Connect with us

Política

Governador anuncia início da contratação direta de técnicos de enfermagem

Publicado

em

Manaus – O governador do Amazonas, Wilson Lima, anunciou hoje que, a partir de quarta-feira (08/01), que o Governo vai contratara diretamente os técnicos de enfermagem que atuam na rede estadual de saúde. São aproximadamente 3 mil profissionais, que atualmente prestam serviço por intermédio de empresas e que passarão a fazer parte do quadro de pessoal do Estado como funcionários temporários. Entre os ganhos da medida, economia para o Estado; maior salário aos profissionais, com recebimento em dia; e a prestação de um melhor serviço à população.

“O que a gente está fazendo é um trabalho de resgate social, de reconhecimento a esses servidores. Nós vamos contratar aqueles que estão em serviço, aqueles que hoje atuam para o Governo do Estado. O plantão hoje pago por essas empresas é de R$ 107,00. O plantão que será pago pelo Governo do Estado será de R$ 132,40. Nós vamos ter uma redução de 30% com o gasto desse pessoal e o servidor público ainda vai receber um plantão acima daquilo que ele recebia das empresas”, frisou Wilson Lima.

Com a rescisão dos contratos com as empresas, os trabalhadores serão imediatamente incorporados pela administração estadual. Força-tarefa envolvendo técnicos da Empresa de Processamento de Dados (Prodam) e das secretarias de Saúde (Susam) e de Administração (Sead) se dedicará à contratação.

O cadastro e contratação dos trabalhadores ocorrerão no Centro de Convenções Vasco Vasques, localizado na avenida Constantino Nery, do lado da Arena da Amazônia. O atendimento será entre os dias 08 e 11 e 13 e 17 de janeiro de 2020, das 8h às 17h.

Com a documentação completa, incluindo a comprovação de atuação na rede, que pode ser feita com a carteira de trabalho, o técnico já fará o próximo plantão com a matrícula expedida pela Sead. Em qualquer outro tipo de situação, processo administrativo é instaurado e o caso analisado para que o trabalhador da rede não seja prejudicado.

”Estamos iniciando o processo de reordenamento do quadro de pessoal, que também passa pelo recadastramento dos servidores. Com a contratação direta dos técnicos de enfermagem, garantimos o pagamento dos salários em dia, além de um melhor atendimento à população”, destacou o vice-governador e secretário chefe da Casa Civil, Carlos Almeida. Nos últimos meses, o atraso no pagamento dos técnicos de enfermagem por parte das empresas resultou em paralisação parcial de alguns serviços e falta em massa de terceirizados em algumas unidades de saúde.

Serão absolvidos os trabalhadores que já estão atuando na rede, uma decisão que atende princípios como o da continuidade do serviço público e mesmo de justiça, com quem já está atuando nos hospitais e prontos-socorros, destaca o vice-governador. Carlos Almeida relembra que a forma de contratação foi discutida com órgãos de controle, como os Ministérios Públicos do Trabalho (MPT) e de Contas (MPC), Defensoria Pública, com acompanhamento da Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Contrato padrão – Pelo contrato que assinarão com a Susam, os técnicos de enfermagem cumprirão 13 plantões por mês, recebendo ao final de cada mês de acordo com o calendário de pagamento do Estado. O contrato é embasado na Lei nº 2.607/2000, que dispõe “sobre a contratação de pessoal por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público”, nos termos das constituições federal e estadual.

O Estado pagará R$ 132,40 por plantão ao técnico de enfermagem. Atualmente, o valor por plantão pago pelo Governo às empresas, que operam como intermediárias do serviço de recursos humanos, está entre R$ 166 e R$ 190. Já o valor médio que as empresas pagam aos trabalhadores é de R$ 107, para enfermeiro diurno, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimento de Serviço de Saúde do Amazonas (Sindipriv). Há casos de empresas que pagam até menos de R$ 100 por plantão para o trabalhador.

