Connect with us

Brasil

O Brasil não irá restringir a entrada de chineses mesmo com essa imundice de coronavírus por aí

Published

on

O ministério da Saúde (MS) afirmou hoje (29) que não fará qualquer restrição à entrada de chineses no Brasil. Mesmo com a crescente epidemia dessa imundice chamada coronavírus que se alastrou pela China – o governo brasileiro não fechará as portas para os chineses. A título de precaução, o MS tem recomendado que as pessoas evitem viajar para aquele país e que empresários evitem receber pessoas vindas da China para reuniões presenciais.

“Nossa recomendação é que não se viaje para a China. Não cabe ao governo brasileiro recomendar que os chineses saiam de lá ou não, mas estamos recomendando as empresas brasileiras que evitem reuniões presenciais com pessoas que vieram da China”, disse José Gabbardo dos Reis, secretário-executivo do MS.

O ministério também considera que a recomendação do próprio governo chinês para que sua população evite viajar ajudará a reduzir o fluxo de visitas. “Essa recomendação pode até virar restrição, mas isso não tem interferência nossa”, acrescentou o secretário-executivo.

Questionado, o diretor do Departamento de Imunização de Doenças Transmissíveis, Julio Croda, disse que a medição de temperatura do visitante ao chegar no país não é uma medida efetiva e, por isso, não há preocupação em aplicá-la. A recomendação para os que chegaram da China há poucas semanas é procurar uma unidade de saúde assim que surgirem os sintomas de febre e tosse.

Croda, no entanto, destaca que caso os sintomas não sejam graves, a pessoa pode se manter isolada em casa. Com isso, há diminuição, inclusive, da circulação viral entre outros usuários das unidades de saúde. “É muito recomendado que se o paciente não apresenta sintomas que indiquem internação hospitalar, que possa ser feito isolamento domiciliar. Isso está no nosso protocolo”.

O potencial de letalidade do coronavírus ainda não é conhecido. O ministério aguarda dados mais completos da Organização Mundial de Saúde (OMS) a respeito das chances de morte dos portadores do vírus. O recomendado, até o momento, são medidas básicas de higiene para reduzir as chances de contrair o coronavírus: lavar as mãos regularmente e levar a mão à boca na hora de espirrar.

Em 2005, outro tipo de coronavírus, a chamada Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars), contaminou mais de 8 mil pessoas, matando cerca de 800. O que o MS sabe é que o novo vírus é menos perigoso, mata menos que a Sars, mas se espalha com mais facilidade.

Carnaval

Por enquanto, o ministério não considera adotar nenhuma medida que altere de alguma forma as festas de carnaval, que acontecerão na segunda metade de fevereiro. A princípio, explicou Gabbardo, serão feitas ações visando a prevenção. Mas esse planejamento pode mudar caso o quadro da epidemia comece a evoluir no Brasil. No momento, não existe nenhum caso confirmado de pacientes portadores do coronavírus no país.

“Não existe nenhuma decisão do ministério da Saúde, neste momento, de alguma interferência ou intervenção mais drásticas em relação ao carnaval. Vamos divulgar para as pessoas o que elas podem fazer para reduzir a possibilidade de transmissão. Vai depender do que acontece nos próximos dias e semanas. Não é uma decisão definitiva”.

O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, acrescentou que o Brasil está no verão e que, por isso, é muito pequena a possibilidade de uma doença respiratória se alastrar por aqui nos moldes do que ocorre na China. Por isso, nenhuma medida mais extrema será tomada a menos que seja realmente necessário. “Não vamos tomar nenhuma medida de exceção por precaução, fazendo ações que impliquem na decisão das pessoas sem termos muita clareza da tomada dessa decisão”.

O Ministério da Saúde (MS) informou hoje (29) que existem nove casos considerados suspeitos de coronavírus no Brasil. São três casos em São Paulo, dois em Santa Catarina, e um caso nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná e Ceará.

Atualmente, 6.165 casos foram confirmados em todo mundo, sendo 6.070 somente na China. Naquele país 133 pessoas já morreram por conta do coronavírus. A doença chegou a 15 outros países, como Japão, Estados Unidos, França, Austrália, Emirados Árabes e Alemanha. Hoje foi confirmado o primeiro caso na Finlândia. Não houve ainda nenhuma morte em outros países.

A Agência Brasil preparou um vídeo sobre o caso;

https://youtu.be/Z1Ter58zZb0

Brasil

Presidente Jair Bolsonaro testa positivo para Covid-19

Published

on

Bolsonaro testa positivo para coronavírus, já usa cloroquina e espera contraprova

Brasília – O presidente da República Jair Bolsonaro testou positivo nesta segunda-feira (6) para coronavírus. A informação é do jornalista Claudio Humberto para o programa Repórter Bandeirantes. De acordo com o jornalista, nesta terça-feira (7) será apresentada a contraprova do teste de Covid-19 de Bolsonaro.

