Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

OSA será lançada nesta sexta-feira em coletiva de imprensa no Teatro ICBEU

Foto: divulgação

Iniciada em janeiro de 2024 sob a batuta do maestro e diretor artístico Rubens Souza, a Orquestra Sinfônica da Amazônia (OSA) é o resultado da concretização de um sonho antigo deste renomado músico clássico. O projeto foi concebido durante a pandemia de covid-19, mas apenas se materializou após o encerramento da temporada da “Série Rio Negro Concertos Sinfônicos 2023”, uma iniciativa também de Souza que incluiu concertos no emblemático Teatro Amazonas e no Teatro ICBEU, além da oferta de palestras musicais em escolas públicas de Manaus, todas atividades totalmente gratuitas sob o amparo da “Lei de Incentivo à Cultura”, promovida pelo Ministério da Cultura.

Este ano, a OSA promete uma temporada ainda mais ambiciosa. Com um cronograma que aguarda confirmação, são esperados doze concertos e seis palestras musicais em escolas, delineando a programação de 2024. A aguardada estreia da orquestra está agendada para o mês que vem, no dia 5, às 19h, no majestoso Teatro Amazonas. No repertório, constam obras de Mozart, Alexander Borodin e de Timóteo Esteves, musico pernambucano que há mais de 20 anos reside no Amazonas.

O evento de lançamento está programado para a próxima sexta-feira, dia 26 de abril, às 10h, no Teatro ICBEU, localizado na Avenida Joaquim Nabuco, no coração de Manaus, durante uma coletiva de imprensa.

Como Orquestra Residente do ICBEU, a OSA é formada por 50 talentosos músicos, divididos em quatro families de instrumentos: cordas, madeiras, metais e percussões. Este grupo reúne tanto músicos emergentes quanto artistas consagrados na cena musical manauara, todos sob a liderança de Rubens Souza. A missão da OSA, de acordo com seu fundador, é oferecer experiências transformadoras que celebrem o poder unificador da música, arte e cultura.

“Nosso objetivo é conectar artistas e o público, fomentando um ambiente no qual a expressão artística floresça. Nossa missão é inspirar, educar e despertar a paixão pela música em pessoas de todas as idades”, destaca o maestro Rubens Souza.

O projeto da Orquestra Sinfônica da Amazônia é patrocinado pelo Instituto Cultural Brasil – Estados Unidos (ICBEU-Manaus) e conta com suporte cultural de diversas instituições, incluindo a TV Encontro das Águas e o Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Amazonas. Atualmente, o projeto busca captar recursos através da Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura, estando aberto também para patrocínios independentes.

Sobre o Maestro Rubens Souza, é importante destacar sua trajetória como trompetista formado pela Universidade Federal do Amazonas e sua atuação de mais de 25 anos na Amazonas Filarmônica. Seu comprometimento com a música erudita é notável, especialmente por meio de seus projetos, como a Série Rio Negro Concertos Sinfônicos e a própria Orquestra Sinfônica da Amazônia, revelando seu talento como diretor artístico e maestro de orquestras clássicas.

Fonte: https://folhadesorocaba.com.br/de-volta-sorocaba-reinaugura-unidade-do-sabe-tudo-conect-apos-anos-de-inatividade/