Connect with us

Sociedade

Governador Wilson Lima lança Expoagro 2019, durante Cavalgada Solidária

Publicado

em

O governador Wilson Lima lançou, neste domingo (29/09), a 41ª Exposição Agropecuária do Amazonas (Expoagro), durante a Cavalgada Solidária pelas ruas do Parque das Laranjeiras. Durante o evento, na Hípica Nilton Lins, o governador afirmou que a feira vai apresentar o potencial do Amazonas e movimentar a economia do estado. Ela não era realizada havia seis anos.

“É uma Expoagro com a cara do povo desse estado. Não vamos repetir as feiras realizadas em outras regiões do Brasil porque temos produtos com grande potencial para exportação, produtos que são únicos, e vamos começar a agregar valor dessas cadeias que tanto precisam não só do apoio do Governo do Estado, mas do Governo Federal e, sobretudo, do setor privado”, afirmou o governador.

Wilson Lima destacou ainda que irá montar um gabinete dentro da feira, onde serão atendidos produtores da capital e do interior.

“A realização desse evento é um trabalho de resgate da autoestima do pequeno produtor, do médio produtor, do pecuarista, do agricultor, daquelas pessoas que estão fazendo um grande esforço para colocar alimento na mesa”.

O governador do Amazonas ainda acrescentou que o Governo está construindo um novo momento no setor primário, que tem papel fundamental na retomada da economia do estado.

“Eu tenho uma preocupação muito grande em desenvolver o estado como um todo, e vejo o setor primário como uma das matrizes econômicas mais fortes, por meio da qual podemos ter um resultado muito grande, com possibilidades como, por exemplo, na piscicultura e em manejos florestais”, comentou. “A despeito do que acontece Brasil afora, onde a economia está andando de lado, no Amazonas temos incrementado as atividades econômicas, resultado desse aumento no Polo Industrial de Manaus, mas também é parte do investimento que estamos fazendo no setor primário”.

Interior – O secretário de Estado da Produção Rural, Petrúcio Magalhães Júnior, reforçou que a ação do Governo é mais um incentivo aos produtores e à realização de mais feiras agrícolas, tanto na capital quanto no interior.

“Tudo isso é fruto de planejamento a partir do Plano Safra, que foi lançado em junho e estabeleceu o que era necessário para retomar a Expoagro, assim como as feiras no interior, com as quais já passamos por Manicoré, Boca do Acre, Apuí, Humaitá e Autazes”, afirma o titular da pasta. “Isso motiva o produtor e incentiva empreendedores a investir no agro. É preciso começar a potencializar outras matrizes econômicas”.

Expoagro – A 41ª Exposição Agropecuária do Amazonas terá sua abertura oficial no dia 3 de outubro e seguirá com programação até o dia 6 de outubro, na área externa do Centro Universitário Nilton Lins, com entrada gratuita.

A Expoagro envolve agricultores, pecuaristas, pescadores, piscicultores, extrativistas, artesãos, comerciantes, empresários em geral, e sua última edição aconteceu em 2013. Neste ano, estima-se a participação de cerca de 200 expositores, entre eles empresas do setor, comerciantes de alimentos e bebidas, expositores de animais e da agricultura familiar, com movimentação financeira superior a R$ 30 milhões, o que torna o evento fundamental para gerar a interiorização do desenvolvimento.

Solidariedade – A Cavalgada Solidária aconteceu na manhã deste domingo (29/09) e arrecadou alimentos que serão doados a entidades credenciadas pela Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas). Mais de 100 cavalos e seus donos fizeram um percurso que saiu da Hípica Nilton Lins e seguiu pela avenida Professor Nilton Lins e rua Barão de Indaiá, no Parque das Laranjeiras, zona centro-sul de Manaus.

Plano Safra – Na ocasião, o governador destacou o Plano Safra, que destina cerca de R$ 350 milhões para atender produtores rurais, incluindo agricultores familiares, pescadores, extrativistas e indígenas do Amazonas. Os recursos contemplam ações de estímulo à atividade agropecuária, oferta de assistência técnica e crédito, e apoio à comercialização.

As cadeias prioritárias são de fruticultura (abacaxi, cupuaçu, banana, citros, açaí e guaraná); mandioca; café; juta e malva; avicultura; pecuária de leite e corte; piscicultura e pesca artesanal; milho; soja; feijão; castanha; óleos; borracha; piaçava; madeira em manejos simplificados; agroecologia e produtos orgânicos.