Bolsonaro, que completou 65 anos em março, disse na noite desta segunda (6) à CNN que está com 38°C de febre e 96% de taxa de oxigenação no sangue, e contou que está tomando hidroxicloroquina. Por causa dos sintomas, a agenda do presidente para o restante da semana está cancelada.

À CNN, o presidente disse que já fez um teste para Covid-19 no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, e que o resultado do exame deve sair por volta do meio-dia desta terça-feira (7).

Bolsonaro também informou à CNN que fez também uma ressonância magnética dos pulmões. De acordo com o presidente, este exame não identificou problemas.

Fonte: Agora Rn

Continue Reading

Brasil

Os grandes feitos do governo Bolsonaro que a imprensa tenta esconder

Published

on

Brasília – Relatório dos feitos do governo Jair Bolsonaro ao longo dos meses de seu mandato.

Temos destacado pontos em diversas áreas: programas de ministérios nas áreas de educação, política, segurança, economia e cidadania.

Conforme já mencionamos anteriormente, o governo Bolsonaro vem sofrendo diuturnamente com a falta de propagação das medidas econômicas, sociais e políticas.

O boicote da imprensa vem acompanhado da potencialização de polêmicas desnecessárias e declarações desencontradas de entes do governo, tudo na intenção de causar crises aos que estão entorno do chefe do Executivo.

Veja abaixo alguns dados que provam que o governo Bolsonaro é o mais reformista da história do Brasil:

ECONOMIA: O Brasil criou 841,5 mil empregos formais de janeiro a outubro de 2019. O resultado é 6,45% maior que o registrado no mesmo período de 2018, e o representa o melhor índice desde 2014;

INCLUSÃO: Assinou MP que cria pensão vitalícia para crianças com microcefalia decorrentes do Zika; pagamento será de um salário mínimo;

COMBATE À CORRUPÇÃO: Bolsonaro assinou decreto que mantém sigilo de dados de quem denunciar irregularidades no governo. Atualmente, dados do denunciante podem ser compartilhados entre órgãos do governo. A intenção da nova norma é estimular participação da população em denúncias.

INCLUSÃO: Anunciou a inclusão de autistas no Censo 2020; atualmente, não existem dados oficiais sobre as pessoas com transtorno do espectro autista (TEA) no Brasil;

TECNOLOGIA: Iniciou o processo de digitalização de documentos do governo, gerando economia de bilhões em poucos anos;

ECONOMIA: Viabilizou a captação de bilhões de reais via acordos com fins pacíficos com todo o mundo, após acordo de lançamento de satélite pela base área de Alcântara;

SAÚDE: Governo Bolsonaro reduziu de 18% para zero a 2% os impostos para importação de medicamentos para tratamento de pacientes com câncer e HIV, além de determinados tipos de fraldas e absorventes;

ECONOMIA: Criou a MP da liberdade econômica, possibilitando ao pequeno investidor menor fiscalização do estado, menos burocracia e gastos;

TURISMO: O turismo de negócios teve alta de 14,7% no primeiro semestre do Governo Bolsonaro, segundo os dados da Abracorp;

COMBATE ÀS FRAUDES: Bolsonaro criou a Lei nº 13.846 que combate fraudes previdenciárias e que vai gerar uma economia acima de R$ 100 bilhões em 10 anos;

PACTO INTERNACIONAL: Realizou parcerias que beneficiam o Mercosul após reunião do G-20 no Japão, podendo gerar investimento de bilhões em território nacional;

ATENÇÃO AOS NECESSITADOS: Implementou o décimo terceiro salário para o Bolsa-Família, um adicional de R$ 2,6 bilhões para os mais necessitados, oriundos do combate às fraudes no programa.

TECNOLOGIA: Junto ao Ministério da Ciência e Tecnologia, iniciou o processo de instalação de máquinas que transformam água do mar em em água potável para o Nordeste, ação somente possível após estreitamento de laços com Israel, país que domina tal tecnologia;

COMBATE À CORRUPÇÃO: Prosseguiu o decreto que aplica critério da Ficha Limpa para nomeação de cargos em comissão;

MENOS IMPOSTOS: Redigiu a MP que altera a cobrança da taxa sindical, deixando-a de ser obrigatória;

PACTO INTERNACIONAL: Conquistou apoio dos EUA e Israel para entrada na OCDE, bloco de cooperação mútua com as maiores economias do mundo. Vai na contramão de governos anteriores que visavam políticas ideológicas, como o Foro de SP, que sempre priorizou o Mercosul;

