Connect with us

Polícia

“Maníaco” é preso após fazer quatro vítimas e matar uma mulher no Pará

Publicado

em

Pará – A polícia apreendeu neste domingo (12) um adolescente suspeito de ser o “Maníaco de Marituba”, acusado de envolvimento no desaparecimento de mulheres na Grande Belém. O caso vem chamando atenção da população, nas redes sociais.

Samara e Jennyfer foram duas das vítimas dos criminosos. Reprodução
A operação chegou ao acusado através de denúncias anônimas e investigações em torno do desaparecimento de cinco jovens, sendo que uma delas, identificada como Samara Mescouto, desaparecida desde sexta-feira (10), foi encontrada morta em um terreno próximo ao local.

O acusado foi localizado na própria casa, na estrada da Pirelli, localizada em Marituba, Região Metropolitana Belém.

“Hoje pela manhã entramos na mata de Marituba desde as primeiras horas da manhã e encontramos calcinhas e roupas espalhadas. As vítimas eram atraídas para atividades e acabaram sendo estupradas e depois mortas”, relatou, disse o Delegado, que teve uma sobrinha como uma das vítimas do imoral filho do cão.

As vítimas tinham em comum o fato de trabalharem realizando procedimentos estéticos. Elas eram contratadas para fazer os serviços na casa de um cliente, e marcavam o ponto de encontro em Marituba. Após saírem para o serviço, desapareciam.

Eder Mauro conta ainda como chegou aos envolvidos. “Localizamos uma moto e uma bicicleta e invadimos a cara de um dos acusados, que confessou os crimes e nos passou sobre o segundo suspeito”. O segundo homem, que não teve a identidade revelada, foi levado a delegacia para prestar esclarecimentos. Ele ainda não é considerado suspeito e não foi preso.

Ainda sobre o caso, Eder Mauro encontrou um dos corpos das vítimas, do de Samara, atrás da casa de um dos acusados. “Encontramos um corpo aqui no local e já estamos no aguardo do IML para realizar o trabalho de remoção e investigar detalhes sobre o caso”, completou.

Entre as cinco garotas, uma segue internada no Hospital Metropolitano, outra foi encontrada e duas seguem desaparecidas.

Imagem de capa: Câmeras de segurança na região flagraram um dos suspeitos do crime levando uma das vítimas para o ataque. | Divulgação

Leia Mais
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + 18 =

Amazonas

Polícia Civil prende segundo envolvido na morte de capitão da PM

Publicado

em

“Maicon”, foi preso nesta quinta-feira(14) em cumprimento a mandado de prisão temporária

Hitalo Guimarães de Souza, 18, vulgo “Maicon”, foi preso nesta quinta-feira(14) em cumprimento a mandado de prisão temporária. O suspeito é apontado como envolvido no latrocínio do capitão da Polícia Militar, Deivide de Souza Chaves, ocorrido na última terça-feira (12), na zona leste de Manaus.

De acordo com a polícia, Hitalo, quando adolescente, teve passagens por roubo e tráfico de drogas.

Na quarta-feira, o primeiro envolvido no crime foi preso por policiais militares da Força Tática. Ele foi levado para a Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), onde prestou depoimento.

Conforme o delegado Aldeney Góes, titular da Derfd, a partir das informações prestadas pelo homem, os policiais civis, em uma ação coordenada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), foram ao conjunto Castanheiras, zona leste, onde prenderam Hitalo.

“José apontou o Hitalo como um dos homens que estava no carro durante o crime que vitimou o capitão. O suspeito é conhecido pela alcunha de Maicon. Nós fizemos uma acareação dos dois suspeitos e foi comprovado o envolvimento do Hitalo, mas ele nega o envolvimento”, explicou o delegado.

O suspeito foi autuado pelo crime de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, e vai ser encaminhado para uma unidade prisional.

Ainda segundo o delegado, o autor dos disparos contra a vítima, identificado como Gabriel Coelho do Amaral, conhecido como “Macaco”, está foragido e um mandado de prisão temporária já foi expedido em nome dele.

Leia Mais

Amazonas

Homem é executado por grupo armado na Compensa, zona oeste de Manaus

Publicado

em

A vítima ainda foi socorrida, mas morreu no hospital. O crime será investigado pela polícia

João Vitor Cunha da Silva, foi executado na noite desta quarta-feira (13) quando estava na frente da sua casa, na rua Pacobaiba, bairro Compensa, zona oeste de Manaus.

De acordo com a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o pai da vítima que registrou o boletim de ocorrência, disse que o crime aconteceu por volta das 20h55.

João estava sentado na calçada em frente a sua casa, quando um veículo de modelo e placa ainda não identificados, chegou e homens desceram do carro. Em seguida, dispararam diversas vezes e fugiram.

A vítima ainda chegou a ser socorrida e levada para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, mas acabou não resistindo aos ferimentos e morreu na unidade de saúde por volta das 21h.

O caso continua sendo investigado pela Delegacia Especializada. O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML).

 

Leia Mais

Amazonas

Trio é flagrado com 200kg de drogas em embarcação no Amazonas

Publicado

em

Policiais da Base Fluvial Arpão prenderam três homens que transportavam entorpecentes em uma lancha no Rio Solimões

Durante abordagens a embarcações no Rio Solimões, policiais da Base Fluvial Arpão prenderam três homens com idade entre 26 e 51 anos por tráfico de entorpecentes. Os suspeitos foram flagrados na manhã desta quinta-feira (14), próximo à comunidade do Sodré, no município de Coari (a 363 quilômetros de Manaus). Eles foram abordados ao passar em uma lancha de alumínio.

De acordo com a Polícia Militar, os policiais realizavam fiscalização no local quando avistaram a lancha. Ao serem revistados, foram encontradas três sacolas com tabletes de maconha tipo skunk com o trio.

Uma revista minuciosa foi feita na embarcação e encontrada mais substância no interior do compartimento dos bancos. Ao todo, 187 tabletes com peso aproximado de 200 quilos foram encontrados. Os três suspeitos foram encaminhados à delegacia do município de Coari.

Coordenada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), a Base Arpão atua de forma integrada com efetivos das Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), Polícia Federal, Força Nacional, Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Leia Mais

Mais lidas