Connect with us

Manaus

Professor é preso em Manaus suspeito de armazenar e divulgar vídeo de pornografia infantil

Publicado

em

Homem de 50 anos foi preso durante a Operação “Cyber241”.

Um professor de matemática de 50 anos foi preso nesta segunda-feira (31), no bairro Parque Dez, em Manaus, suspeito de armazenar e divulgar vídeos de pornografia infantil. Além da profissão de docência, homem também é analista de sistemas, o que facilitava a prática criminosa, segundo a Polícia Civil.

Em depoimento à polícia, ele disse não se considerar pedófilo, mas “alega que repassou os vídeos com o intuito de investigar pedófilos na internet”.

O suspeito foi preso durante a operação “Cyber241”, que teve o nome dado em alusão a lei do Estatuto da Criança e do Adolescente, sobre oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, distribuir, publicar ou divulgar por qualquer meio registro que tenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente.

A delegada Ana Cristina Braga contou que as investigações tiveram início após a polícia receber denúncias anônimas sobre os vídeos criminosos com conteúdos de pornografia infantil.

“Os crimes cibernéticos, eles sempre deixam rastros. Aquela sensação de anonimato é inverídica. Foi também, por meio desses rastros que a nossa equipe iniciou a nossa investigação que culminou na prisão de um dos indivíduos. Esse professor, ele recebeu vídeos de pornografia infantil de sexo explícito e compartilhava em sites”, explicou a delegada.

Segundo a delegada, durante as buscas na casa do suspeito, a polícia encontrou um extenso material de dispositivo eletrônico. Os vídeos devem ser encaminhados para a perícia.

Ana Cristina explicou que ainda não foi confirmado se o suspeito possui algum tipo de envolvimento com crianças ou adolescentes. “Ele recebe esses vídeos repugnantes, crime que causa muita repulsa, divulgava esses vídeos para outras pessoas”, completou.

Na manhã desta segunda-feira (31), a ação policial foi deflagrada em Manaus e o professor foi preso em cumprimento de mandado de prisão preventiva.

O suspeito foi indiciado e deve responder pelo crime. Em seguida, será levado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição de Justiça.

Manaus

Homem é perseguido e morto a tiros em beco no bairro Compensa, em Manaus

Publicado

em

Um homem de 27 anos foi morto a tiros em um beco na rua Rui Barbosa, no bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus, na madrugada deste sábado (21). Segundo a polícia, criminosos seguiram a vítima, cometeram o crime e fugiram.

De acordo com a 8ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), familiares do homem contaram que ele estava no local, quando os atiradores chegaram. A vítima tentou fugir, mas foi perseguida pelo grupo e baleada diversas vezes.

Ele morreu no local dos disparos. Os atiradores fugiram sem ser identificados.

Ainda segundo a 8ª Cicom, o homem que foi morto tinha passagens pela polícia pelo crime de tráfico de drogas.

O corpo da vítima foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) e a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) deve investigar o caso.

Leia Mais

Manaus

Em Manaus, 250 quilos de maconha são apreendidos dentro de carro

Publicado

em

Em Manaus, dois homens foram presos e 250 quilos de maconha apreendidos durante uma fiscalização em veículos na ponte Rio Negro.

A prisão aconteceu por volta das 19h, de segunda-feira (9).

De acordo com o Departamento de Repressão ao crime organizado (DRCO), da Polícia Civil, a operação aconteceu após denuncias anônimas, que informaram que os homens fariam o transporte do material de Manacapuru para Manaus. As drogas foram apreendidas em um veículo, modelo Jeep.

Os homens foram presos por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Leia Mais

Manaus

Motorista de aplicativo é preso suspeito de assaltar passageiros em Manaus

Publicado

em

Um motorista de aplicativo de 44 anos foi preso, nessa segunda-feira (9), suspeito de assaltar os próprios passageiros, em Manaus. Outro homem, apontado como comparsa do motorista, também foi preso.

De acordo com a Polícia Civil, a dupla fez pelo menos 10 vítimas. Durante as corridas por aplicativo, o motorista levava os passageiros para uma rua mais afastada, onde anunciava o assalto.

Enquanto isso, o comparsa acompanhava a corrida em uma moto, e só se aproximava do carro no momento do assalto.

“O suspeito que ficava na motocicleta, inclusive, usava um colete de mototaxista, quando o carro desacelerava ele se aproximava , eles queriam o celular pra fazer transferências via PIX”, informou o delegado Denis Pinho, responsável por investigar o caso.

Segundo as investigações que apuram o caso, só uma das vítimas foi obrigado a transferir cerca de R$45 mil para a conta utilizada pelos suspeitos.

O carro utilizado pela dupla também foi apreendido. Em depoimento à polícia, eles confessaram os crimes.

Uma terceira pessoa também foi presa por receptação. A polícia afirma que ela foi encontrada com um dos celulares roubados pela dupla.

Conforme o delegado, as investigações seguem em andamento.

Leia Mais

Mais lidas