Connect with us

Polícia

Lavador de carros é preso suspeito de estuprar ex-enteada de seis anos em Manaus

Publicado

em

Vítima contou sobre abuso que havia sofrido para professora de escola que estudava.

Um lavador de carros de 27 anos foi preso suspeito de estuprar a ex-enteada dele, uma menina de 6 anos, no conjunto Vieiralves, Zona Centro-Sul de Manaus, nesta terça-feira (3). Segundo a polícia, a vítima contou sobre o abuso que havia sofrido para a professora da escola que estudava.

De acordo com a delegada titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), Joyce Coelho, no mês de novembro de 2019, a criança comentou com a professora da escola em que ela estudava, que estava sentindo dores nas partes íntimas. Ao ser questionada, a menina relatou os abusos sexuais praticados pelo ex-padrasto.

“Após a revelação desse fato, a escola acionou o Conselho Tutelar, que notificou o genitor da criança. Ele compareceu na unidade policial da especializada, junto do avô paterno da vítima, quando foi feito o registro do Boletim de Ocorrência. A vítima realizou os exames periciais, nos quais foi confirmada a violência sexual”, explicou a delegada.

Segundo Coelho, após a descoberta dos abusos, o suspeito saiu da casa onde residia e passou a se hospedar em locais incertos. Ainda de acordo com a titular da DEPCA, o mandado de prisão em nome do indivíduo foi expedido no dia 17 de janeiro de 2020, pela juíza da Central de Inquéritos.

Buscas foram feitas por ele, até que a polícia conseguiu prender o lavador de carros no local de trabalho dele, em um lava-jato localizado no conjunto Vieiralves, nesta terça-feira (3).

O lavador de carros foi indiciado por estupro de vulnerável. Ele será levado para a audiência de custódia, ao término dos procedimentos cabíveis na unidade policial.

Amazonas

Trio é preso após invadir e roubar casa na zona norte de Manaus

Publicado

em

A dona da residência ainda não foi localizada e o material recuperado foi apresentado no 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP)

Dois homens e uma mulher foram presos em flagrante por roubarem uma casa, na madrugada desta sexta-feira (22), na rua 12, quadra 34, da comunidade Oswaldo Frota, bairro Cidade Nova, zona norte de Manaus.

De acordo com policiais da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), vizinhos viram quando um quarteto chegou na frente da casa, em um carro modelo Palio e entraram na casa durante a madrugada.

Eles fizeram a denuncia e os policiais militares foram até o local. Com a aproximação da polícia um deles fugiu e deixou os três comparsas para trás. Os dois homens e a mulher, tentaram fugir por uma área de mata, mas os policiais continuaram os perseguindo.

O trio então resolveu voltar para a residência onde se trancaram, tentando despistar os policiais militares, mas sem sucesso. Na área de mata, foram encontrados os pertences da casa furtados na área de mata, como ar-condicionado, televisores e outros eletrodomésticos.

Ainda segundo a 15ª Cicom, um dos suspeitos disse que conhecia a dona da casa e sabia que a residência estaria vazia, foi quando combinou o crime. O trio já tinha passagem por diversos crimes, como roubo, furto e tráfico de drogas.

Vizinhos também alertaram os policiais militares que o veículo, tinha sido abandonado na rua Panamá, bairro Nova Cidade, próximo do local e que o grupo, já estava passando pelas redondezas havia alguns dias.

A dona da residência ainda não foi localizada e o material recuperado foi apresentado no 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde o caso foi registrado.

 

Leia Mais

Amazonas

Homem é preso após usar fotos de crianças doentes para pedir dinheiro na internet

Publicado

em

Sem permissão de mães, o suspeito alegava em postagens nas redes sociais que iria comprar medicamentos para as crianças

Um homem identificado como Breno Lira, mais conhecido como bispo Rafael, 28, foi preso suspeito de usar fotos de crianças doentes para pedir dinheiro e supostamente comprar medicamentos. O homem foi preso na tarde desta quarta-feira (20) por equipes do 5º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Breno pedia dinheiro em suas redes sociais, usando as imagens das crianças e dizia que iria comprar os medicamentos que elas precisavam. Além de não autorizar o uso das imagens das crianças, as mães não o conheciam e formalizaram a denúncia.

Algumas mães estiveram na sede do 5º DIP par acompanhar as diligências da equipe policial e relataram que o homem agiu de má fé. Breno ficará à disposição da Justiça e deve responder pelo crime de estelionato.

Fonte: D24am.

 

Leia Mais

Amazonas

Polícia Civil prende segundo envolvido na morte de capitão da PM

Publicado

em

“Maicon”, foi preso nesta quinta-feira(14) em cumprimento a mandado de prisão temporária

Hitalo Guimarães de Souza, 18, vulgo “Maicon”, foi preso nesta quinta-feira(14) em cumprimento a mandado de prisão temporária. O suspeito é apontado como envolvido no latrocínio do capitão da Polícia Militar, Deivide de Souza Chaves, ocorrido na última terça-feira (12), na zona leste de Manaus.

De acordo com a polícia, Hitalo, quando adolescente, teve passagens por roubo e tráfico de drogas.

Na quarta-feira, o primeiro envolvido no crime foi preso por policiais militares da Força Tática. Ele foi levado para a Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), onde prestou depoimento.

Conforme o delegado Aldeney Góes, titular da Derfd, a partir das informações prestadas pelo homem, os policiais civis, em uma ação coordenada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), foram ao conjunto Castanheiras, zona leste, onde prenderam Hitalo.

“José apontou o Hitalo como um dos homens que estava no carro durante o crime que vitimou o capitão. O suspeito é conhecido pela alcunha de Maicon. Nós fizemos uma acareação dos dois suspeitos e foi comprovado o envolvimento do Hitalo, mas ele nega o envolvimento”, explicou o delegado.

O suspeito foi autuado pelo crime de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, e vai ser encaminhado para uma unidade prisional.

Ainda segundo o delegado, o autor dos disparos contra a vítima, identificado como Gabriel Coelho do Amaral, conhecido como “Macaco”, está foragido e um mandado de prisão temporária já foi expedido em nome dele.

Leia Mais

Mais lidas