" >Manaus Vistoria tem credenciamento cassado no Detran-AM após irregularidades comprovadas pelo Departamento Nacional de Trânsito – Acorda manaus
Connect with us

Manaus

Manaus Vistoria tem credenciamento cassado no Detran-AM após irregularidades comprovadas pelo Departamento Nacional de Trânsito

Published

on

A empresa de vistoria veicular Manaus Vistoria Ltda. realizou mais de 250 vistorias fraudulentas entre 2018 e 2019. As fraudes foram comprovadas por meio de procedimentos e processos administrativos do Detran-AM e confirmados em relatórios apresentados pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e com o apoio da Empresa de Processamento de Dados do Amazonas (Prodam). A empresa realizava vistoria de veículos por meio de credenciamento, que foi cassado após a comprovação das irregularidades.

Ao longo dos processos administrativos realizados pelo Departamento de Trânsito do Amazonas, ficou comprovado que a empresa cometia diversas irregularidades, ferindo as resoluções 466/2013 e 737/2018, ambas do Contran, e a portaria 653/2018 do Detran-AM, que regulamentam a atividade de vistoria veicular no âmbito do Estado do Amazonas. As irregularidades foram descobertas após denúncias e fiscalização do Detran Amazonas.

Dentre as fraudes realizadas pela empresa Manaus Vistoria, ficaram constatados registros de laudos de veículos como “reprovado” no Sistema de Certificação de segurança Veicular (SISCS) do Denatran e enviados pela empresa como “aprovado” para o sistema do Detran Amazonas. A apuração comprovou 247 casos do tipo.

O Detran também identificou que a empresa realizou vistorias externas em locais inadequados, tais como em via pública e garagens de pessoas físicas, o que não é permitido pela resolução 737/2018 do Contran. A lei permite vistorias nos pátios das empresas que possuem como atividade principal a compra e venda de veículos, sendo estas adquirentes ou proprietárias do bem. Em outro processo, a empresa também foi flagrada realizando vistoria em veículo com o bloco do motor no porta-malas do mesmo, fato que foi amplamente divulgado em portal de notícia local.

Os atos ilegais praticados pela empresa causam insegurança jurídica para a sociedade e para o sistema de segurança pública, contribuindo com o crime organizado, roubos e furtos de veículos e demais fraudes que porventura possam ocorrer na atividade de vistoria veicular. As irregularidades também afetam a regularização de veículos, execução de serviços ofertados pelo Detran como licenciamento, segunda via de CRV, transferência de propriedade, viabilizando que documentos possam ser ideologicamente falsificados.

A Manaus Vistoria Ltda., ao longo de sua atividade, respondeu a vários processos administrativos. Em 2018, a empresa sofreu uma penalidade de advertência e posteriormente de suspensão das atividades, processo este que se encontra em tramitação na justiça, pendente de instrução processual. Em 2019, a empresa contabilizou mais cinco processos administrativos que também culminaram com a cassação do credenciamento.

Os procedimentos administrativos estão sendo comunicados aos órgãos de controle, como o Tribunal de Contas do Estado (TCE), Ministério Público de Contas (MPC) e Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), conforme determina o Contran.

SEM FUNDAMENTO – O Detran-AM esclarece, ainda, que o processo judicial em que a empresa pede a prisão do diretor-presidente, não tem qualquer fundamento. Quanto ao pedido de prisão e penhora de bens do diretor-presidente do Detran-AM, Rodrigo de Sá, é importante ressaltar que não houve descumprimento de ordem judicial,  tendo em vista que a empresa Manaus Vistoria fora penalizada com a cassação do credenciamento, enquanto que o mandado de segurança referia-se ao cancelamento da suspensão. Portanto, descabida é a pretensão da empresa. Tanto é que não há nos autos do mandado de segurança qualquer manifestação do juízo em relação a bloqueio de bens, aplicação de multas diárias por descumprimento de ordem judicial e, muito menos, prisão do Diretor-Presidente.

É importante ressaltar que o processo encontra-se em grau de apelação onde o cumprimento da decisão do mandado de segurança fica suspenso automaticamente até o julgamento final do processo na segunda instância.

doc02762820200206124124 (3) doc02762820200206124124 vistoria

 

Manaus

Chuva alaga estacionamentos e carros ficam submersos no Centro de Manaus

Published

on

Bombeiros fazem escoamento da água para retirada dos veículos.

Um estacionamento na avenida Joaquim Sarmento, no Centro de Manaus, ficou alagado e 12 carros ficaram submersos depois da forte chuva que atingiu Manaus na tarde desta segunda (30). Outros cinco estabelecimentos também ficaram parcialmente alagados na área central da cidade.

Três viaturas do Corpo de Bombeiros foram acionadas. A corporação informou que utiliza um equipamento para fazer o escoamento da água. Assim que o nível de água for reduzido o suficiente, um guincho irá tirar os veículos do local.

Segundo o proprietário do estacionamento, Leandro Simões, que trabalha há mais de 7 anos no ramo, uma situação como essa nunca aconteceu.

Outros cinco estabelecimentos também ficaram parcialmente alagados na área central da cidade.  — Foto: Rebeca Beatriz/G1 AM

“Assim que eu vi, acionei os bombeiros e a Defesa Civil. Comuniquei os donos dos veículos e agora estamos acompanhando o trabalho”, disse.

O lojista Marcelo Freitas deixou dois carros estacionados no local, antes da chuva. Os dois veículos ficaram presos na alagação. Ele contou ao G1 que jamais imaginou uma situação dessas.

“Vim trabalhar e deixei meu carro aqui. Pouco depois me ligaram informando da situação. Já estou aqui há duas horas, pelo menos. Nunca imaginei passar por uma duração assim”, comentou.

