Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Prefeito de Barcelos utiliza R$ 2,3 milhões em recursos públicos com empresa de Manacapuru

Foto: divulgação

Decisão do prefeito de Barcelos gera polêmica e levanta suspeitas sobre licitação para compra de alimentos

Barcelos, Amazonas – O prefeito Edson Mendes está no centro de uma controvérsia depois de homologar o Pregão Presencial nº 028/2023, que destinará R$ 2,3 milhões para a compra de gêneros alimentícios. O contrato milionário foi concedido à empresa R M N Alves LTDA, localizada em Manacapuru, cidade distante cerca de 364 km de Barcelos.

A escolha de uma empresa de fora da região para fornecer alimentos à Prefeitura de Barcelos está levantando questionamentos sobre a transparência do processo licitatório. Além disso, a distância entre os municípios também gera dúvidas sobre a logística e a eficiência na entrega dos produtos.

A empresa beneficiada, de propriedade do empresário Raimundo Mikael Napoleao Alves, já despertava suspeitas antes mesmo dessa licitação. Agora, a situação se agravou com a divulgação da homologação no Diário Oficial da União (DOU), ao invés do diário da Associação Amazonense de Municípios (AAM), como é comum em casos semelhantes.

Diante desse cenário, a decisão do prefeito Edson Mendes está sendo questionada e é necessário um esclarecimento sobre os critérios utilizados na escolha da empresa fornecedora. A transparência e a eficiência do processo licitatório são fundamentais para garantir a confiança da população e evitar qualquer tipo de irregularidade.

Imagem relacionada à notícia

Imagem relacionada à notícia

Imagem relacionada à notícia

Essa situação coloca em evidência a importância da transparência e da responsabilidade na gestão dos recursos públicos. A população de Barcelos espera que as devidas investigações sejam realizadas para esclarecer todas as dúvidas e garantir que os interesses da coletividade sejam preservados.

Fonte: https://cm7brasil.com/noticias/politica/prefeito-de-barcelos-gasta-r-23-milhoes-dos-cofres-publicos-com-empresa-de-manacapuru/