" >Justiça determina retirada de matérias envolvendo Alejandro Valeiko – Acorda manaus
Connect with us

Política

Justiça determina retirada de matérias envolvendo Alejandro Valeiko

Published

on

A primeira-dama de Manaus, Elisabeth Valeiko, mãe de Alejandro Valeiko suspeito de matar o engenheiro Flávio Rodrigues no dia 29 de setembro, entrou com uma ação contra o jornal A Crítica para que fossem retirados dor ar qualquer comentário feito pelo apresentador Sikêra Jr., referente ao caso do assassinato do engenheiro. O pedido foi atendido pelo juiz da 14ª Vara Civel do Tribunal de Justiça do Amazonas.

Segundo a decisão do juiz, que tem caráter liminar (pode ser revertida), os comentários feitos pelo apresentador do programa Alerta Amazonas “ultrapassaram os limites do direito à informação, de maneira que adentraram à esfera dos direitos de personalidade”.

Na ação contra A Crítica, a primeira-dama pede também que a empresa e o apresentador ofereçam uma retratação “por meio do mesmo veículo e página eletrônica”. Nessa caso, o juiz não concedeu liminar.

Multa

Se A Crítica não cumprir a decisão, deve pagar multa diária de R$ 10 mil. Os vídeos foram tirados do ar ontem (12), e a empresa vai recorrer da decisão para que o conteúdo volte a estar disponível ao público na internet e seu apresentador, que comanda um dos programas de maior audiência da emissora, possa exercer com liberdade seu direito de crítica e informação. A Crítica entende que esse direito está sendo cerceado.

O caso

O homicídio do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, ocorreu na noite do dia 29 de setembro após uma festa na casa do enteado do prefeito de Manaus, Alejandro Molina Valeiko. O corpo da vítima foi encontrado no dia seguinte no bairro Tarumã, na Zona Oeste de Manaus.

Além de Alejandro Valeiko, outros cinco suspeitos de participarem do crime estão presos, José Edvandro Martins de Souza Junior, 31 anos; Elielton Magno de Menezes Gomes Junior, 22 anos; O chefe de cozinha Vitorio Del Gatto, que morava na residência; O policial militar Elizeu da Paz de Souza, 37 anos, que está lotado na Casa Militar da Prefeitura de Manaus e, conforme investigações, seria segurança de Alejandro e Mayc Vinicius Teixeira Parede, 37 anos.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Alerta: Veja o trio de investigados que irá comandar Manaus, caso Amazonino seja eleito

Published

on

Manaus – Como ocorreu nos seus dois últimos mandatos no Executivo – Governo do Amazonas (2017-2018) e Prefeitura de Manaus (2008-2012) –, o candidato a prefeito da capital, Amazonino Mendes (Podemos), 81 anos, deverá delegar a um grupo seleto as “chaves” dos cofres do município, caso seja eleito prefeito de Manaus no próximo domingo, 29.

O orçamento municipal está previsto em R$ 5,6 bilhões para 2021, primeiro ano do mandato do novo prefeito. O recurso preliminar foi apresentado pela Secretaria Municipal de Finanças e Tecnologia da Informação (Semef) e compõe o Projeto da Lei Orçamentária Anual (PLOA).

Se for para a Prefeitura de Manaus em 2021, Amazonino terá como principal representante o ex-secretário de Saúde e médico particular do ex-governador, Francisco Deodato. Além dele, figuram como os homens de confiança do candidato, o vice em sua chapa, deputado Wilker Barreto (Podemos), e o marqueteiro Marcos Martinelli.

‘Caso Prodente’

Deodato virou manchete dos principais sites de notícias do Amazonas em 2016, ao ter seus bens particulares bloqueados pela Justiça. A decisão partiu do juiz Leoney Figlioulo que determinou a indisponibilidade de R$ 1,6 milhão de Deodato na investigação que ficou conhecida como “Caso Prodente”.

Na ação civil por improbidade administrativa, o Ministério Público do Amazonas (MP-AM) apontou irregularidades no Termo de Convênio nº 049/2001, firmado entre a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) com a Fundação Prodente.

O MP-AM alega que o plano de trabalho do convênio não contemplou os serviços efetivamente realizados, não houve licitação para escolha da fundação nem contrapartida com recursos próprios economicamente mensuráveis.

