“Meu coração está inchado de tanto sofrer” diz mãe de Flávio Rodrigues após três anos sem justiça

Manaus – A morte do engenheiro Flávio Rodrigues 42, vai completar três anos no dia 30 de setembro de 2022. Ele foi morto a facadas e teve o corpo despejado em um terreno baldio do bairro Tarumã, Zona oeste da capital após ter participado de uma festa particular dentro da casa de Alejandro Valeiko filho da ex-primeira-dama do município, Elizabeth Valeiko, no dia 29 de setembro de 2019.

E na manhã desta terça-feira (2), as duas irmãs de Flávio, Glaucia Rodrigues, Meirili Rodrigues e até a mãe, dona Maria Irecê Rodrigues estiveram na porta do fórum Enoque Reis, no bairro Aleixo, clamando por justiça.

Revelações

No dia 23 de julho, o Programa  CM7 Passando a Limpo, trouxe a tona o caso mais chocante da cidade de Manaus dos últimos três anos. O assassinato do Engenheiro Flávio Rodrigues, ocorrido no dia 29 de setembro de 2019. Familiares de Flávio revelaram com exclusividade que Mayc Parede, que havia assumido o assassinato de Flávio em 2019, revelou apenas para familiares seus muito próximos que ele na verdade era inocente e não foi o autor da morte do engenheiro. O testemunho foi assinado por Edinelma dos Santos Pontes, parente do lutador de MMA que guardou mensagem enviada e inseriu como parte do inquérito à promotoria de justiça.

Confira documento:

Solicitação de contato

Preencha os dados abaixo e em breve um de nossos consultores irá entrar em contato com você oferecendo as melhores oportunidades para anunciar sua marca conosco.