Médico é preso no Rio suspeito de manter paciente em cárcere privado

Brasil – Uma semana depois da prisão de um anestesista acusado de estupro de vulnerável na Baixada Fluminense, um outro médico da região foi preso nesta segunda-feira, 18, por policiais da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. O cirurgião plástico equatoriano Bolívar Guerrero Silva é acusado de manter uma paciente em cárcere privado em um hospital particular.

Os agentes estiveram no Hospital Santa Branca para resgatar a mulher. Segundo denúncia feita pela família, ela estaria sendo mantida em cárcere privado há dois meses, desde que se submeteu a uma cirurgia plástica na barriga que teria dado errado. Os policiais cumpriram mandados de prisão preventiva, busca e apreensão e de condução coercitiva.

O médico também é sócio do hospital e prestou depoimento na tarde desta segunda. Outras testemunhas também estão sendo ouvidas. Segundo a polícia, o cirurgião já é investigado por outros casos similares. Procurado pela reportagem, o Hospital Santa Branca não quis se manifestar.

Solicitação de contato

Preencha os dados abaixo e em breve um de nossos consultores irá entrar em contato com você oferecendo as melhores oportunidades para anunciar sua marca conosco.