Connect with us

Polícia

Homem é preso com 7 mil pinos de cocaína e porções de maconha dentro de apartamento; local funcionava como laboratório de drogas, diz polícia

Publicado

em

Entorpecentes foram encontrados na casa do suspeito — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM

Suspeito foi preso dentro do local, no bairro Novo Aleixo, em Manaus.

Um homem de 27 anos foi preso na tarde desta quinta-feira (5) durante uma ação do Departamento de Investigação Sobre Narcóticos (Denarc). Segundo a polícia, o jovem foi preso dentro do próprio apartamento com sete mil pinos de cocaína, além tabletes e sacos de maconha. A polícia disse que o local funcionava como laboratório de drogas.

A diretora-adjunta do Dernac, delegada Tamara Albano, falou sobre a ação na manhã desta sexta-feira (6) durante uma coletiva de imprensa. Ela disse que, primeiramente, a equipe recebeu informações sobre um apartamento no bairro Novo Aleixo, na Zona Norte da capital, que funcionava como um laboratório de drogas.

O trabalho de investigação durou cerca de duas semanas até a polícia identificar o local e o suspeito. “Durante o período investigativo, fizemos a identificação visual do alvo, foi feita toda uma cronologia da sua rotina e, ontem, por volta das 17h, verificaram que seria o melhor momento para abordá-lo”, disse.

Ainda de acordo com a delegada, durante a prisão, o suspeito não apresentou nenhum tipo de resistência. Para a polícia, o homem confessou que o apartamento dele funcionava como um laboratório de drogas.

Além dos sete mil pinos de cocaína, a polícia encontrou três tabletes de maconha e sacos grandes com a mesma droga, além de material para preparo dos entorpecentes que seriam comercializados na capital.

Autuado em flagrante por tráfico de drogas, o suspeito será levado para audiência de custódia no Fórum de Manaus.

Leia Mais
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 − um =

Amazonas

Polícia Civil prende segundo envolvido na morte de capitão da PM

Publicado

em

“Maicon”, foi preso nesta quinta-feira(14) em cumprimento a mandado de prisão temporária

Hitalo Guimarães de Souza, 18, vulgo “Maicon”, foi preso nesta quinta-feira(14) em cumprimento a mandado de prisão temporária. O suspeito é apontado como envolvido no latrocínio do capitão da Polícia Militar, Deivide de Souza Chaves, ocorrido na última terça-feira (12), na zona leste de Manaus.

De acordo com a polícia, Hitalo, quando adolescente, teve passagens por roubo e tráfico de drogas.

Na quarta-feira, o primeiro envolvido no crime foi preso por policiais militares da Força Tática. Ele foi levado para a Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), onde prestou depoimento.

Conforme o delegado Aldeney Góes, titular da Derfd, a partir das informações prestadas pelo homem, os policiais civis, em uma ação coordenada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), foram ao conjunto Castanheiras, zona leste, onde prenderam Hitalo.

“José apontou o Hitalo como um dos homens que estava no carro durante o crime que vitimou o capitão. O suspeito é conhecido pela alcunha de Maicon. Nós fizemos uma acareação dos dois suspeitos e foi comprovado o envolvimento do Hitalo, mas ele nega o envolvimento”, explicou o delegado.

O suspeito foi autuado pelo crime de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, e vai ser encaminhado para uma unidade prisional.

Ainda segundo o delegado, o autor dos disparos contra a vítima, identificado como Gabriel Coelho do Amaral, conhecido como “Macaco”, está foragido e um mandado de prisão temporária já foi expedido em nome dele.

Leia Mais

Amazonas

Homem é executado por grupo armado na Compensa, zona oeste de Manaus

Publicado

em

A vítima ainda foi socorrida, mas morreu no hospital. O crime será investigado pela polícia

João Vitor Cunha da Silva, foi executado na noite desta quarta-feira (13) quando estava na frente da sua casa, na rua Pacobaiba, bairro Compensa, zona oeste de Manaus.

De acordo com a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o pai da vítima que registrou o boletim de ocorrência, disse que o crime aconteceu por volta das 20h55.

João estava sentado na calçada em frente a sua casa, quando um veículo de modelo e placa ainda não identificados, chegou e homens desceram do carro. Em seguida, dispararam diversas vezes e fugiram.

A vítima ainda chegou a ser socorrida e levada para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, mas acabou não resistindo aos ferimentos e morreu na unidade de saúde por volta das 21h.

O caso continua sendo investigado pela Delegacia Especializada. O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML).

 

Leia Mais

Amazonas

Trio é flagrado com 200kg de drogas em embarcação no Amazonas

Publicado

em

Policiais da Base Fluvial Arpão prenderam três homens que transportavam entorpecentes em uma lancha no Rio Solimões

Durante abordagens a embarcações no Rio Solimões, policiais da Base Fluvial Arpão prenderam três homens com idade entre 26 e 51 anos por tráfico de entorpecentes. Os suspeitos foram flagrados na manhã desta quinta-feira (14), próximo à comunidade do Sodré, no município de Coari (a 363 quilômetros de Manaus). Eles foram abordados ao passar em uma lancha de alumínio.

De acordo com a Polícia Militar, os policiais realizavam fiscalização no local quando avistaram a lancha. Ao serem revistados, foram encontradas três sacolas com tabletes de maconha tipo skunk com o trio.

Uma revista minuciosa foi feita na embarcação e encontrada mais substância no interior do compartimento dos bancos. Ao todo, 187 tabletes com peso aproximado de 200 quilos foram encontrados. Os três suspeitos foram encaminhados à delegacia do município de Coari.

Coordenada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), a Base Arpão atua de forma integrada com efetivos das Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), Polícia Federal, Força Nacional, Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Leia Mais

Mais lidas