Connect with us

Política

Governo lança programa para levar água potável à comunidades do interior do Amazonas

Publicado

em

Durante solenidade pelos 50 anos da Cosama, o governador também anunciou outros investimentos em saneamento básico para 2020

Manaus – O governador do Amazonas, Wilson Lima, lançou, nesta quinta-feira (21/11), o programa “Cosama na Comunidade”, que vai ampliar a rede de serviços da companhia e levar água potável ao interior do estado, com investimento de R$ 8 milhões. O lançamento foi feito durante cerimônia em comemoração aos 50 anos da Companhia de Saneamento do Amazonas (Cosama), na sede do Governo, zona oeste de Manaus.

Na ocasião, Wilson Lima também assinou decreto que cria uma comissão técnica para elaboração da Política Estadual de Saneamento Básico do Amazonas; e um termo de cooperação técnica com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), voltado a ações no interior do estado. Por meio do programa “Cosama na Comunidade” serão adquiridos 400 Sistemas Revolucionários com Tecnologia Inteligente de Tratamento de Água, denominado Yguatú (água boa, em tupi-guarani).

“Nós lançamos hoje, aqui o projeto “Água Boa”, em que nós vamos ter um filtro que é a modernização do Salta Z, que é uma tecnologia da Funasa. Nós vamos modernizar isso, porque esse filtro pode ser instalado na comunidade, não precisa mais daquela estrutura elevada, o filtro pode ser colocado ali no chão e as pessoas já não precisam mais carregar o balde”, destacou o governador.

Wilson Lima frisou que o novo sistema será entregue pronto para o uso, já que a Cosama fará um trabalho integral de instalação em cada local que for receber os filtros. “A Cosama vai se encarregar da instalação da rede de distribuição naquela comunidade. E aí a gente vai ter um retorno significativo na qualidade de vida das pessoas, principalmente na questão da saúde”, frisou.

Novo sistema – Além de ser mais moderno e apresentar menor custo que o Salta-Z, que já vem sendo instalado pelo Governo no interior em parceria com a Funasa, o Yguatú utiliza tecnologia com dosagem automática de produtos químicos, com baixa demanda de energia.

Outra vantagem é que, além de poder ser utilizado na forma de bica para coleta, a exemplo do Salta-Z, o sistema pode ser expandido para pequenas redes de distribuição, levando água até a casa dos comunitários, obedecendo o padrão de potabilidade da água para consumo humano editada pelo Ministério da Saúde. O Yguatú atende até 600 pessoas diariamente.

Beneficiados – Os filtros beneficiarão 220 mil pessoas dos municípios e comunidades do interior do Amazonas, promovendo avanço na qualidade de vida de mais de 40 mil famílias. Para ter acesso ao programa “Cosama na Comunidade”, é necessário que a Prefeitura Municipal preencha carta de intenção fornecida pela Cosama. A partir disso, a Companhia vai iniciar processo de estudo e viabilidade para melhor atender a solicitação.

“O Salta-Z veio primeiro, agora a gente conseguiu trabalhar esse projeto novo. São 400 que a gente, a princípio, vai comprar em 2020. Agora a Cosama vai trabalhar junto com as comunidades, com os prefeitos para gerenciar isso. Vamos distribuir conforme a demanda dos prefeitos e das comunidades”, disse Armando do Valle, presidente da Companhia.

Nova Olinda do Norte – Durante a solenidade desta quinta-feira, o Governo do Amazonas, por meio da Cosama, também formalizou o termo de concessão com a Prefeitura de Nova Olinda do Norte, onde o abastecimento de água passará a ser atendido integralmente pela Companhia. Serão investidos R$ 1,3 milhão para ampliar, em sete mil metros, a rede de abastecimento de água de Nova Olinda do Norte. As ações são realizadas em parceria com a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra).

“Hoje eu vejo a Cosama como um dos instrumentos mais fortes para que a gente possa melhorar a qualidade de vida das pessoas, no interior. Nós estamos modernizando o sistema nos municípios onde já há esse atendimento da Cosama e também estamos assumindo mais dois municípios: Atalaia do Norte e Nova Olinda do Norte”, ressaltou Wilson Lima. Além destes municípios, a Cosama também atua em Alvarães, Autazes, Benjamin Constant, Carauari, Careiro da Várzea, Codajás, Eirunepé, Itamarati, Juruá, Manaquiri, São Paulo de Olivença e Tabatinga.

O prefeito de Nova Olinda do Norte, Adenilson Reis, destaca que a Cosama já está em ação no município. “A Cosama já está fazendo um trabalho em parceria com a Prefeitura. Está tratando um poço, fazendo um sistema de cloração em um poço. Agora no início de dezembro já vão para os próximos nove poços, são dez poços artesianos que abastecem a cidade. A meta da Cosama já é, até 31 de dezembro desse ano, chegar com a água 100% tratada”, disse o prefeito.

