças de 1 a 4 anos.

Prevenção

O diretor-presidente da Fundação de Medina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), médico infectologista Marcus Guerra, reforça à população sobre as medidas de prevenção e controle, contra as SRAG.

A lavagem frequente das mãos com água e sabão, o uso de álcool gel a 70%, evitar contato com pessoas gripadas e lugares aglomerados, evitar tossir diretamente nas mãos, e sim na curva interna do braço, uso de lenços descartáveis, uso de máscaras, repouso adequado, boa hidratação e alimentação equilibrada, são algumas das recomendações.

Formação do comitê

Instituído pela Secretaria de Estado da Saúde (Susam) e a FVS, o Comitê Interinstitucional de Gestão de Emergência em Saúde Pública para Resposta Rápida aos Vírus Respiratórios, com ênfase no Novo Coronavírus (2019-nCoV), foi criado.

A primeira reunião do comitê foi realizada nesta quinta-feira (30). As atualizações sobre o novo vírus, outras SRAG e o alinhamento das autoridades em relação às medidas de prevenção e controle, conforme orientação do Ministério da Saúde (MS) e da Organização Mundial de Saúde (OMS) foram discutidas.

O comitê conta com representantes da FMT-HVD, Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Anvisa, Superintendência Regional do Ministério da Saúde, Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM), Defesa Civil, Corpo de Bombeiros Militar, SAMU e HPS Delphina Aziz.

Alerta ao Coronavírus

O Brasil segue com nove casos suspeitos sendo investigados, conforme o último Boletim do MS. Nessa quinta-feira, a OMS declarou o Novo Coronavírus como emergência internacional em saúde. No Amazonas, não há notificação de casos suspeitos de Coronavírus, mas o secretário estadual de Saúde, Rodrigo Tobias, informou que a rede assistencial está organizada para atender possíveis ocorrências.

“O nosso objetivo é fazer a execução de medidas preventivas e, sobretudo, de buscas ativas no controle das epidemias por síndromes gripais. Nesse sentido, fizemos a primeira reunião, alinhamos e determinamos fluxos no nosso atendimento de modo que todo o sistema de saúde do Amazonas está preparado para fazer a assistência de pacientes que apresentarem sintomas”, disse.

O secretário municipal de Saúde de Manaus, Marcelo Magaldi, destacou a integração entre os órgãos para minimizar os impactos, caso o vírus chegue à população da cidade.

“Aqui, em Manaus, nós estamos procurando tomar todas as providências no sentido de minimizar os impactos, caso esse vírus chegue, e também minimizar os impactos em relação a outros vírus que causam a Síndrome Respiratória Grave. É importante dizer que não é um vírus tão agressivo, mas ele se espalha rápido”, disse.

A diretora da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), Rosemary Costa Pinto, destacou a importância do controle em locais de trânsito de pessoas, principalmente nos aeroportos internacionais Eduardo Gomes e em Letícia, na fronteira com Tabatinga, diante de casos suspeitos no Peru e Colômbia.

Segundo ela, já estão sendo feitas tratativas com as autoridades de vigilância e aeroportuárias desses países. No caso do Peru, a preocupação é com a movimentação pelos portos nas cidades de fronteira.

Na manhã dessa quinta-feira, Rosemary Costa Pinto e uma equipe da FVS-AM estiveram no Aeroporto Eduardo Gomes para alinhamento de protocolos com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e empresas aéreas para identificação e condução de pacientes com suspeita do vírus.

A unidade de referência para onde serão encaminhados os casos é o Hospital da Zona Norte Delphina Aziz. O Hospital também será referência para pacientes que forem atendidos nas unidades da rede de saúde e apresentarem algum sintoma. As transferências serão feitas via central de regulação do Sistema de Transferência e Emergências Reguladas, que interliga os hospitais.

O diretor técnico da FVS-AM, Cristiano Fernandes, disse que uma equipe está sendo preparada para ir a Tabatinga. A equipe será composta por profissionais da vigilância epidemiológica e do Laboratório Central (Lacen), que vão reunir com o Laboratório de Fronteira, além de um médico epidemiologista da FMT-HVD, para capacitar os profissionais de saúde.

