Connect with us

Política

Elisabeth Valeiko confirma que esteve na casa do filho acompanhada de Arthur no dia do crime, Saiba o andamento do caso!

Publicado

em

No fim da tarde da última terça-feira (22), a primeira-dama Elisabeth Valeiko esteve na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Cidade Nova, Zona Norte de Manaus, para prestar depoimento sobre a investigação na morte do engenheiro Flávio Rodrigues.

O corpo de Flávio foi encontrado com sinais de agressão e seis marcas de facadas: duas na barriga, duas nas costas e duas nas pernas, no dia 30 de setembro, em um terreno no Tarumã, na Zona Oeste da capital.

A polícia acredita que o assassinato ocorreu na noite anterior, no dia 29, após um desentendimento em uma festa particular feita na casa do enteado do Prefeito Arthur Neto (PSDB), Alejandro Valeiko, de 29 anos, a sua prisão foi decretada. No local, havia um consumo excessivo de drogas e álcool.

O depoimento de Elisabeth durou cerca de duas horas e em um dos trechos ela confirma que foi até a casa de Alejandro acompanhada de Arthur, “Não se recorda quando saiu do condomínio, porém, o fez na companhia de seu marido, Arthur”, informa o trecho.

Ponto crucial

Além disso, a primeira-dama descreveu os momentos em que esteve no local, reforçando que encontrou o filho com sangue no rosto e com a camisa manchada e notou algumas gotas de sangue na garagem e ainda explicou para a polícia que “para evitar que houvesse sangue espalhado pela casa” ordenou sua filha, Paola Molina Valeiko, a “limpar as manchas de sangue”.

A atitude prejudicou ainda mais o trabalho da perícia para descobrir se Flávio foi morto dentro da residência ou fora dela.

Internação repentina

A polícia também questionou Elisabeth sobre a internação em menos de 24 horas após o crime em uma clínica de dependentes químicos, no Rio de Janeiro. Alejandro foi acompanhado de dois funcionários da Prefeitura de Manaus.

De acordo com a primeira-dama, a internação foi dada sem tomar conhecimento da morte do engenheiro Flávio.

Versão contada

Ainda de acordo com Elisabeth, a justificativa da morte de Flávio se dá devido ao acerto de contas, pois a casa foi invadida por uma pessoa encapuzada cobrando uma dívida de tráfico, já que Alejandro é dependente químico, levando então Flávio à força. Vale ressaltar que a residência é localizada em um condomínio de luxo.

Segurança

Segundo a polícia, após o desentendimento na casa, Flávio saiu dela dentro do carro da Prefeitura conduzido pelo PM Elizeu da Paz. Elisabeth negou que tivesse ordenado que o policial fosse até a residência naquela noite.

De acordo com a primeira-dama, Elizeu era pago para ser responsável em mandar medicamentos e alimentos para Alejandro, porém, em seu depoimento o policial alegou que a sua função na Prefeitura de Manaus era “garantir a segurança de Alejandro”.

Prisões temporárias

Elizeu foi exonerado do cargo 16 dias após o ocorrido, atualmente está preso; Um amigo de Elizeu que aparece em um vídeo de circuito de segurança saindo do condomínio também está preso; Todas as pessoas que estavam na residência na noite do crime tiveram suas prisões temporárias decretadas, incluindo Alejandro Valeiko, considerado suspeito pela morte do engenheiro.

Leia Mais
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + vinte =

Amazonas

Prefeito de Iranduba da “piti” e destrata reportagem: Veja o vídeo

Publicado

em

Moradores do bairro Novo Amanhecer, relatam todas as dificuldades que os moradores vêm sofrendo a mais de 36 anos, muda o gestor do município e o problema continua o mesmo.

Os moradores da comunidade, cobram do prefeito Augusto Ferraz sua promessa de campanha que os problemas que assolam a comunidade iriam ser solucionados, o morador procurou os órgãos municipais para se embasar e cobrar uma solução de Ferraz.

Tubos para a realização de inicializar a infraestrutura de esgotamento das ruas, estão no local a mais de três gestões anteriores, um morador cedeu uma parte de seu terreno para que a referida obra venha a ser realizada, mais o pedido não foi atendido, cansados de tantas promessas os moradores procuraram a reportagem do CM7 com o intuito de obter uma resposta e um prazo para que a obra ao menos seja iniciada.

Existe um documento que comprova a solicitação de serviço, já na gestão de Ferraz, as imagens demostradas na reportagem, revelam que a falta de esgotamento e meio fio fazem com que as ruas venham a diminuir por estarem cedendo com as chuvas e com o trafego na via, acidentes já aconteceram no local, assim diz o morador.

Com o descaso com a população, até mesmo o Vasco time de futebol carioca está tendo mais credito que o prefeito de Iranduba. Após percorrer ruas do bairro, foi visto a necessidade clara de fazer a rede de esgoto, pontes e asfalto, pois nem todas as ruas possuem asfalto.

