Connect with us

Polícia

PF prende juiz que tinha vida de luxo

Publicado

em

Em cumprimento a ordem do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Og Fernandes, a Polícia Federal prendeu, na manhã deste sábado, 23, o juiz Sérgio Humberto de Quadros Sampaio, da 5ª Vara de Substituições da Comarca de Salvador. O magistrado baiano estava afastado de suas funções desde a última terça-feira, 19, quando a Operação Faroeste foi deflagrada para investigar um suposto esquema de venda de sentenças em processos sobre grilagem de terras no oeste da Bahia.

A ação também levou ao afastamento do presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA), Gesivaldo Nascimento Britto, e dos desembargadores José Olegário Monção Caldas, Maria da Graça Osório Pimentel Leal e Maria do Socorro Barreto Santiago, além da juíza de primeira instância Marivalda Almeida Moutinho.

Segundo as investigações, o juiz Sérgio Humberto Sampaio havia sido designado pela desembargadora Maria do Socorro para a atuar na Comarca de Formosa de Rio Preto com o ‘propósito de fazer cumprir, com velocidade incomum’, as ações ajuizadas pelo borracheiro José Valter Dias. O magistrado foi mantido pelo presidente do TJBA, mesmo sendo lotado em Salvador, com o fim de ‘manter a operação’.

O Ministério Público aponta que Sérgio Sampaio ‘reavivou ações paralisadas há décadas’ com o objetivo de levar as partes envolvidas no processo de transferência de terras para José Valter Dias a um acordo de conciliação idealizado por Adailton Maturino, empresário que se identificava como cônsul de Guiné-Bissau e suposto idealizador do esquema.

“Interessante notar como o investigado Sérgio Humberto Sampaio, apesar de lotado em Salvador, tem atuado em qualquer parte da Bahia, inclusive, na região sob investigação, sendo que, nos últimos meses, ele esteve em Casa Nova, Salvador, Santo Amaro, Capim Grosso, Formosa do Rio Preso e Santa Rita de Cássia”, detalham os investigadores.

Relatórios de movimentação bancária e levantamento dos bens do juiz mostram que ele vivia uma vida luxuosa em Salvador. Em nome dele e de sua mulher estão um Porsche Cayenne, uma Harley Davidson FXSB e uma Mercedes Benz C180 Turbo. “Além do fato de residirem em luxuosa residência em um dos condomínios soteropolitanos em que o preço dos imóveis tem, como média, o valor de R$ 4,5 milhões e cujo aluguel varia entre R$ 15 mil e R$ 20 mil mensais”, aponta a procuradoria.

A esposa do magistrado trabalha como recepcionista do TJBA e já respondeu processo disciplinar por não ter apresentado a declaração do imposto de renda em 2013.

A reportagem busca contato com o juiz Sérgio Humberto de Quadros Sampaio. O espaço está aberto a manifestações

“O Tribunal de Justiça da Bahia foi surpreendido com esta ação da Polícia Federal desencadeada na manhã desta terça-feira (19/11/19). Ainda não tivemos acesso ao conteúdo do processo. O Superior Tribunal de Justiça é o mais recomendável neste atual momento para prestar os devidos esclarecimentos. A investigação está em andamento, mas todas as informações dos integrantes do Tribunal de Justiça da Bahia serão prestadas, posteriormente, com base nos princípios constitucionais.

Pelo princípio do contraditório tem-se a proteção ao direito de defesa, de natureza constitucional, conforme consagrado no artigo 5.º, inciso LV: “aos litigantes, em processo judicial ou administrativo, e aos acusados em geral são assegurados o contraditório e ampla defesa, com os meios e recursos a ele inerentes.”

 
 

Amazonas

Operação apreende quase duas toneladas de drogas e 1,3 quilo de ouro no interior do AM

Publicado

em

A Operação Ágata Amazônia resultou na apreensão de 1,8 tonelada de drogas e 1,3 quilo de ouro no município de Japurá, no interior do Amazonas. As ações foram realizadas entre sábado e segunda-feira (8 e 10).

Também foram apreendidos quatro fuzis, 10 carregadores, 266 munições calibre 5,56 milímetros, um telefone satelital e três embarcações de pequeno porte com motor de popa, utilizadas no transporte do material ilícito.