“Considerando que os aeroportos, principalmente os internacionais, servem de entrada para passageiros em trânsito oriundos de países asiáticos, principalmente a China, temos que ter uma atenção maior para com esses locais”, disse Cristiano. Ele disse que os protocolos em aeroportos e portos já são definidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Leia Mais
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove + 15 =

Amazonas

Homem é espancado até a morte após roubo na zona leste de Manaus

Publicado

em

Um homem, morreu após não resistir aos ferimentos de uma agressão física, no bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus. Ele estaria furtando cabos junto com um comparsa, que segue internado em estado grave.

De acordo com a 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a guarnição recebeu uma denúncia na madrugada de terça-feira (26), de que populares estariam agredido dois jovens que estavam furtando os cabos de fibra óptica.

Ao chegarem no local, já encontraram os suspeitos muito machucados, por isso, os policiais acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que levaram a dupla para o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) João Lúcio.

Um deles, acabou não resistindo aos ferimentos e morreu na unidade hospitalar, onde o corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML), na manhã desta quarta-feira (27). O comparsa segue internado no João Lúcio.

O caso já foi registrado na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que aguarda a identificação da vítima para continuar as investigações sobre o caso.

 

Leia Mais

Amazonas

Agricultor é preso por abusar sexualmente de enteadas durante dez anos no Amazonas

Publicado

em

Segundo a polícia, o suspeito ficava observando as vítimas tomarem banho e tocava em suas partes íntimas, enquanto elas dormiam

Um agricultor de 31 anos foi preso, na manhã desta segunda-feira (25), por volta das 9h, em cumprimento de mandado de prisão preventiva pelos crimes de importunação sexual e estupro de vulnerável, em Santa Isabel do Rio Negro (a 630 quilômetros a noroeste de Manaus). As vítimas foram as duas enteadas do homem, que sofreram abusos durante dez anos.

De acordo com o delegado Aldiney Nogueira, as enteadas foram abusadas pelo próprio padrasto, entre os anos de 2010 e 2020. O suspeito ficava observando as vítimas tomarem banho e também tocava em suas partes íntimas, enquanto elas se preparavam para dormir.

“Em pelo menos duas ocasiões, ele tentou tirar a roupa das vítimas a força. Durante esse período todo, elas não se sentiram encorajadas a denunciar, uma vítima não sabia que a outra sofria os mesmos tipos de abusos e essa cadeia de abuso foi interrompida, porque uma das vítimas, que hoje tem uma filha de seis anos, ouviu dessa filha que ela também já estava sofrendo abusos sexuais semelhantes ao que ela sofreu”, explicou o delegado.

As duas irmãs foram até o Conselho Tutelar do município e relataram o que passaram durante dez anos, segundo a polícia, durante interrogatório, o suspeito confessou o crime. O agricultor foi preso e ficará na carceragem da 76ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP).

Fonte: D24am.

Leia Mais

Amazonas

Dupla é presa por tráfico de drogas na zona norte de Manaus

Publicado

em

Com a dupla foi apreendido diversas porções de entorpecentes, um simulacro de arma de fogo e um celular

Dois homens de 26 e 36 anos, foram presos na madrugada desta segunda-feira (25), por tráfico de drogas na rua 85, Comunidade Invasão dos Índios, bairro Cidade Nova, zona norte de Manaus.

De acordo com o primeiro-tenente, sub-comandante da 6ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), identificado como Félix, a guarnição recebeu uma denúncia, por volta de 5h10, informando que dois homens estariam comercializando entorpecentes na rua 85.

“Os policiais foram até o local mencionando na denúncia e lá encontraram os suspeitos. Um deles ainda tentou fugir, mas foi capturado e rendido pelos policiais da 6ª Cicom. Foi dada voz de prisão e vários materiais foram apreendidos com a dupla”, disse.

Os homens estavam em posse de 28 porções de maconha, 12 porções de oxi, três porções pequenas de maconha, duas pedras grandes de oxi, três porções de cocaína, R$130 em espécie, uma balança de precisão, um simulacro de arma de fogo e um celular.

A dupla e os materiais apreendidos foram apresentados no 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP), para os procedimentos cabíveis.

 

Leia Mais

Mais lidas