Connect with us

Amazonas

Família de menino que morreu afogado no interior do AM denuncia demora para liberação de corpo

Publicado

em

Corpo foi encontrado pelos próprios familiares, após três dias desaparecido, por conta de falta de bombeiros mergulhadores. Família denuncia que IML requer exame de DNA para comprovar identidade. Resultado deve sair em três meses.

A família do pequeno João Gabriel, de 12 anos, que teve o corpo encontrado por familiares nessa sexta-feira (2), no Careiro da Várzea, distante 25 Km de Manaus, denunciou a demora para a liberação do corpo por parte do Instituto Médico Legal (IML). Segundo eles, os legistas informaram que precisam fazer de um exame de DNA para liberar o corpo da criança, mas o resultado deve sair em três meses.

O menino estava em uma embarcação quando um deslizamento de um barranco às margens do Rio Solimões virou a canoa em que ele estava com familiares e amigos, na quarta-feira (30). A maior parte das buscas pelo corpo foi realizada pelos próprios familiares, por conta de falta de bombeiros mergulhadores disponíveis.

 O tio de João Gabriel, Darlen Pucu, informou que os pais da criança foram surpreendidos com a informação do IML de que, antes de liberarem o corpo, seria necessário fazer o exame de DNA para comprovar a identidade da criança.

“A minha irmã foi no IML e ao chegar lá o legista falou que não poderia liberar o corpo assim, sendo que nós já reconhecemos ele. Fomos nós que o encontramos, ele estava com a mesma roupa do dia do acidente e não tem justificativa, porque ele foi o único que não voltou à superfície depois do deslizamento. Se outras pessoas tivessem desaparecido, justificava. Mas isso não aconteceu”, desabafou.

De acordo com Darlen, parte do rosto do menino foi comido por peixes. No entanto, mesmo com a dificuldade para reconhecer, a família não tem dúvidas de que o corpo encontrado é de João.

A demora aumenta o sofrimento da família, que deseja fazer um enterro digno para a criança o quanto antes.

“Não basta o sofrimento da família, ainda tem isso? Queremos dar um enterro digno, fazer uma última homenagem, mas não estão nos dando essa oportunidade, esse direito que é nosso. O corpo dele foi mordido por peixes, nós vimos, afinal, fomos nós que o encontramos. Até nisso tivemos dificuldade. Não tivemos ajuda de bombeiros, de ninguém. E agora mais isso?”, questionou.

Por meio de nota, o Instituto Médico Legal (IML) informou que a liberação de um corpo exige cuidados necessários e o processo está ocorrendo dentro do período previsto. “Vale destacar que a liberação de um corpo sem identificação, ao contrário de um adulto, requer cuidados ainda maiores”, disse.

Conforme o instituto, a direção orienta que os familiares compareçam ao IML a partir de segunda-feira (5) com registros fotográficos do adolescente. Também se for possível apresentar um odontograma, que é obtido em qualquer clínica odontológica em que ele tenha feito algum tratamento, o processo será ainda mais célere, com possibilidade de liberação no mesmo dia.

Amazonas

Protocolo contra a Covid-19 desenvolvido pelo Grupo Samel é utilizado com sucesso no Paraguai; veja vídeo

Publicado

em

O presidente do grupo Samel, Luis Alberto Nicolau, vem informar que os estudos do uso da proxalutamida, para tratamento de pacientes acometidos pela Covid-19, se estenderam e colaboramos com o Hospital Barrio Obreiro, em Assunção, capital do Paraguai, no último mês, ao realizar o teste com fármaco em 25 pacientes, muitos em estado grave.

A nossa expectativa com o uso do medicamento foi bastante satisfatória frente aos resultados positivos que já obtemos não só aqui em Manaus, mas também no Paraguai e no mundo. O uso emergencial do fármaco já está em demais continentes, como a África e na região da Índia, que já se preparam para os testes com a droga.

Temos a certeza que este é um método ideal para o tratamento da Covid para, assim, termos mais vidas salvas. Nosso compromisso com a saúde, a ciência e a vida se fortalece a cada avanço que damos neste intenso combate!

Veja vídeo:

Fonte: Portal CM7

Leia Mais

Amazonas

Mais 221 e 5 mortes por Covid-19, são registradas no Amazonas

Publicado

em

Amazonas – O estado registrou mais cinco mortes por Covid -19, neste domingo (4), sendo duas ocorridas nas últimas 24 horas e três registradas em dias anteriores, porém confirmadas agora. O total de vidas perdidas para essa doença desde o início da pandemia subiu para 13.342 no estado.

Foram confirmados 221 novos casos da doença, o que totaliza 404.045 registros no estado, segundo o boletim da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM).

Entre os casos confirmados de Covid-19 no Amazonas, há 383 pacientes internados em Manaus, sendo 197 em leitos clínicos (34 na rede privada e 163 na rede pública), 185 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) (36 na rede privada e 149 na rede pública) e um em sala vermelha na rede pública.

Há, ainda, outros 35 pacientes internados considerados suspeitos e que aguardam a confirmação do diagnóstico. Desses, 29 estão em leitos clínicos (sete na rede privada e 22 na rede pública) e seis estão em UTI na rede pública.

No boletim consta, também, que há outros 45 pacientes internados com Covid-19 na rede pública de saúde do interior do estado, conforme informado pela Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM). São três em Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) e 42 em leitos clínicos.

Dos 404.045 casos confirmados no Amazonas até este domingo, 188.364 são de Manaus (46,62%) e 215.681 do interior do Estado (53,38%).

Entre as vítimas em Manaus, há o registro de 9.177 óbitos confirmados em decorrência de Covid-19. Todos os municípios têm óbitos confirmados, totalizando 4.165 no interior.

O boletim diário é construído com as informações disponibilizadas diariamente pelas prefeituras municipais, todos os dias da semana, incluindo fins de semana e feriados. Ao todo, cinco municípios não atualizaram o sistema de informação para consolidação dos dados do boletim. São eles: Amaturá, Apuí, Atalaia do Norte, Silves e Tapauá.

Leia Mais

Amazonas

Assaltantes armados perseguem trabalhador no bairro do Alvorada

Publicado

em

Onda de assaltos preocupam moradores de Manaus. Um vídeo enviado para o Portal Cm7 mostra um jovem sendo perseguido por homem armado no bairro do Alvorada I, zona Centro-Oeste da capital.

Os assaltantes estavam em uma motocicleta XRE 300 e pararam na frente de uma residência, supostamente para realizar furtos, mas é neste momento que o trabalhador passa com uma mochila nas costas pelos criminosos e começa ser perseguido por um dos homens. A vítima corre e os dois ladrões seguem a sua procura.

Não há informações sobre a vítima ou os criminosos.

Leia Mais

Mais lidas