A operação está em andamento na região desde o dia 3 de maio. As atividades foram conduzidas por militares embarcados no Navio Patrulha Fluvial Amapá. A primeira ação, ocorrida no dia 8, resultou na apreensão de 1,3 quilo de ouro, uma balança de precisão, duas armas, munições calibre 28 milímetros, 15 cilindros de oxiacetileno e animais silvestres.

Já no dia 9, nas proximidades do Lago do Tabaco, em Japurá, foram apreendidos 155 quilos de cocaína, 705 quilos de maconha do tipo Skunk oriundos da Colômbia, duas embarcações e cerca de 17 mil reais em espécie.

Duas pessoas foram detidas por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas em um local onde funcionava a base para escoamento dos entorpecentes.

No dia 10, foram apreendidos 985 quilos tipo Skunk, armamentos, munições e uma embarcação utilizada no transporte do material ilícito.

A Ágata é Operação Conjunta do Ministério da Defesa conduzida pela Marinha, Exército e Força Aérea Brasileira, com a participação de agentes da Polícia Federal e das Polícias Militar, Civil e Ambiental do Estado do Amazonas, e tem o propósito de reprimir e prevenir crimes transfronteiriços. As ações ocorrem na região da Tríplice Fronteira, nos rios Solimões, Içá e Japurá.

Leia Mais

Amazonas

Corpo de adolescente de 14 anos é encontrado às margens do Rio Negro, em Manaus

Publicado

em

O corpo de um adolescente de 14 anos foi encontrado às margens do Rio Negro, na orla do bairro Educandos, em Manaus. na tarde desta terça-feira (11). Ele foi levado para a base do Pelotão Fluvial, no Centro.

O jovem havia desaparecido poucas horas antes, quando nadava no rio com outros dois colegas.

De acordo com informações da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, o adolescente estava brincando no rio com os colegas. Eles apostaram para ver quem chegaria mais rápido em outra parte do rio.

Os bombeiros foram informados pelos colegas do jovem que talvez ele tenha sentido cãibra em um dos mergulhos, e por isso não retornou.

O tenente do Corpo de Bombeiros, Barbosa Amorim, foi um dos que participaram do resgate. A equipe, segundo ele, foi acionada por volta das 15h30, e o resgate foi feito às 17h20.

Ainda segundo a corporação, o adolescente sabia nadar um pouco, mas nesses casos, a correnteza costuma ser muito forte. O corpo do adolescente foi reconhecido por familiares e removido pelo Instituto Médico Legal (IML).

Leia Mais

Amazonas

Adolescente de 15 anos e três homens são mortos após ataque em Manaus

Publicado

em

Um adolescente de 15 anos e outros três homens, ainda não identificados, foram assassinados na madrugada deste domingo (9), no bairro Mauazinho, em Manaus. Uma quinta pessoa ficou ferida. A Polícia Civil investiga uma disputa entre facções criminosas rivais.

De acordo com a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), por volta de meia-noite, um grupo de uma facção criminosa rival do bairro Mauazinho foi até uma invasão nas proximidades, conhecida como “Vila Nova”.

A polícia disse que o grupo invadiu um ponto de vendas de entorpecentes e os criminosos atiraram contra as pessoas que estavam no local.

Na ocasião, um adolescente de 15 anos foi baleado e socorrido para o Hospital João Lúcio, mas não resistiu aos ferimentos. O irmão dele, não identificado, também ficou ferido e está hospitalizado.

Durante a ação criminosa, três homens foram sequestrados desse local. Conforme a polícia, eles foram levados pelos criminosos para o campo do “Maracambira”, onde foram encontrados mortos por volta das 3h, com vários disparos de arma de fogo.

Um dos homens mortos, segundo a polícia, liderava o tráfico de drogas na invasão Vila Nova, e a suspeita é que a motivação do crime trata-se de uma disputa entre facções duas criminosas. A PC informou que já houveram outros ataques entre os dois grupos.

Durante a madrugada, no campo em que foram encontrados os três homens mortos, o policiamento teve que ser reforçado no local. O caso é investigado pela DEHS.

Leia Mais

Mais lidas