Connect with us

Manaus

Mãe confessa ter queimado filho com óleo quente em Manaus e deve responder por crime de tortura

Publicado

em

Segundo polícia, mulher disse que cometeu agressão após criança de 8 anos pegar dinheiro escondido para comprar pipa. Vítima está internada em unidade hospitalar.

A mulher suspeita de queimar partes do corpo do filho de 8 anos com óleo quente foi presa na manhã desta quinta-feira (27), na Zona Norte de Manaus. De acordo com a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), a mulher, de 40 anos, vai responder pelo crime de tortura.

Ela mora no bairro Aliança com Deus, na Zona Norte de Manaus, mas foi presa por volta das 11h, em outra casa, no bairro Santa Etelvina, também na Zona Norte. Ainda segundo a polícia, em depoimento, a mãe confessou o crime, e disse ter queimado as mãos e os pés da criança como um castigo, após ele pegar um dinheiro que seria para comprar comida e ter comprado uma pipa.

No primeiro momento, a mãe disse que estava fritando frango, a panela caiu no chão e a criança se queimou, segundo a polícia. No entanto, vídeos entregues pelos vizinhos à polícia mostraram o momento em que a mulher queimou propositalmente o filho.

A delegada titular da Depca, Joyce Coelho, explicou que a mãe da criança vai responder pelo crime de tortura, por ter submetido o menino a um sofrimento intenso.

“Esse castigo excedeu todos os limites e configurou um crime gravíssimo da legislação brasileira, que é o crime de tortura. Dependendo da gravidade da lesão, do tempo que a criança vai ficar sem usar as mãozinhas, por exemplo, e da cicatrização, a prisão pode levar até 20 anos”, disse.

A criança se recupera no Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, na Zona Leste de Manaus. Segundo a polícia, o Conselho Tutelar vai apurar a situação e decidir com quem ficará a criança. A mãe será apresentada ao judiciário, que irá analisar a situação.

Manaus

Em Manaus, 250 quilos de maconha são apreendidos dentro de carro

Publicado

em

Em Manaus, dois homens foram presos e 250 quilos de maconha apreendidos durante uma fiscalização em veículos na ponte Rio Negro.

A prisão aconteceu por volta das 19h, de segunda-feira (9).

De acordo com o Departamento de Repressão ao crime organizado (DRCO), da Polícia Civil, a operação aconteceu após denuncias anônimas, que informaram que os homens fariam o transporte do material de Manacapuru para Manaus. As drogas foram apreendidas em um veículo, modelo Jeep.

Os homens foram presos por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Leia Mais

Manaus

Motorista de aplicativo é preso suspeito de assaltar passageiros em Manaus

Publicado

em

Um motorista de aplicativo de 44 anos foi preso, nessa segunda-feira (9), suspeito de assaltar os próprios passageiros, em Manaus. Outro homem, apontado como comparsa do motorista, também foi preso.

De acordo com a Polícia Civil, a dupla fez pelo menos 10 vítimas. Durante as corridas por aplicativo, o motorista levava os passageiros para uma rua mais afastada, onde anunciava o assalto.

Enquanto isso, o comparsa acompanhava a corrida em uma moto, e só se aproximava do carro no momento do assalto.

“O suspeito que ficava na motocicleta, inclusive, usava um colete de mototaxista, quando o carro desacelerava ele se aproximava , eles queriam o celular pra fazer transferências via PIX”, informou o delegado Denis Pinho, responsável por investigar o caso.

Segundo as investigações que apuram o caso, só uma das vítimas foi obrigado a transferir cerca de R$45 mil para a conta utilizada pelos suspeitos.

O carro utilizado pela dupla também foi apreendido. Em depoimento à polícia, eles confessaram os crimes.

Uma terceira pessoa também foi presa por receptação. A polícia afirma que ela foi encontrada com um dos celulares roubados pela dupla.

Conforme o delegado, as investigações seguem em andamento.

Leia Mais

Manaus

Suspeito de envolvimento em dez homicídios é preso em Manaus

Publicado

em

Em Manaus, um homem de 24 anos foi preso, na tarde de terça-feira (10), após ser apontado como suspeito de envolvimento em pelo menos 10 homicídios. A prisão aconteceu no bairro Aleixo, na zona centro-sul da capital.

Segundo a Polícia Civil, o homem é considerado de alta periculosidade e, somente na Zona Norte da cidade, é investigado por quatro homicídios.

Um dos homicídios em que o homem é investigado aconteceu no dia 16 de dezembro de 2020, no bairro Nova Cidade, em que o dono de uma marmoraria foi assassinado a tiros.

O mandado de prisão contra o homem foi expedido em março deste ano. Ele já tem passagem pela polícia por roubo, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

Leia Mais

Mais lidas