Connect with us

Amazonas

Ricardo Nicolau defende compensação e quitação de dívidas da Petrobras no Amazonas

Publicado

em

Presidente da CAE criticou ineficiência e processo de desinvestimento promovido pela estatal.

Amazonas – Diante do possível encerramento das operações da Petrobras em território amazonense, o presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD), recomendou um conjunto de providências a serem tomadas para evitar perdas à economia local. Dentre as medidas estão a busca de uma compensação junto à União e a quitação de eventuais débitos da estatal com o Estado relativos ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

“Antes que a Petrobras saia daqui, é preciso buscar a quitação de possíveis dívidas de ICMS, já que a petrolífera sempre pagou menos impostos do que deveria para o Estado. Outra medida necessária é negociar com o governo federal uma compensação para o Amazonas pelos prejuízos que essa decisão poderá gerar a nossa economia”, enfatizou o parlamentar, em publicação feita em suas redes sociais no último domingo, 28 de junho.

De acordo com Ricardo Nicolau, a saída da Petrobras reforça a necessidade do governo estadual de montar um planejamento estratégico que torne o Amazonas mais atrativo para novos investidores nacionais e estrangeiros. Para o presidente da CAE, o estado tem potencial tanto para aumentar a produção de óleo e gás como para viabilizar a exploração de outras áreas.

“O Amazonas tem um enorme potencial para atrair novos empreendimentos na indústria de óleo e gás, gerando emprego e renda sem colocar em risco o meio ambiente”, argumentou o deputado, acrescentando que a implantação do polo petroquímico, que nunca saiu do papel, é uma das possibilidades viáveis dentro do segmento de petróleo e gás natural para alavancar a economia amazonense.

Desinvestimento – Ricardo Nicolau lançou críticas à atuação da petrolífera, mencionando a falta de investimentos. “Infelizmente, a Petrobras não fez os investimentos necessários no Amazonas e, por muito tempo, inviabilizou a entrada de outros investidores no segmento. Foram décadas detendo exclusividade na exploração do óleo e gás e usufruindo de benefícios fiscais, enquanto seus desinvestimentos em nosso estado foram crescentes”, lamentou.

“Um exemplo da ineficiência da estatal no Amazonas foi o gás de Urucu, que, embora descoberto em 1986, teve a produção adequadamente escoada somente 23 anos depois, em 2009, pelo gasoduto Urucu-Coari-Manaus, que até hoje reinjeta milhares de metros cúbicos de gás que ficam sem uso”, completou o presidente da CAE.

A Petrobras está colocando à venda suas participações nas sete concessões de produção de campos terrestres do Polo Ucuru (Arara Azul, Araracanga, Leste do Urucu, Rio Urucu, Sudoeste Urucu, Cupiuba e Carapanaúba), além de infraestruturas de apoio.

Amazonas

Protocolo contra a Covid-19 desenvolvido pelo Grupo Samel é utilizado com sucesso no Paraguai; veja vídeo

Publicado

em

O presidente do grupo Samel, Luis Alberto Nicolau, vem informar que os estudos do uso da proxalutamida, para tratamento de pacientes acometidos pela Covid-19, se estenderam e colaboramos com o Hospital Barrio Obreiro, em Assunção, capital do Paraguai, no último mês, ao realizar o teste com fármaco em 25 pacientes, muitos em estado grave.

A nossa expectativa com o uso do medicamento foi bastante satisfatória frente aos resultados positivos que já obtemos não só aqui em Manaus, mas também no Paraguai e no mundo. O uso emergencial do fármaco já está em demais continentes, como a África e na região da Índia, que já se preparam para os testes com a droga.

Temos a certeza que este é um método ideal para o tratamento da Covid para, assim, termos mais vidas salvas. Nosso compromisso com a saúde, a ciência e a vida se fortalece a cada avanço que damos neste intenso combate!

Veja vídeo:

Fonte: Portal CM7

Leia Mais

Amazonas

Mais 221 e 5 mortes por Covid-19, são registradas no Amazonas

Publicado

em

Amazonas – O estado registrou mais cinco mortes por Covid -19, neste domingo (4), sendo duas ocorridas nas últimas 24 horas e três registradas em dias anteriores, porém confirmadas agora. O total de vidas perdidas para essa doença desde o início da pandemia subiu para 13.342 no estado.

Foram confirmados 221 novos casos da doença, o que totaliza 404.045 registros no estado, segundo o boletim da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM).

Entre os casos confirmados de Covid-19 no Amazonas, há 383 pacientes internados em Manaus, sendo 197 em leitos clínicos (34 na rede privada e 163 na rede pública), 185 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) (36 na rede privada e 149 na rede pública) e um em sala vermelha na rede pública.

Há, ainda, outros 35 pacientes internados considerados suspeitos e que aguardam a confirmação do diagnóstico. Desses, 29 estão em leitos clínicos (sete na rede privada e 22 na rede pública) e seis estão em UTI na rede pública.

No boletim consta, também, que há outros 45 pacientes internados com Covid-19 na rede pública de saúde do interior do estado, conforme informado pela Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM). São três em Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) e 42 em leitos clínicos.

Dos 404.045 casos confirmados no Amazonas até este domingo, 188.364 são de Manaus (46,62%) e 215.681 do interior do Estado (53,38%).

Entre as vítimas em Manaus, há o registro de 9.177 óbitos confirmados em decorrência de Covid-19. Todos os municípios têm óbitos confirmados, totalizando 4.165 no interior.

O boletim diário é construído com as informações disponibilizadas diariamente pelas prefeituras municipais, todos os dias da semana, incluindo fins de semana e feriados. Ao todo, cinco municípios não atualizaram o sistema de informação para consolidação dos dados do boletim. São eles: Amaturá, Apuí, Atalaia do Norte, Silves e Tapauá.

Leia Mais

Amazonas

Assaltantes armados perseguem trabalhador no bairro do Alvorada

Publicado

em

Onda de assaltos preocupam moradores de Manaus. Um vídeo enviado para o Portal Cm7 mostra um jovem sendo perseguido por homem armado no bairro do Alvorada I, zona Centro-Oeste da capital.

Os assaltantes estavam em uma motocicleta XRE 300 e pararam na frente de uma residência, supostamente para realizar furtos, mas é neste momento que o trabalhador passa com uma mochila nas costas pelos criminosos e começa ser perseguido por um dos homens. A vítima corre e os dois ladrões seguem a sua procura.

Não há informações sobre a vítima ou os criminosos.

Leia Mais

Mais lidas