Além do Corpo de Bombeiros, o Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (Immu) também foi acionado. O transitou ficou mais lento na avenida e veículos têm dificuldade para trafegar.

A Defesa Civil de Manaus informou que está em monitoramento às possíveis ocorrências ocasionadas pela chuva.

Na Rua Joaquim Sarmento, Centro, um estacionamento ficou alagamento e carros estacionados ficaram submersos. — Foto: Rebeca Beatriz/G1 AM

Continue Reading

Manaus

Linhas de ônibus voltaram a circular pela ponte do bairro Educandos em Manaus

Published

on

Circulação das linhas foi desviada para outras ruas dos bairros Educandos e Morro da Liberdade durante obra.

Cinco linhas que atendem bairros da zona Sul de Manaus voltaram a trafegar, a partir desta segunda-feira (30), na ponte Antônio Plácido de Souza – a ponte do Educandos – reinaugurada após obras. A circulação das linhas foi desviada para outras ruas dos bairros Educandos e Morro da Liberdade durante a obra.

As linhas 704 (Betânia / Centro; 705 – Mauazinho / T2 / Centro), 706 (Mauazinho / Panair / Centro; 711 – Mauazinho / T2 / Centro) e 004 (Circular / T2 / Educandos / Centro) irão retomar seus antigos itinerários e, assim, encurtar o percurso em direção ao Centro. A linha 625 (Nova República / Educandos / Centro) irá manter o atual itinerário para atender os usuários que, atualmente, fazem embarque e desembarque na avenida Lourenço Braga.

De acordo com a prefeitura, a linha 707 (Educandos / avenida Lourenço Braga / Centro) será substituída pelas linhas que retornam ao antigo itinerário. Além disso, a linha 625, que estava no itinerário provisório, passará a ser permanente.

Itinerários

A linha 704, no sentido bairro/Centro, tem o seguinte itinerário: rua Branco e Silva, avenida Presidente Kennedy, avenida Rio Negro, rua Inocêncio de Araújo, rua Delcídio do Amaral, Ponte do Educandos e rua Quintino Bocaiuva de onde seguem o itinerário normal.

A linha 705, no sentido bairro/Centro, fará o itinerário normal até a rua Presidente Kennedy, segue pelas avenidas Leopoldo Péres, Rio Negro, rua Inocêncio de Araújo, ponte Educandos, rua Delcidio do Amaral, Quintino Bocaiúva e segue itinerário normal.

Em relação à linha 706, no sentido bairro/Centro, a linha segue o itinerário até a rua Presidente Kennedy, a partir de onde segue pela avenida Leopoldo Péres, avenida Rio Negro, prossegue pela rua Inocêncio de Araújo, ponte do Educandos, rua Delcidio do Amaral, Quintino Bocaiúva. No sentido Centro/bairro, a linha 706 terá o itinerário normal até a rua Miranda Leão, avenida Joaquim Nabuco, rua dos Andradas, rua Isabel, rua Quintino Bocaiúva, rua Delcidio do Amaral e itinerário normal.

A linha 711, no sentido Centro/bairro, atenderá a rua dos Andradas, rua Isabel, rua Quintino Bocaiúva, rua Delcidio do Amaral e segue o itinerário normal.

Em relação à linha 004, no sentido bairro/Centro, esta seguirá pelo itinerário normal até a avenida Floriano Peixoto, de onde seguirá pela rua dos Andradas, rua Isabel, rua Quintino Bocaiúva, rua Delcidio do Amaral e itinerário normal.

Continue Reading

Manaus

Motorista de aplicativo se joga de carro e foge de assaltantes após sequestro relâmpago; três são presos em Manaus

Published

on

Caso aconteceu no início da madrugada desta terça-feira (1°).

Um motorista de aplicativo, de 29 anos, foi vítima de roubo e sequestro relâmpago no início da madrugada desta terça-feira (1°), em Manaus. De acordo com a polícia, três homens foram presos suspeitos de participação no crime.

De acordo com a Polícia Militar, o caso teve início por volta de 0h30 na Avenida Tenente Roxana Bonates, conhecida como avenida Igarapé do Passarinho, no bairro Novo Israel, após o motorista iniciar uma corrida.

Durante a corrida, os suspeitos anunciaram o assalto utilizando uma escopeta calibre 12, de fabricação caseira.

Ainda de acordo com a polícia, os assaltantes tentaram colocar o motorista dentro do porta-malas, mas nesse momento, o homem se jogou e conseguiu fugir.

Motorista de aplicativo se joga de carro e foge de assaltantes após sequestro relâmpago; três são presos em Manaus — Foto: Polícia Militar/Divulgação

O motorista de aplicativo pediu socorro de policiais militares, e os suspeitos fugiram em direção ao bairro Santa Etelvina.

A Polícia Militar informou que rastreou o veículo da vítima por meio do celular do motorista que ficou dentro do carro.

A localização foi identificada na Rua das Laranjeiras, no bairro Monte das Oliveiras, próximo a um shopping. Dois homens de 30 e 18 anos foram detidos dentro do veículo.

Segundo a polícia, os homens jogaram a chave e o celular da vítima em uma área de mato. Os objetos foram encontrados horas depois.

Depois de ser preso, um dos suspeitos informou que um terceiro envolvido, de 20 anos, estava com a arma usada no crime. Ele foi deixado na Rua Achuarana, no Monte das Oliveiras. A polícia foi até o local e avistou o homem, que tentou correr ao perceber a chegada dos policiais. Ele jogou a arma utilizada no crime.

O trio foi preso em flagrante. Alguns motoristas de aplicativo tentaram agredir os suspeitos no momento da prisão.

Continue Reading

Mais lidas