Connect with us

Polícia

Noiva grávida morre na porta da igreja antes do casamento

Publicado

em

São Paulo – Casar e ser mãe, esse era o sonho da enfermeira Jéssica Victor Guedes, 30 anos. Quando engravidou do noivo, o tenente Gonçalves, ambos de São Paulo, eles decidiram realizar a cerimônia de casamento, antes de a filha, Sophia, nascer. As informações são da Revista Crescer. Segundo a Tentente Mariana, da Seção de Comunicação Social do 46 Batalhão da Polícia Militar, no último sábado (14 de setembro), enquanto se preparava para subir ao altar, Jéssica, grávida de 7 meses, começou a se sentir mal e acharam que era ansiedade por causa do casamento. Afinal, tinha chegado o grande dia. “No trajeto até a igreja, onde o noivo e os convidados a aguardavam para a cerimônia matrimonial, ela começou a se sentir mal novamente”, conta Mariana. “Eu fiquei preocupado porque estava esperando ela no altar e ela não entrava. Uma prima dela entrou correndo, pelo tapete, e me contou que ela tinha desmaiado. Eu tirei ela da limosine, comecei os primeiros socorros e pedi ajuda dos meus amigos bombeiros [ele foi bombeiro durante 7 anos] que estavam lá”, disse o tenente Gonçalves em entrevista exclusiva a CRESCER. Ela foi levada a um hospital de SP que o convênio atendia, porém, devido à complexidade do caso, ele preferiu transferi-la para o Hospital e Maternidade Pro Matre Paulista (SP), que não faz parte da cobertura do seu convênio. Jéssica teve um AVC hemorrágico, por conta de uma eclâmpsia, e também uma hemorragia interna que teve que retirar o útero. Já chegou à maternidade sem atividade cerebral. Segundo Mariana, a equipe realizou uma cesárea de emergência para salvar a vida da pequena Sophia, que nasceu de 29 semanas, pesando 1 kg. A bebê prematura está recebendo todos os cuidados na UTI Neonatal. Como o casal gastou muito com o casamento e o tentente Gonçalvez, na tentativa de salvar sua esposa e filha, decidiu levá-la ao hospital que não era coberto pelo seu convênio, amigos decidiram fazer uma vaquinha virtual para ajudar com os custos de internação e UTI, inclusive da pequena Sophia. O site para ajudar é www.vaquinha.com.br/vaquinha/tenente-goncalves. “Jéssica estava fazendo acompanhamento pré-natal, não teve nenhum pico de pressão alta durante toda a gestação e era saudável, fazia atividade física e se alimentava bem”, disse a tenente Mariana, em entrevista a CRESCER. O tenente Gonçalvez também lembrou da alegria da noiva. “Ela era alegre, de bem com a vida, um ser de luz. Estava muito feliz com o casamento e com a gravidez. Eu ainda não acredito que tudo isso aconteceu. Parece que estou em um filme triste, que você chora, chora, chora, mas sai da sala de cinema e percebe que foi só um filme. No meu caso, o filme não acabou e o sofrimento será para sempre”, disse emocionado. Com a constatação da morte cerebral de Jéssica, a família decidiu atender ao próprio pedido dela e vão doar os órgãos, o que já está sendo realizado. Em nota, a Pro Matre Paulista disse que: “No momento, toda a equipe da maternidade está priorizando o apoio, conforto e atenção às famílias do Tentente Gonçalves e da paciente, ajudando-as com todas as providências necessárias”, diz a nota

Leia Mais
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × cinco =

Polícia

Jovem é executado por pistoleiros na zona leste de Manaus

Publicado

em

Renan Melo de Oliveira, 23, morreu após ser alvejado com vários disparos de arma de fogo, na noite deste sábado (20), na rua Eucalipto, bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado no 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP), o crime aconteceu por volta de 22h40, quando Renan e um amigo de 21 anos, estavam na rua Eucalipto. Um carro modelo celta, de cor e placa ainda não identificadas, se aproximou dos jovens e disparou diversas vezes em direção a dupla, fugindo logo em seguida.

Os jovens foram socorridos e levados para o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Platão Araújo, onde por volta de 23h, Renan não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.

A outra vítima, de 21 anos, foi alvejado por quatro disparos de arma de fogo, em várias partes do corpo e segue internado no hospital. O caso corpo de Renan foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML).

 

Leia Mais

Amazonas

Após tentar fugir da polícia, homem é preso com drogas e armas na zona centro-oeste de Manaus

Publicado

em

Um homem, que não teve sua identidade revelada, foi preso em uma casa no beco Santa Terezinha, no bairro Dom Pedro, na zona centro-oeste da Capital, após tentar fugir da polícia nesta sexta-feira (19).

Segundo os policiais que atenderam a ocorrência, as equipes estavam patrulhando na região quando avistaram o suspeito, que tentou fugir pulando por telhados de casas no local, se escondendo em uma quitinete, posteriormente.

Após os policiais fazerem as buscas na região, encontraram o suspeito, com um revólver 38, seis munições, um simulacro caseiro, uma balança de precisão, um bloco de registros, além de 5 porções de cocaína, 21 porções de maconha e 242 pinos de cocaína.

O homem e seus pertences foram apreendidos e encaminhados ao 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), com os procedimentos sendo adotados no local.

 

Leia Mais

Amazonas

Homem é esfaqueado pelo irmão durante briga familiar em Manaus

Publicado

em

Uma discussão entre familiares foi parar na polícia e no Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo, após um deles ser esfaqueado, enquanto tentava impedir uma briga. O caso aconteceu na noite desta sexta-feira (19), no bairro do Mutirão, na zona norte de Manaus.

Segundo os policiais que atenderam a ocorrência, Breno dos Santos, 25, foi levado ao hospital com uma facada no braço. Segundo Santos, a confusão aconteceu após ele chegar em casa e ver o irmão brigando com a irmã, sendo esfaqueado enquanto tentava intervir.

Breno, antes de ser levado ao hospital, ficou agonizando, recebendo ajuda de sua família, posteriormente. Ele foi encaminhado para a emergência e não corre riscos de vida. O suspeito ainda não foi preso. A polícia civil deve assumir as investigações do caso.

De acordo com o hospital, Breno está consciente e ficará em observação pela equipe do hospital até receber alta médica.

 

Leia Mais

Mais lidas