Governo Federal – O termo de cooperação técnica assinado nesta quinta-feira, entre os governos estadual e federal, por meio da Funasa, possibilitará a ampliação das ações já existentes e realização de novos projetos voltados ao interior do estado.

Wenderson Monteiro, superintendente da Funasa no Amazonas, avalia que o trabalho em parceria representa ganhos à população do Estado. “Nós vivemos, hoje, uma conscientização da comunidade cobrando o prefeito buscando o governo, o Governo do Estado buscando o Governo Federal através dos ministérios, para que esse recurso chegue. Acreditamos que, de curto para médio prazo, no caso de água no estado do Amazonas, vamos ter um cenário melhor”, avaliou Monteiro.

 

Manaus

Fadado a derrota: Omar Aziz perde Ações na Justiça para Coronel Menezes e Portal Cm7

Publicado

em

PROCESSO CONTRA CORONEL  MENEZES

O juiz titular da 8ª Vara do Juizado Especial, Marcelo Manuel da Costa Vieira, julgou improcedente, nesta segunda-feira, 18/04, o pedido para pagamento de indenização pecuniária em face de prejuízos alegados pelo senador Omar Aziz (PSD) contra o militar da reserva do Exército Brasileiro, coronel Alfredo Menezes (PL).

O senador alegou que no 17 de dezembro de 2021, Menezes publicou em seu Instagram uma imagem descrevendo em sua legenda comentários ofensivos à pessoa do senador, de modo a desbordar seu direito de liberdade de expressão, ao ofender-lhe a dignidade e o decoro.

Na publicação, segundo a defesa do senador, Menezes atribuiu o comentário ofensivo, afirmando que o Amazonas precisa ser libertado deste (o senador), bem como faz uso de um jogo de palavra “privada”, antônimo de pública, o que seria afirmar que mandaria o Sr. Omar Aziz “de volta para a privada”, no sentindo de mandar o autor “de volta” para um vaso sanitário, de maneira a colocar a imagem de Aziz sob uma perspectiva humilhante, além de fazer a ligação do nome do senador com a operação da Polícia Federal batizada de “Maus Caminhos”.

Para o magistrado, a publicação de Menezes tratou de um embate político, decorrente da liberdade de expressão, garantida constitucionalmente, tendo em vista que o que está sendo lesado é ser político e não o direito individual do senador.

“A atitude apontada do requerido, ou melhor, as ofensas apontadas que são, aliás, sem nenhuma gravidade, são absolutamente comuns no meio político, além de socialmente aceitáveis, e não pode jamais servir como parâmetro para ensejar responsabilidade civil àquele, no calor do debate com viés político, vem a usar palavras ofensivas contra outrem”, descreve a decisão.

 

Veja Documento:

  

VEJA O LINK:   0774363-91.2021.8.04.0001 (2)

 

A Empresária da Comunicação Cileide Moussallem é proprietária do CM7 e ganhou mais um processo contra Omar Aziz

PROCESSO CONTRA O PORTAL CM7

A Justiça julgou como improcedente o pedido do senador Omar José Abdel Aziz, que entrou com uma ação contra o Portal CM7 Brasil alegando direito de imagem, mesmo sendo uma figura pública, um político que deveria trabalhar e prestar contas para o povo. A ação movida pelo senador nada mais era que mais uma tentativa de calar a imprensa. 

No dia 6 de outubro de 2021, o Portal CM7 Brasil publicou uma denúncia contra o senador Omar Aziz, onde o mesmo era acusado de fazer campanha antecipada em uma igreja localizada na zona Norte da capital amazonense. Na ocasião, o senador aproveitou para visitar algumas comunidades, e acabou gerando uma pequena aglomeração. 

Eis que a visita de Omar virou manchete e o mesmo resolveu entrar na justiça pedindo a retirada da matéria, alegando que sua imagem foi prejudicada com a publicação. No entanto, a Juíza Dra. Irlena Leal Benchimol considerou que o Portal CM7 Brasil estava cumprindo o seu papel de informar a sociedade, e deu parecer favorável ao veículo. 

“Analisando os autos, não constato o alegado exagero na referida matéria publicada, capaz de configurar o pleiteado dano moral. Ademais, o requerido estava cumprindo com seu papel, qual seja, informar e divulgar informações. Desta maneira, não verifico nenhum ato ilícito por parte do requerido, eis que não agiu com intenção de macular a imagem do autor, tão somente informar a população.

