Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Irmão de Lucas Picolé se revolta com prisão e questiona por que não são capturados estupradores e criminosos

Foto: divulgação

Manaus – A detenção do conhecido influenciador digital Lucas Picolé, ocorrida na tarde desta quarta-feira (24/1), incitou uma reação de indignação por parte de seu irmão, Luciano Silva. Em um vigoroso ato de defesa, Silva alegou que o ocorrido é fruto de uma persecução elaborada por “poderosos influentes”. Lucas Picolé foi encaminhado para o 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP) para os procedimentos legais cabíveis e, no local, quando se deparou com a mídia, garantiu que “comprovaria a sua inocência”.

Após presenciar a detenção de seu irmão, Luciano Silva intercedeu publicamente por Lucas Picolé e afirmou que são outros influenciadores da cidade os responsáveis por divulgar o polêmico “Jogo do Tigrinho”. Luciano salienta que Picolé não havia divulgado nada desse gênero em suas redes sociais. Conforme declarações de Silva, Picolé tornou-se alvo de criminosos que propagaram conteúdos de jogos de azar através de contas falsas em seu nome. Ele revelou ainda, que a cunhada, Flávia Ketlen, também foi vítima desses hackers. Alegadamente, invadiram a conta do Facebook da moça e publicaram anúncios do “Jogo do Tigrinho”. Silva enfatizou que todos esses atos parecem ser conduzidos para prejudicar sua família.

Aqui está o vídeo:

Antes de ser detido, o próprio Lucas Picolé se declarou inocente, sustentando que não havia divulgado qualquer site de jogos de azar ou atividades similares. Lucas esclareceu que foi criado um perfil falso que divulgava informações como se fossem dele. Ele até mesmo orientou seus seguidores a denunciar essa conta falsa.

A detenção de Lucas Picolé foi motivada por suspeitas de propagação de jogos de azar e envolvimento em um esquema ilícito de venda de rifas. Picolé, que já havia sido detido em junho de 2023 durante a Operação Dracma, respondia por acusações de lavagem de dinheiro, sonegação fiscal e fraudes online. Embora o inquérito tenha sido encerrado e ele tenha cumprido seis meses de detenção, Picolé ainda era obrigado a cumprir certas restrições, incluindo a proibição de divulgar jogos de azar e promover sorteios.

O advogado de Lucas Picolé, Dr. Vilson Benayon, confirmou a detenção de Lucas e detalhou exclusivamente que perfis falsos no Instagram estavam divulgando jogos de azar e se passando por Picolé. Além disso, articuladamente, um grupo no WhatsApp, com mais de 150 membros, também divulgava links de apostas online em nome de Picolé. O caso está sob investigação do delegado do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Cícero Túlio.

Fonte: https://cm7brasil.com/noticias/policia/e-perseguicao-por-que-nao-vao-pegar-estuprador-e-bandidos-diz-irmao-de-lucas-picole-revoltado-com-prisao/