Connect with us

Amazonas

Homem é preso com barra de ouro ilegal de R$ 80 mil escondida em tênis no AM

Publicado

em

Ele estava em uma embarcação que seguia de Tabatinga para Manaus.

Um homem, de idade não informada, foi preso, nesta sexta-feira (18), com uma barra de ouro ilegal avaliada em R$ 80 mil, escondida no tênis. A prisão foi efetuada por policiais da Base Fluvial Arpão, durante fiscalizações a barcos no Rio Solimões, em Coari (a 363 quilômetros de Manaus).

Segundo a polícia, a barra de ouro tinha 320 gramas. O homem vinha transportando o material ilícito em uma embarcação, que vinha de Tabatinga para Manaus.

O transporte de ouro de forma irregular é um crime ambiental, assim como a extração e garimpagem ilegal de minério e usurpação de matéria-prima da União.

De acordo com os policiais, a droga foi encontrado durante revista ao homem e estava dentro do tênis dele. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Coari, onde ele foi autuado em flagrante pelo crime de transporte ilegal de matéria-prima pertencente à União.

Amazonas

Grupo Samel repudia reportagem que politiza estudo científico da proxalutamida

Publicado

em

O presidente do Grupo Samel, Luis Alberto Nicolau, e o diretor técnico, Dr. Daniel Fonseca, vêm a público repudiar a reportagem veiculada nesta semana pelo jornal O Globo, que tenta politizar as discussões em torno do estudo clínico que testou a proxalutamida no tratamento da Covid-19, desenvolvido em parceria com cientistas da empresa norte-americana Applied Biology.

Com 40 anos de atuação, o Grupo Samel é uma empresa genuinamente amazonense que possui certificações máximas de qualidade que atestam a eficiência de seus processos, assegurando padrões de excelência e segurança para seus mais de 100 mil clientes e suas equipes profissionais altamente especializados, em nível nacional e internacional.

Na pandemia do Sars-CoV-2, o Grupo Samel consolidou seu protagonismo na região Norte na área de Pesquisa & Desenvolvimento com a criação da Cápsula Vanessa, alicerçada na Ventilação Não Invasiva (VNI), método cuja eficácia foi reconhecida tanto pelo Ministério da Saúde quanto pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

No momento em que o Brasil contabiliza praticamente 3 mortes por Covid-19 por minuto, o Grupo Samel reafirma seu compromisso com a missão de salvar vidas por meio do investimento na ciência brasileira, e repudia toda e qualquer iniciativa sem qualquer respaldo técnico que tente prejudicar o desenvolvimento de novas iniciativas de saúde.

Leia Mais

Amazonas

Bebê de 1 ano morre após ser baleada em Itacoatiara, no interior do Amazonas

Publicado

em

Um bebê de 1 ano, do sexo feminino, morreu após ser baleado por dois homens em uma moto, no município de Itacoatiara, no interior do Amazonas, na noite de sexta-feira (9). Segundo a polícia, a criança ainda foi socorrida para um hospital em Manaus, mas não resistiu e faleceu na manhã deste sábado (10). Não há informações sobre a motivação do crime.

De acordo com o cabo Martins Gomes, do 2º Batalhão de Polícia Militar de Itacoatiara, a menina e os pais estavam na frente da casa onde moram, quando dois homens não identificados passaram em uma moto e atiraram diversas vezes na direção deles.

“Eles efetuaram disparos contra o pai da criança e acabaram acertando a neném de um ano. Não se sabe se ela estava no colo dele ou da mãe. Um pilotava a moto e o outro efetuou os disparos. Eles fugiram do local em seguida”, informou o cabo.

Ainda conforme a polícia, a criança foi atingida com um tiro na cabeça e, o pai, com um tiro de raspão no braço. A mãe não foi baleada. O bebê foi socorrido para o Hospital de Itacoatiara e, em seguida, transferido para o Hospital e Pronto Socorro da Criança, na Zona Leste de Manaus. Ela não resistiu e faleceu por volta de 10h30.

Os pais da criança estiveram no Instituto Médico Legal (IML), na tarde deste sábado (10), mas preferiram não falar sobre o ocorrido. Em redes sociais, o pai da menina fez uma live em que pediu Justiça pelo crime, ainda na noite de sexta (9).

“Eu, aqui como pai, dói muito, dói bastante. Eu peço ajuda da população que me ajude a identificar esses dois indivíduos. Eu peço que as autoridades faça o seu papel contra esses dois indivíduos que tentaram contra a minha filha. Façam Justiça pela minha filha, não por mim”, disse o pai, na publicação.

A Polícia Civil de Itacoatiara deve investigar o caso para descobrir os suspeitos e o que teria motivado o crime.

Leia Mais

Amazonas

Mais de 800 quilos de frango transportados de forma irregular são apreendidos no interior do AM

Publicado

em

Uma carga com 850 quilos de frango, sem nota fiscal e transportada de maneira irregular, foi apreendida e destruída pela Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), nesta sexta-feira (9), em Humaitá. Os produtos representavam grande risco de contaminação, o que impossibilitou que fossem doados para instituições.

A carga foi interceptada na madrugada de sexta, pelos fiscais da Barreira de Vigilância Agropecuária, e tinha saído de Porto Velho (RO) com destino a Lábrea. As 49 caixas de frango (850 kg) estavam acondicionadas em um caminhão sem refrigeração e não tinham nota fiscal.

“Qualquer produto de origem animal que esteja fora da temperatura de armazenamento tem alto risco de causar infecção alimentar. Os frangos não estavam na temperatura ideal, já estavam descongelando, com muita água, por isso não tinham condições de doação”, explicou a fiscal agropecuária e médica veterinária Patrícia Merlini.

Os produtos foram incinerados no matadouro municipal e o transportador foi autuado, sendo aplicada uma multa de R$ 300.

A ingestão de produtos contaminados pode causar infecções alimentares, com dores e desconfortos abdominais, náuseas, vômitos, diarreia e febre, entre outros sintomas.

A Adaf atua nas barreiras fixas e volantes para proibir o trânsito de produtos e subprodutos irregulares, com a finalidade de preservar e proteger o patrimônio agropecuário e o meio ambiente, além da saúde pública.

Qualquer pessoa pode denunciar irregularidades referentes a produtos de origem animal pelo AdafOuv, no (92) 99380-9174 (ligação e WhatsApp).

Leia Mais

Mais lidas