A equipe de reportagem de perto a realidade daquele bairro, e os outros que não visitaram? Como será que está? Com a intenção de ajudar aquelas famílias se dirigiram a prefeitura e acompanhar o morador que procura melhorias.

Chegando a prefeitura, onde o prefeito Augusto Ferraz despachava de seu gabinete, a equipe de jornalismo do CM7 foi recepcionada por um assessor de Ferraz, que propôs que a equipe voltasse um outro dia, o repórter disse que estavam lá aproveitado o ensejo, e verificar o que poderia ser feito para a comunidade, após aguardarem por mais de uma hora na recepção da prefeitura, o comunitário que estava sendo acompanhado pela reportagem adentrou o gabinete do prefeito, a equipe de reportagem tentou acompanhar a conversa e foram impedidos. O repórter diz que está acompanhando o comunitário o prefeito pergunta “Qual a bronca, a gente está acompanhando-o, Ferraz responde “Quero não” o repórter o questiona o prefeito o por que “Eu não quero… por que eu não quero” repórter volta a questionar do que o senhor está com medo, “Eu não tenho medo de ninguém, só tenho medo de DEUS” repórter insiste só uma palavrinha “Por Favor” disse Ferraz apontado para a saída, o repórter insiste com o questionamento sobre o prefeito ter ido as ruas e solicitar votos “um abraço… um abraço” diz o prefeito, é quando o prefeito puxa o documento e coloca na mesa de Ferraz e diz que procurou o secretário de infraestrutura e o mesmo disse que o prefeito não vai fazer nada por aquela comunidade. A reportagem insiste em pedir para acompanhar a conversa, o repórter insiste em dizer ao prefeito que o pedido inicial não havia sido na gestão atual, mas que a comunidade quer uma resposta sobre o fato, um prazo para que a solicitação de melhoria comece.

Com a intensão de intimidar a reportagem do CM7, a equipe do prefeito começa a filmar, o repórter insiste e pede dois minutos, uma palavrinha do prefeito. E sem sucesso a equipe sai do local sem uma entrevista curta com Ferraz. Mostrando o total desrespeito do prefeito não somente com a reportagem, mas com a população em geral.

A reportagem informou ao prefeito que retornará dia 30 para saber o que foi atendido e poderá ser feito pela população local. A reportagem foi “expulsa” do local sem uma resposta.

fonte: Laranjeira news

Leia Mais

Amazonas

Roberto Cidade cobra instalação de subestação de energia em Borba

Publicado

em

Amazonas – O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Roberto Cidade (PV), apresentou um Requerimento em forma de Indicação à Amazonas Energia a fim de que a concessionária faça a instalação de uma subestação de energia elétrica no distrito de Canumã, no município de Borba (distante 151 km de Manaus em linha reta).

O local atualmente é abastecido pelo linhão de Nova Olinda do Norte (135 km) e por conta da distância tem sofrido constantes apagões que demoram a ser solucionados.

De acordo com Roberto Cidade, os moradores do distrito de Canumã sofrem o problema diariamente, resultando na queima de eletrodomésticos e impactando também no comércio local.

“O distrito de Canumã tem 11 mil moradores e essas pessoas sofrem diariamente com a falta de energia elétrica. Por isso, se faz necessário o esforço da empresa na construção de uma subestação de energia elétrica no distrito. Isso certamente resultará em uma melhor prestação de serviços, bem como numa economia para todos”, afirmou.

FONTE: CM7

Leia Mais

Amazonas

Vulgo ‘Venezuelano’ é executado com tiros na cabeça no Centro de Manaus; cenas fortíssimas

Publicado

em

 

Manaus (AM) – Na tarde desta segunda-feira (12), por volta das 14h15, um homem apenas identificado como vulgo ‘Venezuelano’ foi brutalmente assassinado na Rua Tamandaré, no bairro Centro, zona centro-sul de Manaus.

Informações preliminares da Polícia Militar do Amazonas (PM/AM), dão conta de que o homem estava marcado para morrer, pois era acostumado a realizar assaltos na região da Praça Dom Pedro e Matriz.

Ainda de acordo com informações, ‘Venezuelano’ estava caminhando na rua dos bares quando foi alvejado por outro criminoso. Ele ainda tentou correr para se salvar dos tiros, mas foi alvejado e morreu.

O assassino correu e conseguir fugir do local. Os policiais militares da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) estiveram presentes na ocorrência e isolaram toda a cena do crime para que o Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) pudesse coletar provas do homicídio, que deve ser investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado e removeu o corpo homem do local. Até o fechamento desta matéria não houve informações sobre o retrato falado do assassino.

FONTE: CM7

Leia Mais

Mais lidas