" >Mãe deixa filha morrer de fome para fingir doença e ganhar R$ 2 milhões – Acorda manaus
Connect with us

Sociedade

Mãe deixa filha morrer de fome para fingir doença e ganhar R$ 2 milhões

Published

on

Colorado – Uma mãe fez sua menina de apenas sete anos morrer de fome após fingir que ela tinha uma doença rara e terminal. A pequena Olivia Gant do Colorado nos Estados Unidos na realidade não tinha nenhum problema de saúde, mas sua mãe Kelly Gant convenceu os médicos que ela tinha uma doença terminal.

Ela ainda convenceu os médicos a lhe deixarem assinar uma “ordem de não ressuscitação” e determinou que a sonda que estava alimentando sua filha no hospital fosse desligada. A mãe alegou para os médicos que a pequena Olivia não estava tendo nenhuma qualidade de vida e que seria melhor fazer isso. A pequena acabou morrendo de fome em agosto de 2017, já que teve a sonda desligada.

Após a mãe ter passado anos levando a pequena Olivia a diversos médicos e alegando que ela tinha uma doença rara que gerava complicações como convulsões.

Ao longo dos anos, Kelly também arrecadou cerca de R$ 2 milhões de reais com doações para sua filha. Kelly fez uma lista de desejos da criança antes de morrer e criou uma página na internet, fazendo com que muitas pessoas contribuíssem.

A verdade só começou a vir à tona em 2018. Após a morte de Olivia, Kelly passou a dizer que sua filha mais velha de onze anos tinha câncer.

Um médico suspeitou das alegações da mãe, realizou mais exames na criança e descobriu que ela não tinha câncer e era totalmente saudável.

A descoberta passou a gerar suspeitas sobre o que havia ocorrido com Olivia. E uma autopsia realizada em 2018 revelou que Olivia de fato não tinha nenhum dos supostos problemas de saúde que sua mãe alegava.

Na última segunda-feira (21/10), Kelly foi indiciada por assassinato, abuso infantil e fraude utilizando doações. Ela está aguardando seu julgamento.

Fonte: NotiSul

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Lúcia Almeida; amor eterno que fortaleceu David na hora da guerra

Published

on

Manaus (AM) – Após um ano do falecimento de Lúcia Almeida, diversas homenagens são feitas nas redes sociais, onde relatam o quanto ela foi guerreira na luta contra o câncer.

Lúcia faleceu aos 41 anos, vítima de um câncer no fígado, que enfrentava desde 2017.

Lúcia sempre foi admirada pela elegância, carisma e inteligência. Inclusive era bacharel em Direito e também formada em Biblioteconomia.

Lúcia viveu momentos incríveis ao lado de David Almeida, que com certeza lembra da amada com o coração cheio de saudades.

David Almeida e Lúcia foram casados por quatro anos. Sendo ambos religiosos, o político sempre usava um versículo da Bíblia para expressar o amor à esposa.

“ O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha”. 1 Coríntios 13:4-7.

A falta de Lúcia nos momentos da campanha para prefeito este ano foi grande, mas quando pensava que iria fraquejar, David vestia a camisa com a imagem da esposa e ficava mais forte. As lembranças da luta da esposa contra o câncer,  fortalecia esses momentos de guerra.

Lúcia seria uma primeira-dama elegante, dócil e forte. Infelizmente o câncer venceu esta luta.

Todas a mulheres que passam por esta doença se espelharam na coragem de Lúcia e se tornou um exemplo de fé e amor.

Continue Reading

Manaus

Chuva alaga estacionamentos e carros ficam submersos no Centro de Manaus

Published

on

Bombeiros fazem escoamento da água para retirada dos veículos.

Um estacionamento na avenida Joaquim Sarmento, no Centro de Manaus, ficou alagado e 12 carros ficaram submersos depois da forte chuva que atingiu Manaus na tarde desta segunda (30). Outros cinco estabelecimentos também ficaram parcialmente alagados na área central da cidade.

Três viaturas do Corpo de Bombeiros foram acionadas. A corporação informou que utiliza um equipamento para fazer o escoamento da água. Assim que o nível de água for reduzido o suficiente, um guincho irá tirar os veículos do local.

Segundo o proprietário do estacionamento, Leandro Simões, que trabalha há mais de 7 anos no ramo, uma situação como essa nunca aconteceu.

Outros cinco estabelecimentos também ficaram parcialmente alagados na área central da cidade.  — Foto: Rebeca Beatriz/G1 AM

“Assim que eu vi, acionei os bombeiros e a Defesa Civil. Comuniquei os donos dos veículos e agora estamos acompanhando o trabalho”, disse.

O lojista Marcelo Freitas deixou dois carros estacionados no local, antes da chuva. Os dois veículos ficaram presos na alagação. Ele contou ao G1 que jamais imaginou uma situação dessas.

“Vim trabalhar e deixei meu carro aqui. Pouco depois me ligaram informando da situação. Já estou aqui há duas horas, pelo menos. Nunca imaginei passar por uma duração assim”, comentou.

Além do Corpo de Bombeiros, o Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (Immu) também foi acionado. O transitou ficou mais lento na avenida e veículos têm dificuldade para trafegar.

A Defesa Civil de Manaus informou que está em monitoramento às possíveis ocorrências ocasionadas pela chuva.

Na Rua Joaquim Sarmento, Centro, um estacionamento ficou alagamento e carros estacionados ficaram submersos. — Foto: Rebeca Beatriz/G1 AM

Continue Reading

Manaus

Atletas de rugby morrem afogados em naufrágio de barco no Amazonas

Published

on

Dupla participava de lual e retornava ao hotel quando acidente aconteceu no Rio Negro, na comunidade São Thomé.

Dois atletas de rugby morreram afogados após o barco em que estavam naufragar no Rio Negro, na Comunidade São Thomé, em Iranduba (AM), na madrugada deste sábado (21). Os corpos das vítimas foram encontrados em um local com quatro metros de profundidade.

Segundo os bombeiros, Pedro Augusto Gonçalves Coutinho, de 28 anos, e Roberto Flavian da Silva Cardoso, de 40 anos, participaram de um lual e retornavam ao hotel em que estavam hospedados quando ocorreu o acidente.

Conforme informações do comandante do Pelotão Fluvial, tenente Barbosa Amorim, o evento na praia era uma recepção para os participantes da Taça Baré de Rugby, que acontece anualmente. Ao todo, 86 atletas de vários estados estavam no local para a competição.

A dupla foi até o luau, mas decidiu retornar para o hotel. Além dos dois, o piloto também estava na embarcação. Um dos rapazes vivia em São Paulo e o outro, em Manaus.

Roberto Flavian da Silva Cardoso, 40 anos  — Foto: Arquivo pessoal
Pedro Augusto Gonçalves Coutinho, tinha 28 anos  — Foto: Arquivo pessoal

Continue Reading

Mais lidas