O Plano Safra Amazonas 2019/2020 tem a integração de diversos órgãos e instituições estaduais, municipais e federais, liderados pelo Sistema Sepror e suas vinculadas: Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável (Idam) e Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf). Conta com a parceria da Afeam, da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), do Banco da Amazônia e do Banco do Brasil.

Brasil

Policiais colocam cães para rastrear Lázaro após morador dizer ter visto ele

Publicado

em

O Batalhão de Cães da Polícia Militar do Distrito Federal (BPCães) e a tropa de choque da polícia de Goiás estão concentrados em uma área de mata de Girassol, no Entorno do DF, para tentar localizar rastros de Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos.

A força-tarefa teve início na tarde desta sexta-feira (18/6), após um morador da região avistar o acusado de cometer chacina no DF e aterrorizar a região entre Cocalzinho e Edilândia.

“O vizinho viu ele entrando no bananal e, em seguida, a polícia chegou. Minha casa está toda revirada… Porta quebrada, roupa e guarda-roupas revirados. Um queijo foi levado”, afirmou um produtor rural da região.

“Estamos com muito medo agora. Moramos aqui há 20 anos. Vivíamos tranquilos antes disso. A gente espera solução todo dia, reza, pede a Deus que esse caso seja resolvido logo. A gente quer justiça. Isso tira o sono”, disse Sebastiana Aparecida Rodrigues, 65 anos. Da casa dela foi levado um carregador de celular.

Policiais fazem um novo cerco ao maníaco, que há 10 dias foge da polícia do Distrito Federal e de Goiás. Também são usados cavalos e helicópteros.

O cerco policial montado pelas forças de segurança para tentar localizar o assassino se concentra no município de Girassol, em Goiás, local onde o criminoso trocou tiros com a polícia e voltou a se esconder na mata.

A Polícia Civil de Goiás divulgou vídeos que mostram a caçada ao assassino em série pela região. Conforme o Metrópoles revelou, durante as diligências, os agentes encontraram pelo caminho vários rituais supostamente deixados pelo psicopata.

Leia Mais

Brasil

Vela satânica com nome de Lázaro é encontrada por policiais durante busca no mato

Publicado

em

Brasil – Em meio às buscas pelo serial killer Lázaro Barbosa de Sousa, de 32 anos, policiais encontraram oferendas e velas, supostamente deixadas pelo criminoso na região de Edilândia e Cocalzinho, em Goiás. Alguns dos objetos estavam acompanhados de pedaços de papel com seu nome completo escrito.

As suspeitas são de que o próprio criminoso tenha realizado rituais para pedir proteção espiritual. Agentes gravaram o momento em que localizam uma das velas no interior de um cupinzeiro durante as incursões pela mata.

Leia Mais

Amazonas

Aos 70 anos, morre dono de restaurante em Manaus

Publicado

em

Manaus – Na madrugada desta terça-feira (15), morreu o empresário Joaquim Loureiro, mais conhecido como ‘Jokka’, dono da tradicional Peixaria do Jokka, localizada no bairro São Raimundo, zona Oeste da capital amazonense.

Muito conhecido pela personalidade irreverente, de ser “ignorante” com os clientes, Jokka era bastante querido por suas frases icônicas como “seja educado: come, pague e vá embora”. O local sempre foi muito frequentado por políticos e personalidades manauaras, pois além da culinária e do próprio Jokka, ainda possui o atrativo de uma vista privilegiada do Rio Negro.

Jokka foi casado por quase 50 anos com Maria do Carmo, que faleceu em janeiro deste ano. Natural de Acajatuba, no Iranduba, ele deixou três filhos.

David Almeida e Marcos Rotta lamentam o falecimento de Jokka

O prefeito de Manaus, David Almeida, e o vice-prefeito Marcos Rotta lamentam profundamente a morte, na madrugada desta terça-feira, 15/6, do empresário amazonense Joaquim Loureiro, conhecido como “Jokka”, aos 70 anos. Ele era famoso em Manaus por sua peixaria, localizada no bairro São Raimundo.

“Com pesar, recebi a notícia da morte do nosso querido Jokka, que, com sua humildade, fez o seu restaurante, com uma bela vista para o rio Negro, ser um dos mais conhecidos e frequentados na cidade. Que Deus conforte o coração de seus familiares e amigos neste momento de dor”, disse o prefeito.

“Lamento profundamente a morte de Jokka, que era um dos donos de restaurantes mais tradicionais da cidade. Meu sentimento de pesar e que Deus console a todos neste difícil momento de perda para todos nós”, afirmou o vice-prefeito.

Leia Mais

Mais lidas