Ressalto que a liberdade de imprensa é um desdobramento da liberdade de manifestação do pensamento e da comunicação, garantido na Constituição Federal”, destacou a magistrada na sentença.  Essa não foi a primeira ação que Omar Aziz moveu na Justiça contra o Portal CM7 Brasil e acabou sendo derrotado. 

Veja documento:

 

 

 

 

Com informações: Portal Cm7/Assessoria Menezes

Leia Mais

Manaus

Indícios de licitação direcionada pode levar para cadeia Cyro Batará em contrato bilionário com a Prefeitura de Manaus

Publicado

em

Em 2018 a administração de Arthur Neto na Prefeitura de Manaus entrava em sua reta final, nesse mesmo ano um empresário de nome Leandro Gagliardi de Almeida Barreto, se dirigia a cidade de Presidente Figueiredo e adquiria a empresa CL RESTAURANTE – ME. um pequeno restaurante local, já inativo de duas mulheres.

Após a compra do restaurante, o empresário Leandro Gagliardi transformava em sociedade anônima, a empresa AMAZON WATT, sendo o Senhor Leandro Gagliardi o único acionista com três milhões de ações.

Documentos mostram a compra do restaurante por Leandro Gagliardi e a transformação em AMAZON WATT

Ex prefeito de Manaus Arthur Neto e empresário Leandro Gagliardi

No segundo semestre de 2020, após as eleições municipais, a administração da Prefeitura Municipal de Manaus inicia um processo licitatório bilionário, com o intuito de contratar uma empresa para fornecer energia solar para as escolas municipais. O processo correu rápido e o então prefeito Artur Neto assinou o contrato de um bilhão e trezentos e sessenta e cinco reais no prazo de 27 anos.

O documento foi assinado no último dia de mandando de Arthur Neto

Por mais uma dessas ‘’coincidências’’, o Senhor Leandro Gagliardi abriu mão do contrato bilionário que acabara de assinar e entregou o controle total da empresa para o Senhor Cyro Batará Anunciação, Dono de empresas do grupo Diário do Amazonas. Cyro Batará também é sobrinho pórtico do Senador Eduardo Braga, casado com a sobrinha legitima do senador.

                     Cyro Batará Anunciação e Senador Eduardo Braga

O prefeito recém empossado David Almeida, ao saber do contrato de 27 anuncia o distrato do mesmo, conforme reportagens na época.

Em março de 2022, a Câmara Municipal de Manaus, em uma sessão relâmpago, autoriza a continuidade do contrato.

O caso carece de várias explicações:

  • Porque um empresário viaja a uma cidade do interior para “comprar” uma micro empresa inativa e transformá-la em S/A?
  • O empresário possuía lastro financeiro para constituir o capital de três milhões de reais?
  • A comissão de licitação da Prefeitura Municipal de Manaus, e seus órgãos de controle, não realizaram pesquisas, para saber com quem a PMM realizaria pagamentos bilionários? Se fez, achou normal contratar uma empresa sem sede, que era um modesto restaurante inativo no interior até o início do processo?
  • Porque o Senhor Leandro Gagliardi passou o controle acionário da empresa, após assinar um contrato bilionário para o Senhor Cyro Batará?
  • O que fez o prefeito David Almeida mudar de ideia quanto ao cancelamento do contrato?
  • Porque a Câmara Municipal de Manaus aprovou/autorizou a contratação da empresa do Sr. Cyro Batará sem se aprofundar no assunto? A CMM sabia da origem interiorana da empresa? O fato do Sr. Ciro Batará ser dono do Diário do Amazonas foi levado em consideração?

Leia Mais

Brasil

ABRABP divulga nota de repúdio contra agressões e ataques de Fake News a profissionais da comunicação

Publicado

em

Brasil – A Associação Brasileira de Blogs e Portais (ABRABP), que representa mais de 80 sites de notícias, divulgou uma nota, na tarde desta quarta-feira (13), de repúdio aos atos de agressão e desrespeito contra os profissionais da comunicação. A nota combate, também, ataques de pessoas que se denominam “profissionais”, mas que difundem Fake News contra jornalistas.

A ABRABP tem a finalidade de trazer harmonia, igualdade e união entre os veículos de comunicação como portais e blogs de notícias, e luta em defesa do bom jornalismo e dos direitos tanto dos jornalistas quanto dos empresários donos de portais, repudiando qualquer ato de agressão, difamação e desrespeito.

O caso mais recente foi uma tentativa de agressão a um jornalista que fazia uma cobertura no município de Itacoatiara, interior do Amazonas, na manhã dessa terça-feira (12). A situação gerou revolta aos profissionais de imprensa, que pedem mais respeito e dignidade no âmbito do exercício da profissão.

Confira a nota na íntegra: 

Fonte: Portal Cm7

Leia Mais

Mais lidas