PENTE-FINO: Extinguiu centenas de conselhos de administração pública, que servem de cabides de emprego e geram travamento da máquina pública; medida irá gerar economia de bilhões em gastos desnecessários;

COMBATE AO CRIME: Nos primeiros 8 meses do governo Bolsonaro, os homicídios caíram 22% em relação ao mesmo período de 2018, segundo os números do Sinesp;

COMBATE AO CRIME: O roubo de veículos também despencou no primeiro quadrimestre do Governo Bolsonaro. Queda de 27,5% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo os números Sinesp;

COMBATE ÀS DROGAS: Aumento de 158% na apreensão de cocaína no primeiro semestre de 2019 em comparação ao mesmo período de 2017 e de 92% em relação ao mesmo período de 2018;

SUSTENTABILIDADE: Assinou decreto que possibilita a conversão de multas ambientais simples em serviços de preservação, melhoria e recuperação do meio ambiente, visando agilizar as cobranças;

QUEDA NOS ROUBOS A BANCOS: Em 2019, o índice de roubo a bancos também despencou no Governo Bolsonaro, alcançando queda de 38,5% nos primeiros 4 meses em relação a 2018, assim como como roubo de carga, que caiu 27,3% para o mesmo período, segundo os números do Sinesp;

PACTO INTERNACIONAL: Foi feito pelo Governo Bolsonaro um acordo de livre comércio entre o Mercosul e a Associação Europeia de Livre Comércio (Suíça, Noruega, Islândia e Liechtenstein), que elevará o PIB do Brasil em US$5,2 bilhões em 15 anos;

EDUCAÇÃO: Em 2019, criou o programa Inovação Educação Conectada, para fornecer internet para 3 milhões de estudantes, principalmente na região nordeste;

EDUCAÇÃO: Iniciou a construção de colégios militares, tendo como objetivo um por cada estado até o fim de seu mandato. Ensino de reconhecida excelência diante dos resultados nacionais e internacionais;

ECONOMIA: O CDS de 5 anos (custo do contrato de swap de default de crédito, na sigla em inglês) do Brasil caiu para 109,96 pontos (11/12/2019); o patamar foi o menor desde 9 de maio de 2013, quando atingiu 109,17 pontos. O CDS é a medida usada para calcular o risco-país, indicador que aponta a confiança de investidores internacionais no país. Quanto menor o índice, maior a confiança dos investidores internacionais;

ECONOMIA: Após abrir mercado de carne para a Indonésia, ampliando para a China e introduzindo o leite brasileiro e seus derivados no Egito, o Ministério da Agricultura fechou acordo com a Arabia Saudita para exportação de frutas, castanhas e derivados de ovos; estima-se potencial de U$$ 2 bi;

Jornalismo verdade

Apesar das investidas da esquerda e da mídia tradicional que buscam prejudicar o presidente Jair Bolsonaro e minimizar a grandeza de seus feitos, o novo governo, em 18 meses de mandato, diminuiu o índice de criminalidade, reduziu impostos, aprovou reformas essenciais e recuperou a confiança de investidores estrangeiros.

O Conexão Política valoriza os esforços do presidente Jair Bolsonaro e de sua equipe na reconstrução de um novo Brasil e fazemos questão de continuar destacando tudo aquilo que a mídia tradicional tenta esconder dos brasileiros.

Fonte Conexão Política

Continue Reading

Brasil

Carro com filhos do cantor Leonardo cai dentro de rio em Goiás

Published

on

Veículo capotou e caiu na água. Filhos do cantor, Matheus e João Guilherme, juntamente com o motorista, foram levados para uma unidade de saúde, mas não apresentaram ferimentos e foram liberados.

O carro que transportava dois filhos e o motorista do cantor sertanejo Leonardo capotou e caiu no Rio do Boi, em Goiás. O acidente aconteceu a 40 km da fazenda do artista, na tarde desta quarta-feira (1º). Um vídeo mostra quando o carro é retirado da água (veja acima).

Segundo a assessoria de Leonardo, eles seguiam para a propriedade rural, localizada em Jussara, quando aconteceu o acidente. O motorista do carro tentou desviar de uma carreta que estava na pista e capotou.

O caminhoneiro ajudou no socorro das vítimas. Os filhos do cantor Matheus e João Guilherme, juntamente com o motorista, foram levados para uma unidade de saúde, mas não apresentaram ferimentos e foram liberados.

Um guincho foi usado para tirar o carro do rio. Ainda de acordo com a assessoria, os filhos do cantor estão na fazenda e passam bem.

João Guilherme e Matheus Vargas, filhos do cantor Leonardo — Foto: Reprodução/Instagram

Continue Reading

Mais lidas