Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Manaus tem pico histórico e consumo de energia sobe 7% no dia mais quente do ano

Manaus teve um pico histórico de consumo de energia na noite de quarta-feira (27), o dia mais quente do ano na capital, até o momento. De acordo com a Amazonas Energia, houve um aumento de 7% do consumo em relação ao esperado para setembro.

 Amazonas Energia informou que durante o verão, o consumo de Manaus – cidade com população estimada em mais de 2 milhões de habitantes – pode chegar próximo de 1.600 MW.

No entanto, a capital amazonense atingiu 1.709 MW de consumo na noite de quarta-feira. No mesmo período, em 2022, o maior pico do ano foi de 1.588 MW, em 28 de setembro. Ou seja, houve um aumento de 7% em relação ao esperado para o período.

Na quarta-feira, o pico foi registrado por volta de 21h. Nessa hora, 500 ocorrências de emergência foram registradas. Além disso, a concessionária informou que aproximadamente 15 transformadores precisaram ser substituídos.

Com o alto número de ocorrências simultâneas, o tempo de atendimento também aumentou. De abril a julho, o tempo médio para atender as ocorrências era de 215 minutos. A partir de agosto, o tempo se elevou para 338 minutos. Em setembro, o período de espera chega a 348 minutos, ou seja, mais de 5 horas.

O alto consumo de energia pode ser atribuído às altas temperaturas que Manaus vem enfrentando em setembro.