Connect with us

Amazonas

MPF instaura inquérito para apurar controle de surto de H1N1 no AM

Publicado

em

Em portaria, órgão afirma que estado teve 20 mortes pelo vírus somente em 2019.

O Ministério Público Federal instaurou um inquérito civil para apurar as medidas tomadas para controle do surto de H1N1 (Influenza A) no Estado do Amazonas. De acordo com a portaria, publicada no diário eletrônico nesta segunda (9), considera-se que o ano de 2019 já contabiliza mais de 20 mortes em razão da doença no estado.

(CORREÇÃO: O G1 errou ao informar que o MPF investiga medidas adotadas pelo Estado para controle do surto de H1N1, com mais de 20 mortes pela doença em 2020. Na verdade, o surto ocorreu em 2019 e não este ano, conforme divulgado pelo órgão. A informação foi corrigida às 22h50).

Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) informa que não há casos de mortes no Amazonas em decorrência de H1N1 em 2020. “Neste ano, os três óbitos registrados no Estado foram por Influenza B, e não Influenza A”, diz comunicado.

O MPF, na portaria assinada pela procuradora Bruna Menezes Gomes da Silva, pede esclarecimentos à Susam e Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) sobre as medidas de enfrentamento ao vírus e classifica a situação como “surto”.

A Susam divulgou, no último Boletim Epidemiológico, que o Amazonas teve, em 2020, até o momento, quatro casos notificados de Influenza A (H1N1).

Em 2019, 32 pessoas morreram no Amazonas por contaminação do H1N1. Foram 25 só em Manaus, além de casos em Itacoatiara, Japurá, Manacapuru, Maués, São Gabriel da Cachoeira, São Sebasão do Uatumã e Urucurituba.

Ainda em nota, a Susam se colocou à disposição para prestar informações necessárias ao MPF e detalhou trabalhos feitos atualmente no combate ao vírus. A FVS monitora semanalmente a circulação dos vírus por Manaus. Confira posicionamento na íntegra:

“A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) informa que não há casos de mortes no Amazonas em decorrência de H1N1 (Influenza A) em 2020. Neste ano, os três óbitos registrados no Estado foram por Influenza B, e não Influenza A.

Desde novembro de 2019, o Amazonas vem se preparando e intensificando as ações em função da Síndrome Respiratória Aguda Grave que costuma aumentar no período de chuva.

Em janeiro deste ano, o Governo do Amazonas instalou o Comitê Estadual de Resposta Rápida para Vírus Respiratório para executar ações de prevenção e controle de epidemias por síndromes gripais nas redes de saúde pública e privada de atenção básica e especializada da capital e do interior, visando a agilidade na execução das ações de notificação, registro, investigação, manejo e adoção de medidas preventivas, previstos no Plano estadual de vigilância de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e Síndrome Gripal (SG) para o surto sazonal de doenças respiratórias vivenciado atualmente no Estado.

A Susam destaca que a rede de saúde se encontra abastecida com o antiviral indicado para o tratamento da influenza e que notas técnicas com recomendações têm sido encaminhadas para todas as unidades da rede pública e privada da capital e também do interior sobre as síndromes respiratórias.

A Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) também monitora semanalmente a circulação dos vírus respiratórios em Manaus, o que permite a intensificação das ações de prevenção.

Leia Mais
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 3 =

Amazonas

Polícia Civil prende segundo envolvido na morte de capitão da PM

Publicado

em

“Maicon”, foi preso nesta quinta-feira(14) em cumprimento a mandado de prisão temporária

Hitalo Guimarães de Souza, 18, vulgo “Maicon”, foi preso nesta quinta-feira(14) em cumprimento a mandado de prisão temporária. O suspeito é apontado como envolvido no latrocínio do capitão da Polícia Militar, Deivide de Souza Chaves, ocorrido na última terça-feira (12), na zona leste de Manaus.

De acordo com a polícia, Hitalo, quando adolescente, teve passagens por roubo e tráfico de drogas.

Na quarta-feira, o primeiro envolvido no crime foi preso por policiais militares da Força Tática. Ele foi levado para a Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), onde prestou depoimento.

Conforme o delegado Aldeney Góes, titular da Derfd, a partir das informações prestadas pelo homem, os policiais civis, em uma ação coordenada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), foram ao conjunto Castanheiras, zona leste, onde prenderam Hitalo.

“José apontou o Hitalo como um dos homens que estava no carro durante o crime que vitimou o capitão. O suspeito é conhecido pela alcunha de Maicon. Nós fizemos uma acareação dos dois suspeitos e foi comprovado o envolvimento do Hitalo, mas ele nega o envolvimento”, explicou o delegado.

O suspeito foi autuado pelo crime de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, e vai ser encaminhado para uma unidade prisional.

Ainda segundo o delegado, o autor dos disparos contra a vítima, identificado como Gabriel Coelho do Amaral, conhecido como “Macaco”, está foragido e um mandado de prisão temporária já foi expedido em nome dele.

Leia Mais

Amazonas

Homem é executado por grupo armado na Compensa, zona oeste de Manaus

Publicado

em

A vítima ainda foi socorrida, mas morreu no hospital. O crime será investigado pela polícia

João Vitor Cunha da Silva, foi executado na noite desta quarta-feira (13) quando estava na frente da sua casa, na rua Pacobaiba, bairro Compensa, zona oeste de Manaus.

De acordo com a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o pai da vítima que registrou o boletim de ocorrência, disse que o crime aconteceu por volta das 20h55.

João estava sentado na calçada em frente a sua casa, quando um veículo de modelo e placa ainda não identificados, chegou e homens desceram do carro. Em seguida, dispararam diversas vezes e fugiram.

A vítima ainda chegou a ser socorrida e levada para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, mas acabou não resistindo aos ferimentos e morreu na unidade de saúde por volta das 21h.

O caso continua sendo investigado pela Delegacia Especializada. O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML).

 

Leia Mais

Amazonas

Trio é flagrado com 200kg de drogas em embarcação no Amazonas

Publicado

em

Policiais da Base Fluvial Arpão prenderam três homens que transportavam entorpecentes em uma lancha no Rio Solimões

Durante abordagens a embarcações no Rio Solimões, policiais da Base Fluvial Arpão prenderam três homens com idade entre 26 e 51 anos por tráfico de entorpecentes. Os suspeitos foram flagrados na manhã desta quinta-feira (14), próximo à comunidade do Sodré, no município de Coari (a 363 quilômetros de Manaus). Eles foram abordados ao passar em uma lancha de alumínio.

De acordo com a Polícia Militar, os policiais realizavam fiscalização no local quando avistaram a lancha. Ao serem revistados, foram encontradas três sacolas com tabletes de maconha tipo skunk com o trio.

Uma revista minuciosa foi feita na embarcação e encontrada mais substância no interior do compartimento dos bancos. Ao todo, 187 tabletes com peso aproximado de 200 quilos foram encontrados. Os três suspeitos foram encaminhados à delegacia do município de Coari.

Coordenada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), a Base Arpão atua de forma integrada com efetivos das Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), Polícia Federal, Força Nacional, Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Leia Mais

Mais lidas