Gestor reincidente

A ausência de processos de licitação para contratações é reincidente com Francisco Deodato na gestão pública. No governo suplementar de Amazonino, quando estava como secretário de Saúde, Deodato autorizou pelo menos 55 dispensas de licitações que somaram mais de R$ 27 milhões no período de 1o de janeiro a 30 de abril de 2018.

Os dados constam nos arquivos da imprensa oficial da época. Apenas para o Instituto da Mulher Dona Lindu, na zona Centro-Sul de Manaus, a Secretaria de Saúde contratou serviços por R$ 1,544 milhão sem concorrência pública.

Nepotismo de Wilker

O Ministério Público do Amazonas abriu inquérito civil para investigar Wilker Barreto à frente da presidência da Câmara Municipal de Manaus (CMM), em 2016, pela prática de nepotismo.

Wilker contratou o próprio sogro, Raimundo Fábio Moreira da Silva, para o cargo de diretor de Engenharia da CMM pelo salário mensal de R$ 16 mil.

Sob a investigação preliminar da promotora de Justiça Neyde Regina Trindade, ficou constatado o pagamento ao sogro de Wilker, como ocupante de cargo comissionado de diretor.

Além da prática de nepotismo, a promotora disse que Wilker ainda falhou administrativamente ao permitir que o sogro recebesse salário em duplicidade do município. Fábio Moreira, também, era remunerado na Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf).

Omissão de Wiker

Wilker Barreto era aliado de Amazonino e presidente da CMM, quando Francisco Deodato foi secretário de Saúde e realizou diversos contratos sem licitação. O vereador, também, acompanhou protestos por falta de merenda nas escolas da Secretaria Estadual de Educação (Seduc).

Na época, Amazonino permitiu que servissem apenas suco de folhas aos alunos. A imagem foi divulgada em sites nacionais, porque no mesmo ano, 2018, a Seduc tinha recebido mais de R$ 30 milhões do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) para repassar às escolas.

Marqueteiro do ‘amor’

Após levar Amazonino Mendes de volta à vida pública na eleição suplementar de 2017, o marqueteiro Marcos Martinelli era um dos principais articuladores da Secretaria Estadual de Comunicação (Secom) até dezembro de 2018.

Foi ele o responsável pela campanha institucional do período, “Amor à Causa Pública”, que foi criticada por ser conduzida em meio a denúncias de corrupção, protestos de terceirizados da Saúde e falta de comida nas escolas.

Publicidade milionária

Com Martinelli nos bastidores da Secom, Amazonino gastou mais com publicidade do que com medicamentos para a população. Os dados estão registrados no site da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz).

A pasta fez pagamentos no valor de R$ 4,66 milhões em 2018, entre janeiro e os primeiros dias de março. No mesmo período, a Central de Medicamentos da Secretaria Estadual de Saúde gastou R$ 2,79 milhões. O valor é 40% menor que os gastos com publicidade.

Hoje, Martinelli é o coordenador de propaganda na campanha de Amazonino Mendes e já recebeu pelo serviço mais de R$ 600 mil por meio de sua empresa, segundo dados declarados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Continue Reading

Amazonas

Jogo sujo: Deputado Fausto Jr usa estrutura da Assembleia para tentar ajudar Amazonino

Published

on

Aliado do candidato a prefeito de Manaus Amazonino Mendes (Podemos), o relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE/AM), deputado Fausto Júnior (PRTB), decidiu usar a estrutura do Parlamento para intervir nas eleições municipais da capital.

À frente de uma CPI criada para investigar a gestão da Saúde nos governos do Amazonas no período de 2011 a 2020, Fausto focou em quatro meses do ano de 2017 e conseguiu aprovar um requerimento com colegas para convocar o adversário de Amazonino no segundo turno, David Almeida (Avante).

Chamou a atenção a decisão de convocar o candidato do Avante, um mês depois que os membros da CPI da Saúde entregaram, segundo eles próprios, o relatório final da comissão para os órgãos fiscalizadores, entre eles o Ministério Público Federal (MPF).

