Connect with us

Polícia

Estudante é sequestrada em frente de escola, dopada e levada para motel; motorista de app foi preso, diz polícia

Publicado

em

Com suspeita de estupro, jovem passou por exames e polícia aguarda resultados. Com motorista foi encontrado frasco com substância usada, supostamente, para dopar vítimas.

Uma estudante de 18 anos foi sequestrada na noite desta quinta-feira (12) em frente a uma escola na Zona Leste de Manaus. Segundo a polícia, um motorista de aplicativo, de 49 anos, foi preso suspeito de dopar e ter levado a vítima para um motel. Com a suspeita de estupro, a jovem passou por exames de corpo de delito e a polícia aguarda resultados.

Ao G1, o supervisor de área da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), tenente Eduardo Pinheiro, contou que, por volta das 20h, uma equipe policial trafegava pela Avenida Brigadeiro Hilário Gurjão quando foi abordada por motociclistas, que testemunharam o sequestro.

Logo em seguida, o veículo foi avistado na Avenida Itaúba. Houve perseguição pelas ruas do Jorge Teixeira, o motorista insistiu em não parar.

“Em um determinado momento, conseguiram interceptar o veículo e, no interior do carro, foi encontrado um homem e uma mulher. Essa moça contou que foi forçada a entrar dentro do carro e que esse homem havia a levado para um motel. No local, ele tinha obrigado a moça a tomar um líquido de cor rosa em um frasco que estava dentro do veículo”, disse.

Ainda segundo a polícia, a vítima contou que, antes de ser dopada, o suspeito chegou a aliciá-la e passar as mãos em suas partes íntimas. Em seguida, não soube mais o que aconteceu.

O suspeito foi preso em flagrante e deve responder por sequestro e cárcere privado. Se confirmado o exame de corpo de delito, o homem vai responder por estupro.

No celular do suspeito foram encontradas “selfies” que o homem fazia com diferentes mulheres na mesma situação. O caso será investigado para saber se houve mais vítimas do homem

Amazonas

Trio é preso após invadir e roubar casa na zona norte de Manaus

Publicado

em

A dona da residência ainda não foi localizada e o material recuperado foi apresentado no 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP)

Dois homens e uma mulher foram presos em flagrante por roubarem uma casa, na madrugada desta sexta-feira (22), na rua 12, quadra 34, da comunidade Oswaldo Frota, bairro Cidade Nova, zona norte de Manaus.

De acordo com policiais da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), vizinhos viram quando um quarteto chegou na frente da casa, em um carro modelo Palio e entraram na casa durante a madrugada.

Eles fizeram a denuncia e os policiais militares foram até o local. Com a aproximação da polícia um deles fugiu e deixou os três comparsas para trás. Os dois homens e a mulher, tentaram fugir por uma área de mata, mas os policiais continuaram os perseguindo.

O trio então resolveu voltar para a residência onde se trancaram, tentando despistar os policiais militares, mas sem sucesso. Na área de mata, foram encontrados os pertences da casa furtados na área de mata, como ar-condicionado, televisores e outros eletrodomésticos.

Ainda segundo a 15ª Cicom, um dos suspeitos disse que conhecia a dona da casa e sabia que a residência estaria vazia, foi quando combinou o crime. O trio já tinha passagem por diversos crimes, como roubo, furto e tráfico de drogas.

Vizinhos também alertaram os policiais militares que o veículo, tinha sido abandonado na rua Panamá, bairro Nova Cidade, próximo do local e que o grupo, já estava passando pelas redondezas havia alguns dias.

A dona da residência ainda não foi localizada e o material recuperado foi apresentado no 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde o caso foi registrado.

 

Leia Mais

Amazonas

Homem é preso após usar fotos de crianças doentes para pedir dinheiro na internet

Publicado

em

Sem permissão de mães, o suspeito alegava em postagens nas redes sociais que iria comprar medicamentos para as crianças

Um homem identificado como Breno Lira, mais conhecido como bispo Rafael, 28, foi preso suspeito de usar fotos de crianças doentes para pedir dinheiro e supostamente comprar medicamentos. O homem foi preso na tarde desta quarta-feira (20) por equipes do 5º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Breno pedia dinheiro em suas redes sociais, usando as imagens das crianças e dizia que iria comprar os medicamentos que elas precisavam. Além de não autorizar o uso das imagens das crianças, as mães não o conheciam e formalizaram a denúncia.

Algumas mães estiveram na sede do 5º DIP par acompanhar as diligências da equipe policial e relataram que o homem agiu de má fé. Breno ficará à disposição da Justiça e deve responder pelo crime de estelionato.

Fonte: D24am.

 

Leia Mais

Amazonas

Polícia Civil prende segundo envolvido na morte de capitão da PM

Publicado

em

“Maicon”, foi preso nesta quinta-feira(14) em cumprimento a mandado de prisão temporária

Hitalo Guimarães de Souza, 18, vulgo “Maicon”, foi preso nesta quinta-feira(14) em cumprimento a mandado de prisão temporária. O suspeito é apontado como envolvido no latrocínio do capitão da Polícia Militar, Deivide de Souza Chaves, ocorrido na última terça-feira (12), na zona leste de Manaus.

De acordo com a polícia, Hitalo, quando adolescente, teve passagens por roubo e tráfico de drogas.

Na quarta-feira, o primeiro envolvido no crime foi preso por policiais militares da Força Tática. Ele foi levado para a Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), onde prestou depoimento.

Conforme o delegado Aldeney Góes, titular da Derfd, a partir das informações prestadas pelo homem, os policiais civis, em uma ação coordenada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), foram ao conjunto Castanheiras, zona leste, onde prenderam Hitalo.

“José apontou o Hitalo como um dos homens que estava no carro durante o crime que vitimou o capitão. O suspeito é conhecido pela alcunha de Maicon. Nós fizemos uma acareação dos dois suspeitos e foi comprovado o envolvimento do Hitalo, mas ele nega o envolvimento”, explicou o delegado.

O suspeito foi autuado pelo crime de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, e vai ser encaminhado para uma unidade prisional.

Ainda segundo o delegado, o autor dos disparos contra a vítima, identificado como Gabriel Coelho do Amaral, conhecido como “Macaco”, está foragido e um mandado de prisão temporária já foi expedido em nome dele.

Leia Mais

Mais lidas