Connect with us

Polícia

Homem tenta fugir da polícia e acaba colidindo em sarjeta

Publicado

em

Manaus – Na tarde deste Domingo (24), um jovem identificado como Wellington Santos Barbosa de 19 anos, empreendeu fuga durante operação da polícia na avenida Margarita, bairro Nova Cidade, Zona Norte de Manaus e acabou colidindo em com uma sarjeta.

De acordo com informações da polícia, Wellington perdeu o controle da moto na hora da fuga e colidiu em uma sarjeta na avenida Curação.

Com o impacto o jovem acabou com uma fratura exposta na perna direita e foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU),  e encaminhado ao hospital Platão Araújo. 

Após os procedimentos cabíveis na unidade hospitalar, Wellington deve ser encaminhado para delegacia.

Fonte: Portal CM7

Amazonas

Bebê de 1 ano morre após ser baleada em Itacoatiara, no interior do Amazonas

Publicado

em

Um bebê de 1 ano, do sexo feminino, morreu após ser baleado por dois homens em uma moto, no município de Itacoatiara, no interior do Amazonas, na noite de sexta-feira (9). Segundo a polícia, a criança ainda foi socorrida para um hospital em Manaus, mas não resistiu e faleceu na manhã deste sábado (10). Não há informações sobre a motivação do crime.

De acordo com o cabo Martins Gomes, do 2º Batalhão de Polícia Militar de Itacoatiara, a menina e os pais estavam na frente da casa onde moram, quando dois homens não identificados passaram em uma moto e atiraram diversas vezes na direção deles.

“Eles efetuaram disparos contra o pai da criança e acabaram acertando a neném de um ano. Não se sabe se ela estava no colo dele ou da mãe. Um pilotava a moto e o outro efetuou os disparos. Eles fugiram do local em seguida”, informou o cabo.

Ainda conforme a polícia, a criança foi atingida com um tiro na cabeça e, o pai, com um tiro de raspão no braço. A mãe não foi baleada. O bebê foi socorrido para o Hospital de Itacoatiara e, em seguida, transferido para o Hospital e Pronto Socorro da Criança, na Zona Leste de Manaus. Ela não resistiu e faleceu por volta de 10h30.

Os pais da criança estiveram no Instituto Médico Legal (IML), na tarde deste sábado (10), mas preferiram não falar sobre o ocorrido. Em redes sociais, o pai da menina fez uma live em que pediu Justiça pelo crime, ainda na noite de sexta (9).

“Eu, aqui como pai, dói muito, dói bastante. Eu peço ajuda da população que me ajude a identificar esses dois indivíduos. Eu peço que as autoridades faça o seu papel contra esses dois indivíduos que tentaram contra a minha filha. Façam Justiça pela minha filha, não por mim”, disse o pai, na publicação.

A Polícia Civil de Itacoatiara deve investigar o caso para descobrir os suspeitos e o que teria motivado o crime.

Leia Mais

Amazonas

Homem é preso suspeito de vender brownies com maconha pela internet, em Manaus

Publicado

em

Um homem de 28 anos foi preso, nesta sexta-feira (9), no bairro Praça 14, na Zona Sul de Manaus, suspeito de vender brownies de chocolate com maconha. A polícia apreendeu 100 itens prontos para comercialização na casa do suspeito.

Uma equipe do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc) foi até a casa do suspeito por volta das 16h. Com a ajuda de um cão farejador, a polícia encontrou o material durante a operação “Space Gold”, justamente o nome que o suspeito usava para a loja online de vendas de brownie, segundo informou o titular do Denarc, delegado Paulo Mavignier.

“O trabalho dele era tudo organizado: tinha cartão fidelidade e a cada 10 bolinhos, a pessoa ganhava mais um. Ele dava brinde, amostra grátis. Então, ele era um empreendedor, mas um empreendedor do mal, usava o conhecimento dele, o talento dele, para o mal, para viciar jovens e adolescentes em drogas”, disse o delegado.

O suspeito foi preso no momento em que saía de casa para fazer entrega de encomendas. O que chama atenção é que ele possuía cartão de visita com a marca do “empreendimento”.

A propaganda do material era anunciada, principalmente, em redes sociais. O suspeito atuava sozinho nas vendas. Ele quem fazia o brownie e as artes do “empreendimento”.

“Na massa, utilizava a maconha cozida em banho-maria para ativar o THC e conseguir fazer que a pessoa, quando começar a comer o bolinho, sentir o efeito psicoativo. O grande risco disso é que quando a maconha é fumada, causa sensação imediata, o brownie demora a sentir. Logo, quando a pessoa come, acha que não tinha a quantidade suficiente e come além que deveria, o efeito é muito maior e pode passar mal, causa transtornos psiquiátricos como depressão ou problema de transição de comportamento”, explicou.

O delegado explicou que a polícia chegou até o suspeito após ter conhecimento do caso, há cerca de um mês. As investigações tiveram início e conseguiram identificar o homem.

O suspeito produzia o brownie entre terça e quarta-feira. De quinta até o final de semana, ele fazia entrega dos produtos.

As investigações apontam que ele também fazia entrega em festas clandestinas. No celular do suspeito, a polícia conseguiu verificar que muitos jovens compravam o brownie.

A polícia não tem informação sobre há quanto tempo o suspeito vende esses produtos. Cada brownie custava em torno de R$ 30 a R$ 50. O material estava condicionado na geladeira do suspeito. A maconha que ele usava no bolo era skunk.

O suspeito foi autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas. Na tarde deste sábado (10), ele será levado para audiência de custódia.

Leia Mais

Amazonas

Dupla é presa após tentar assaltar loja e fazer funcionária refém em Manaus

Publicado

em

Dois homens foram presos suspeitos de tentarem assaltar uma loja de eletrodomésticos e eletroeletrônicos na Avenida Francisco Queiroz, no Conjunto Manoa, Zona Norte de Manaus, neste sábado (10). Segundo a polícia, a dupla fez uma funcionária refém. Ninguém ficou ferido.

De acordo com policiais militares da 6ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), os dois homens entraram na loja e anunciaram o assalto. Uma viatura da polícia passava pela Avenida no momento e a equipe foi informada sobre o crime.

Os policiais chegaram na loja e os suspeitos fizeram uma funcionária refém e colocaram um revólver no pescoço dela. Outros funcionários da loja se esconderam em um banheiro e os clientes, no salão da loja.

Policiais militares da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) e da Cavalaria da Polícia Militar também foram ao local para dar apoio nas negociações.

Os suspeitos pediram um celular e os policiais da 6ª Cicom entregaram a um deles. O homem ligou para a mãe e pediu para que ela fosse até a loja. Quando chegou, os policiais pediram para que ela falasse com eles para que se entregassem.

Arma usada no crime foi apreendida. — Foto: Patrick Marques/G1 AM

“A gente escutou no rádio, estávamos muito próximos e fomos dar apoio. Conseguimos fazer a intervenção, iniciamos a negociação e conseguimos que os dois se rendessem, entregassem a arma e soltassem os reféns”, disse o major Muniz, da Cavalaria da Polícia Militar.

Ainda conforme a polícia, a negociação com os suspeitos durou cerca de 30 minutos. Após a chegada da mãe de um dos dois, eles liberaram a funcionária que era feita refém, soltaram a arma e se entregaram aos policiais.

A arma que a dupla usava no crime, um revólver calibre 38mm, estava sem munições, conforme a 6ª Cicom. Os homens e a arma apreendida foram encaminhados para o 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde o caso foi registrado.

Leia Mais

Mais lidas