Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Saúde amplia vacinação contra dengue com doses próximas do vencimento

Foto: divulgação

No Brasil, uma medida inovadora foi adotada pelo Ministério da Saúde no enfrentamento à dengue: a ampliação do público-alvo da vacinação. Visando minimizar o desperdício de vacinas próximas da data de vencimento, agora, doses que expiram até o dia 30 de abril podem ser administradas com preferência a crianças e adolescentes de 6 a 16 anos. Ademais, os gestores municipais têm autonomia para expandir a imunização para indivíduos de 4 a 59 anos, conforme orientação presente na bula da vacina Qdenga, endossada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Ethel Maciel, Secretária de Vigilância em Saúde e Ambiente, elucidou através de um comunicado nas redes sociais na quinta-feira (18), que municípios com amplos estoques de vacinas contra dengue perto de expirar até 30/04 tem a liberdade de aplicá-las em um espectro de idade mais amplo, de 6 a 16 anos. Se necessário, essa faixa pode ser ajustada para incluir idades de 4 a 59 anos, dependendo da quantidade de doses prestes a vencer.

A secretária reforçou que essa alteração na estratégia é temporária e provocada pela proximidade do vencimento das vacinas. Importante ressaltar que, para aqueles vacinados neste contexto, a aplicação da segunda dose está assegurada.

Ethel Maciel também enfatizou a importância da verificação, junto aos municípios, das idades eleitas para a vacinação, considerando a variação do estoque e a busca por vacinas. Sublinhou a importância da vacinação para as crianças, visando a atualização das cadernetas vacinais, proteção contra a dengue e a mitigação dos riscos associados.

A campanha de vacinação anti-dengue teve início em fevereiro, alcançando 521 municípios escolhidos pelo Ministério da Saúde, com foco em imunizar principalmente crianças e adolescentes de 10 a 14 anos.

O Ministério da Saúde alerta que, apesar da disponibilidade da vacina contra a dengue, o controle do mosquito Aedes aegypti ainda representa a principal estratégia de prevenção contra a dengue e outras arboviroses urbanas, como chikungunya e zika, enfatizando a importância do manejo integrado e das medidas de proteção pessoal nos domicílios.

Fonte: https://folhadesorocaba.com.br/de-volta-sorocaba-reinaugura-unidade-do-sabe-tudo-conect-apos-anos-de-inatividade/