" >Homem desejou a sua ex companheira “muitos anos de vida” no aniversário dela e a matou dias depois – Acorda manaus
Connect with us

Polícia

Homem desejou a sua ex companheira “muitos anos de vida” no aniversário dela e a matou dias depois

Published

on

A sapateira Guislene Avelar, 39, morou com o namorado por 13 anos, em Franca (SP). Nunca sofreu violência doméstica ou percebeu qualquer sinal de que Fabrício Fabiano Mathias, 38, pudesse machucá-la. Mas, três meses após sair de casa, no dia 21 de outubro, ela foi esfaqueada no pescoço e morta pelo ex, que não aceitou a separação. Fabrício foi encontrado morto no dia seguinte. Na conversa com a reportagem de Universa, o irmão da vítima, o pedreiro Gilberto Ferreira, 37, chega a elogiar o ex-cunhado, com quem trabalhou por três anos. Diz, por exemplo, que Fabrício era um homem bom, tranquilo e trabalhador —ele estava atuando como pintor numa escola. Até que lembra detalhes do crime

“Nunca pensamos que ele pudesse fazer isso. Não havia indícios. Não vem escrito na testa quem vai cometer algo assim”, ele afirma. Guislene estava hospedada na casa do irmão e nada falou sobre ter sofrido qualquer tipo de agressão. Pelo contrário. Ela até pensou em reatar o relacionamento, não fosse a ameaça que sofrera do ex, conforme conta Gilberto: Um mês antes de tudo acontecer, o Fabrício veio aqui na porta tentar reatar o casamento e ela disse que não queria nada mais. Os dois discutiram e ele disse que mataria ela e quem estivesse com ela. Eu vi tudo. Neste dia, minha irmã correu atrás de uma medida protetiva e conseguiu em menos de uma semana. Ele tinha que manter uma distâncoa de 100 metros dela.

Após conseguir a medida protetiva, Guislene seguiu sua vida normalmente. Dois dias antes de morrer, comemorou o aniversário. Ela passou o dia 19 de outubro com a mãe, os três irmãos, a sobrinha de seis anos e seu filho, de 21. No dia anterior, recebeu no trabalho uma cesta de café da manhã enviada pelo ex. Nela, um bilhete em que desejava “muitos anos de vida” e que ela fosse “livrada de todo mal lançado contra ela”. Como era a primeira vez em 13 anos que passava o aniversário solteira, comentou que, apesar de tudo, estava sentindo falta de Fabrício.

“Ela falou que se não fosse a ameaça, teria reatado, mas ficou com medo”, lembra Gilberto.

O dia do crime

Na manhã de 21 de outubro, por volta das 6h, Guislene saía com o carro do irmão para o trabalho quando foi abordada pelo ex, que estava de moto. Fabrício a teria rendido com uma faca, entrado no carro e ferido a ex no pescoço. Guislene chegou a sair do carro para pedir ajuda, enquanto ele fugia. Uma mulher que passava pelo local tentou socorrê-la, mas ela não resistiu. No dia seguinte, Fabrício foi encontrado na casa onde os dois viveram. “Ele se matou”, confirma Gilberto. O filho de Guislene agora mora com o tio. Gilberto tem ainda uma filha de quatro anos. “Parece que virou moda matar mulher. Todo pai deveria ensinar ao filho, desde cedo, a saber perder, porque quem faz isso não sabe ouvir ‘não’ diz.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Manaus

Motorista de aplicativo se joga de carro e foge de assaltantes após sequestro relâmpago; três são presos em Manaus

Published

on

Caso aconteceu no início da madrugada desta terça-feira (1°).

Um motorista de aplicativo, de 29 anos, foi vítima de roubo e sequestro relâmpago no início da madrugada desta terça-feira (1°), em Manaus. De acordo com a polícia, três homens foram presos suspeitos de participação no crime.

De acordo com a Polícia Militar, o caso teve início por volta de 0h30 na Avenida Tenente Roxana Bonates, conhecida como avenida Igarapé do Passarinho, no bairro Novo Israel, após o motorista iniciar uma corrida.

Durante a corrida, os suspeitos anunciaram o assalto utilizando uma escopeta calibre 12, de fabricação caseira.

Ainda de acordo com a polícia, os assaltantes tentaram colocar o motorista dentro do porta-malas, mas nesse momento, o homem se jogou e conseguiu fugir.

Motorista de aplicativo se joga de carro e foge de assaltantes após sequestro relâmpago; três são presos em Manaus — Foto: Polícia Militar/Divulgação

O motorista de aplicativo pediu socorro de policiais militares, e os suspeitos fugiram em direção ao bairro Santa Etelvina.

A Polícia Militar informou que rastreou o veículo da vítima por meio do celular do motorista que ficou dentro do carro.

A localização foi identificada na Rua das Laranjeiras, no bairro Monte das Oliveiras, próximo a um shopping. Dois homens de 30 e 18 anos foram detidos dentro do veículo.

Segundo a polícia, os homens jogaram a chave e o celular da vítima em uma área de mato. Os objetos foram encontrados horas depois.

Depois de ser preso, um dos suspeitos informou que um terceiro envolvido, de 20 anos, estava com a arma usada no crime. Ele foi deixado na Rua Achuarana, no Monte das Oliveiras. A polícia foi até o local e avistou o homem, que tentou correr ao perceber a chegada dos policiais. Ele jogou a arma utilizada no crime.

O trio foi preso em flagrante. Alguns motoristas de aplicativo tentaram agredir os suspeitos no momento da prisão.

Continue Reading

Manaus

Homem é preso com drogas e arma caseira em Manaus

Published

on

Ele tentou fugir ao avistar equipe policial. Material apreendido estava em uma sacola.

Um homem foi preso com drogas e uma arma de fabricação caseira, na madrugada deste sábado (28), no bairro Terra Nova 2, em Manaus.

O homem foi abordado quando tentou fugir ao perceber a aproximação de uma equipe que fazia patrulhamento na região. Ele carregava uma sacola em que estava a arma, um celular, trouxas de maconha, cocaína e oxi.

O suspeito e o material foram encaminhados ao 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP)

Continue Reading

Manaus

Homem é preso suspeito de se passar por policial civil em Manaus

Published

on

Carro adulterado, pistola, farda policial e documento de identificação falso foram apreendidos com suspeito.

Um homem de 31 anos foi preso suspeito de se passar por policial civil, na Zona Centro-Oeste de Manaus, na tarde desta terça-feira (31).

Com ele foram apreendidos um documento de identificação falsificado, uma pistola, uma farda policial, além de um carro com sirene e rádio, ou seja, uma viatura falsa, segundo a polícia.

Ele foi preso ao sair de uma academia, após a polícia receber uma denúncia anônima. A polícia informou que ainda não é possível afirmar se o homem se passava por policial para cometer algum tipo de crime, mas disse que investiga o caso.

Segundo o delegado titular do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Denis Pinho, uma investigação mais ampla já foi aberta para apurar as circunstâncias e a motivação do crime.

“Vamos continuar as investigações sobre o caso para saber quais as intenções dele ao usar uniformes de instituições policiais. Não dá para afirmar se ele estava se passando por policial para cometer crimes ou se tinha alguma paixão platônica pela polícia civil”, disse.

O suspeito vai responder pelos crime de falsa identidade e contravenção penal, por utilizar uniformes de instituições policiais. A pena para este tipo de crime pode chegar a até dois anos de prisão.

Continue Reading

Mais lidas