Quando foi implantado, em 1990, o Sistema Único de Saúde (SUS) previa a terceirização de serviços de forma complementar. Mas o que os governos passados implementaram no Amazonas foi a contratação generalizada, em muitos casos sem contrato, com pagamentos indenizatórios. Nesse tipo de relação, a fiscalização e a comprovação da prestação do serviço é muito mais precária.

Quando o atual Governo assumiu a gestão estadual, aponta o secretário de Saúde, Rodrigo Tobias, a Susam mantinha cerca de 1.500 contratos, para fornecimento de produtos, serviços, recursos humanos. Parte considerável era feita de forma indenizatória às empresas, uma prática condenada pelos órgãos de controle, mas que se tornou corriqueira nos últimos governos.

Mudança gradual – A rede estadual de Saúde tem 21 mil servidores estatutários. Os terceirizados chegam a cerca de 5,2 mil, que executam os plantões contratados pelo Estado das empresas. Desses, aproximadamente 3 mil são técnicos de enfermagem. Os outros 2,2 mil estão divididos entre maqueiros, agentes de portaria, vigilantes, entre outros.

O Governo organizou o fluxo de rescisão e contratação temporária para que os trabalhadores não fiquem sem receber no mês da mudança. Para tanto, explica a secretária de Administração, Inês Carolina Simonetti, o processo se dará antes do fechamento da folha de pagamento do Estado. Caso haja algum imprevisto, os técnicos de enfermagem poderão receber em folha especial.

Todo processo está sendo divulgado nas unidades de saúde, além do passo a passo constar no site da Susam: www.saúde.am.gov.br. Os técnicos de enfermagem também são orientados a imprimir os formulários exigidos no site e levá-los ao Vasco Vasques preenchidos, juntamente com a documentação exigida, em um dos dias destinados à contratação, de 8 a 17 deste mês. E para efetivar o processo, o trabalhador não deve estar de plantão, determinação do Governo que deve ser gerenciada pelos diretores das unidades de saúde.

Fotos: Portal CM7

Leia Mais
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 − seis =

Amazonas

Prefeito de Iranduba da “piti” e destrata reportagem: Veja o vídeo

Publicado

em

Moradores do bairro Novo Amanhecer, relatam todas as dificuldades que os moradores vêm sofrendo a mais de 36 anos, muda o gestor do município e o problema continua o mesmo.

Os moradores da comunidade, cobram do prefeito Augusto Ferraz sua promessa de campanha que os problemas que assolam a comunidade iriam ser solucionados, o morador procurou os órgãos municipais para se embasar e cobrar uma solução de Ferraz.

Tubos para a realização de inicializar a infraestrutura de esgotamento das ruas, estão no local a mais de três gestões anteriores, um morador cedeu uma parte de seu terreno para que a referida obra venha a ser realizada, mais o pedido não foi atendido, cansados de tantas promessas os moradores procuraram a reportagem do CM7 com o intuito de obter uma resposta e um prazo para que a obra ao menos seja iniciada.

Existe um documento que comprova a solicitação de serviço, já na gestão de Ferraz, as imagens demostradas na reportagem, revelam que a falta de esgotamento e meio fio fazem com que as ruas venham a diminuir por estarem cedendo com as chuvas e com o trafego na via, acidentes já aconteceram no local, assim diz o morador.

Com o descaso com a população, até mesmo o Vasco time de futebol carioca está tendo mais credito que o prefeito de Iranduba. Após percorrer ruas do bairro, foi visto a necessidade clara de fazer a rede de esgoto, pontes e asfalto, pois nem todas as ruas possuem asfalto.

A equipe de reportagem de perto a realidade daquele bairro, e os outros que não visitaram? Como será que está? Com a intenção de ajudar aquelas famílias se dirigiram a prefeitura e acompanhar o morador que procura melhorias.