Os deputados Delegado Péricles e Fausto Júnior: entrega do relatório final da CPI da Saúde ao procurador-chefe do MPF, Thiago Corrêa (Reprodução/Facebook)
No dia 21 de outubro deste ano, Fausto Júnior e o presidente da CPI, deputado Delegado Péricles (PSL), informaram, na imprensa, que as investigações da CPI da Saúde tinham sido encerradas após 120 dias de apuração.

Em fotos nas redes sociais, os dois registraram o momento em que entregaram o fechamento do relatório ao procurador-chefe do MPF no Amazonas, Thiago Corrêa.

Investigação seletiva

O requerimento de convocação de David foi aprovado a quatro dias do pleito de domingo, 29 de novembro, sob a justificativa de terem sido encontrados novos “fatos de irregularidades” na investigação da CPI há quatro meses.

“CONSIDERANDO os fatos e respectivas irregularidades encontradas no âmbito da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI da Saúde), ocorrida entre os dias 26/05/2020 a 29/09/2020”.

Na época, o candidato do Avante foi até a Assembleia Legislativa tentar fazer esclarecimentos, mas foi barrado pelos membros da CPI da Saúde, cuja a maioria dos membros é da base aliada de Amazonino Mendes.

“Esta CPI não investiga diretamente pessoas, mas apura fatos supostamente ilegais e, com o desencadear nas investigações, a relação desses fatos com pessoas, as trazem aqui para serem ouvidas”, disse David, na época.

Amazonino foi governador suplementar no ano de 2017 a 2018, quando foram realizados mais de 55 contratações sem licitação pelo ex-secretário de Saúde de Amazonino, Francisco Deodato, hoje, coordenador de campanha do candidato.

Sobre a administração estadual de Amazonino Mendes nesse período, a comissão não fala, atualmente, de convocações.

Esquivou-se

Segundo Fausto Júnior, o pedido para chamar David Almeida é embasado no inciso V do art. 26 c/c 180 do Regimento Interno da ALE/AM, que dispõe em seu artigo 26 que a competência das Comissões abrange de forma ampla assuntos correlatos às áreas temáticas.

Procurado pela REVISTA CENARIUM, o deputado aliado de Amazonino, Fausto Júnior, não quis conceder entrevista e nem respondeu aos questionamentos abaixo:

1) Como funcionará a tramitação de convocação para que o candidato David Almeida deponha na CPI da Saúde?

2) Por que o candidato Amazonino Mendes não foi chamado para depor na mesma CPI?

3) Há conflito de interesses, uma vez que o vice de Amazonino é o deputado estadual Wilker Barreto, membro da CPI da Saúde e seu aliado?

Fonte: Revista Cenarium

Continue Reading

Amazonas

David e Rotta não aceitam propostas de apoio em troca de cargos na prefeitura e levantam a ira de políticos em Manaus

Published

on

Manaus – Muitos políticos após o término do primeiro turno procuraram David Almeida para firmar alianças, mas tudo em troca de secretárias, cargos e regalias na prefeitura caso ele ganhasse.

Ao contrário do outro candidato que vende a alma para o diabo em troca de poder e de votos, David não aceitou a barganha e muitos resolveram anunciar que romperiam com David e retirariam o apoio.

David afirma que o povo que o colocou no segundo turno e nega qualquer envolvimento com o Governador Wilson Lima.

Já o candidato Amazonino Mendes, que tem como apoiador o Senador Eduardo Braga, mantém o discurso do “já ganhei” e a rede de Fake News liderada pelo vice-prefeito (candidato) Wilker Barreto, começou desde ontem cachoeiras de postagens mentirosas contra o David Almeida.

Lembrando que em 2022, será a campanha para Deputados e Governador, e aí, lembre-se bem os que estão falando mal de David Almeida, pois eles estarão pedindo no ‘pires’ ajuda para suas campanhas.

Temos que lembrar, ainda,  que David Almeida está muito bem de saúde e o vice dificilmente assumirá seu posto, ao contrário de Amazonino Mendes que está há anos doente e sempre foi substituído pelo vice. O que não será diferente se passar dessa eleição.

Wilson Lima é governador do Amazonas e durante toda a campanha nunca disse ou afirmou apoio a David Almeida e nem se confirmou isso, são falácias para tirar o foco do eleitor.

Mentira e nenhuma preocupação com o povo de Manaus; querem apenas o poder a qualquer preço.

Uma vergonha!

Continue Reading

Mais lidas