Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Jovem que cheirou pimenta volta a ser internada quatro dias após alta

Brasil – A jovem Thais Medeiros, de 25 anos, enfrenta um momento difícil após ser novamente internada, desta vez por conta de uma reação alérgica grave causada por uma pimenta em conserva. A informação foi divulgada pela mãe da jovem, que relatou os sintomas preocupantes apresentados por Thais. Há cerca de quatro dias, a trancista havia recebido alta do Centro Estadual de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (Crer), em Goiânia, mas infelizmente precisou retornar ao hospital na sexta-feira (4). De acordo com a mãe, Thais estava com febre e sua urina apresentava coloração avermelhada, o que levantou sérias preocupações. O histórico de saúde da jovem é marcado por episódios anteriores de reações alérgicas graves. Em 17 de fevereiro, enquanto almoçava na casa do namorado, Thais passou mal e ficou mais de 20 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Anápolis. Naquela ocasião, após cheirar um vidro de pimenta em conserva, ela sofreu uma parada cardiorrespiratória e teve um edema cerebral. Vale ressaltar que Thais já apresentava problemas respiratórios, como bronquite e asma, o que pode ter potencializado a reação alérgica. A médica alergista Ekaterini Simões Goudouris, diretora da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia, explica que a pimenta é um alimento altamente ardido, o que pode desencadear reações alérgicas severas, especialmente em indivíduos com problemas pulmonares pré-existentes. O caso de Thais Medeiros serve como um alerta para a gravidade das reações alérgicas a alimentos e a importância de se tomar precauções quando se tem histórico de problemas respiratórios ou alergias conhecidas. A família da jovem busca agora por respostas e soluções médicas para ajudá-la em sua recuperação e tratamento contínuo.

Fonte: Portal Cm7