Chegando a prefeitura, onde o prefeito Augusto Ferraz despachava de seu gabinete, a equipe de jornalismo do CM7 foi recepcionada por um assessor de Ferraz, que propôs que a equipe voltasse um outro dia, o repórter disse que estavam lá aproveitado o ensejo, e verificar o que poderia ser feito para a comunidade, após aguardarem por mais de uma hora na recepção da prefeitura, o comunitário que estava sendo acompanhado pela reportagem adentrou o gabinete do prefeito, a equipe de reportagem tentou acompanhar a conversa e foram impedidos. O repórter diz que está acompanhando o comunitário o prefeito pergunta “Qual a bronca, a gente está acompanhando-o, Ferraz responde “Quero não” o repórter o questiona o prefeito o por que “Eu não quero… por que eu não quero” repórter volta a questionar do que o senhor está com medo, “Eu não tenho medo de ninguém, só tenho medo de DEUS” repórter insiste só uma palavrinha “Por Favor” disse Ferraz apontado para a saída, o repórter insiste com o questionamento sobre o prefeito ter ido as ruas e solicitar votos “um abraço… um abraço” diz o prefeito, é quando o prefeito puxa o documento e coloca na mesa de Ferraz e diz que procurou o secretário de infraestrutura e o mesmo disse que o prefeito não vai fazer nada por aquela comunidade. A reportagem insiste em pedir para acompanhar a conversa, o repórter insiste em dizer ao prefeito que o pedido inicial não havia sido na gestão atual, mas que a comunidade quer uma resposta sobre o fato, um prazo para que a solicitação de melhoria comece.

Com a intensão de intimidar a reportagem do CM7, a equipe do prefeito começa a filmar, o repórter insiste e pede dois minutos, uma palavrinha do prefeito. E sem sucesso a equipe sai do local sem uma entrevista curta com Ferraz. Mostrando o total desrespeito do prefeito não somente com a reportagem, mas com a população em geral.

A reportagem informou ao prefeito que retornará dia 30 para saber o que foi atendido e poderá ser feito pela população local. A reportagem foi “expulsa” do local sem uma resposta.

fonte: Laranjeira news

Leia Mais

Amazonas

Roberto Cidade cobra instalação de subestação de energia em Borba

Publicado

em

Amazonas – O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Roberto Cidade (PV), apresentou um Requerimento em forma de Indicação à Amazonas Energia a fim de que a concessionária faça a instalação de uma subestação de energia elétrica no distrito de Canumã, no município de Borba (distante 151 km de Manaus em linha reta).

O local atualmente é abastecido pelo linhão de Nova Olinda do Norte (135 km) e por conta da distância tem sofrido constantes apagões que demoram a ser solucionados.

De acordo com Roberto Cidade, os moradores do distrito de Canumã sofrem o problema diariamente, resultando na queima de eletrodomésticos e impactando também no comércio local.

“O distrito de Canumã tem 11 mil moradores e essas pessoas sofrem diariamente com a falta de energia elétrica. Por isso, se faz necessário o esforço da empresa na construção de uma subestação de energia elétrica no distrito. Isso certamente resultará em uma melhor prestação de serviços, bem como numa economia para todos”, afirmou.

FONTE: CM7

Leia Mais

Amazonas

Vulgo ‘Venezuelano’ é executado com tiros na cabeça no Centro de Manaus; cenas fortíssimas

Publicado

em

 

Manaus (AM) – Na tarde desta segunda-feira (12), por volta das 14h15, um homem apenas identificado como vulgo ‘Venezuelano’ foi brutalmente assassinado na Rua Tamandaré, no bairro Centro, zona centro-sul de Manaus.

Informações preliminares da Polícia Militar do Amazonas (PM/AM), dão conta de que o homem estava marcado para morrer, pois era acostumado a realizar assaltos na região da Praça Dom Pedro e Matriz.

Ainda de acordo com informações, ‘Venezuelano’ estava caminhando na rua dos bares quando foi alvejado por outro criminoso. Ele ainda tentou correr para se salvar dos tiros, mas foi alvejado e morreu.

O assassino correu e conseguir fugir do local. Os policiais militares da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) estiveram presentes na ocorrência e isolaram toda a cena do crime para que o Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) pudesse coletar provas do homicídio, que deve ser investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado e removeu o corpo homem do local. Até o fechamento desta matéria não houve informações sobre o retrato falado do assassino.

FONTE: CM7

Leia Mais

Mais lidas